O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

sábado, 24 de outubro de 2015

"Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz "


Movimento Pela "Paz"...

Vocês podem julgar meu pensamento, sob qualquer ótica, não importa o "veredicto", não vai mudar a História da nossa estória... Nenhuma fração... A terceira guerra mundial,  o "boi voador", segue firme no rumo do vento em popa...

Pedir? Pedir a quem? À ONU? Ao Papai Noel? Aos Papas? A quem interessar possa? Milongas em furacões de proa... Milongas?

Pedir que a NATO (a OTAN) se desarme? Ô lôco sô! Reafirmo; "todas as utopias humanitárias são táticas (um programa de - ilusória - libertação), quase um delírio organizado, dentro da (esquiso paranoide) estratégia escravista. Um delírio (delírio organizado é a definição psiquiátrica da paranoia). 

Admirável (velhíssimo) mundo novo. Pedir que o escravista pare de escravizar. Pedir que arrependa-se de suas terroristas torturas e passe para o lado "bonzinho" dos escravos. Vamos pedir que ele(s), treinado(s) e atualizado(s) milenarmente belicosos e fratricidas, se modifique(m). Será que já estão fabricando escravista bonzinho? 

Guerras contra as guerras? A "paz" dos cemitérios... Vocês não desconfiam de nada? Guerras de libertação? Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato, mas, sustentar o programa "lixo escravista" com qualquer atitude libertária sem nos libertarmos de nossa egocêntrica (vaidosíssima) participação ignorante no jogo "deles" do leva e trás? O perene "me engana que eu gosto". O campeo/nato prisional do "enquanto um morde e o outro sopra" e nós no meio. Ilhas...

Ouviram falar da "Operação Fúria Urgente"? 

Granada é um ótimo exemplo. Virou treinamento de "soldier boy"... Cuba, a heroica, (bloqueada há meio século) é a cenoura  na frente dos burros de moinho. E a Islândia não fica atras... A Islândia é um país nórdico insular europeu situado no oceano Atlântico Norte. O seu território abrange a ilha homônima e algumas pequenas ilhas no oceano Atlântico, localizadas entre a Europa continental e a Groenlândia. Wikipédia
(...) "Este processo é chamado de programação preditiva e sua finalidade é, literalmente, para programar a mente da vítima, de modo a aceitar sem questionar o que for necessário pelo programador - um exemplo; a ideia de ser isso "possível" em algum momento no futuro. 

Milenar escravidão. Nunca nos informamos sobre Spartacus e Varinia? Os ex-escravos que "colocaram em risco" o poder do império durante os três anos de uma rebelião com milhares de escravos que abalou a Itália antes de serem crucificados. E ninguém mais ouviu falar deles além dos (repetentes) manipula/dores hollywoodianos filmes "coloridos"...

Consciência severa é outra História. Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato.

Mais fácil é o "boi voador".

Querer que parem com as torturas e guerras (das quais se alimentam) contra tudo e todos de tão arrependidos do mal que causam à humanidade?

Querer que parem com a geoengenharia genocida (chemtrails e outras sofisticadas barbaridades) em avançadíssima construção da NOVA ORDEM MUNDIAL das casas grandes e respectivas redução das senzalas para o próximo milênio?

As guerras são seus mais importantes e melhores negócios. Robôs e trans humanismo... Guantánamo planetária. Desprezam; aviltam; depreciam; desconsideram; desdenham; humilham; menoscabam; menosprezam; a humanidade que escravizam.

A terceira guerra mundial está aí, só não vê quem não quer. As casas grandes que ganharem a guerra ficam com a posse e administração do cassino Terra...

Sem trocadilhos e sem mais comentários, leiamos a carta;

"Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz Caros Amigos e Camaradas da Paz. 
Como é do vosso conhecimento, o nosso mundo encontra-se numa conjuntura crítica e perigosa: a possibilidade de um confronto militar, potencialmente nuclear, entre a NATO, liderada pelos Estados Unidos, e a Rússia. As forças armadas das duas superpotências nucleares estão mais uma vez frente a frente, desta vez na Europa do Leste, nomeadamente na Ucrânia, e na Síria.
E as tensões aumentam a cada dia que passa. De certo modo, podemos dizer que já decorre uma guerra mundial.
 Actualmente, os governos de 15 países estão a bombardear a Síria. Incluem sete países aliados da NATO: EUA, Reino Unido, França, Turquia, Canadá, Bélgica e Holanda. Também incluem aliados dos Estados Unidos não-membros da NATO: Israel, Qatar, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Jordânia, Bahrein e Austrália; e, mais recentemente, a Rússia. Nas fronteiras ocidentais da Rússia, desenvolve-se uma outra guerra perigosa. (atenção; o grifo no texto é meu) 
A NATO aumenta as suas forças em países vizinhos da Rússia. Todos os governos que fazem fronteira agora autorizam forças militares da NATO e americanas no seu território, onde decorrem exercícios militares da NATO ameaçadores a apenas poucas milhas das principais cidades russas.   
Certamente que isto cria uma grande tensão para o governo russo, como seria naturalmente igual para o governo dos EUA se as forças russas estivessem posicionadas nas fronteiras EUA-México e EUA-Canadá, fazendo exercícios militares a poucas milhas das principais cidades americanas. Qualquer uma, ou ambas as situações podem facilmente levar a um confronto directo entre os EUA e os seus aliados da NATO, por um lado, e a Rússia, por outro; um confronto que tem o potencial de escalar para uma guerra nuclear com consequências desastrosas.   
É devido a esta situação perigosa que contactamos os nossos amigos e camaradas da paz e do movimento anti-nuclear. Parece-nos que muitos dos nossos aliados no movimento prestam pouca atenção para os perigos que ameaçam hoje toda a existência da humanidade a nível global, e limitam as suas respostas apenas ao protesto contra esta ou aquela acção por parte deste ou daquele lado.   
Na melhor das hipóteses, lançam contra os EUA e a Rússia "uma praga nas vossas casas", criticando ambos os lados por aumentar de igual modo as tensões. Isto é, a nosso ver, uma resposta passiva, não histórica, e, mais importante, ineficaz, que ignora a urgência da ameaça existente.   
Além disso, lançando culpas de igual modo, mascara as suas verdadeiras causas. Mas as raízes da crise actual são muito mais profundas do que os recentes conflitos na Síria e na Ucrânia. Tudo volta para a destruição da União Soviética, em 1991, e a vontade dos EUA, como a única superpotência remanescente, de dominar unilateralmente o mundo inteiro.   
Este facto é afirmado sem rodeios no documento publicado pelos neoconservadores em Setembro de 2000, chamado "Reconstruir as Defesas da América: Estratégia, Forças e Recursos para um Novo Século", no qual se baseia a política actual dos EUA (perdoem-nos por este long lembrete):
(...), baixe o PDF para ler a carta.

Então...
Milongas...
A hora é esta.
Caprichemos na faxina. 
Sacode aí!

Inté! 
Quem quiser que cante outra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails