"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO, SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Caros amigos, este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante faxina espiritual.
2012 continua no 2013, 14, 15, etc. ... Acabando-se sem ter (re)começado... Nosso mundo é o que supomos conhecer. Todo este debate ressoante (por enquanto) só é possível graças a esta Bendita Internet. Retiremos os antolhos. A terceira guerra mundial vai acelerada... Ninguém virá nos salvar... Estamos todos vigiados, vigiamos uns aos outros, não há segredos. Pensar é (desde sempre) conspiração.
O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"O SISTEMA" É DIABÓLICO, PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA.
TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
Perceber, compreender e faxinar os programas "jogos de memórias escravagistas" que estão milenarmente sabotando nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma, substituirá a responsabilidade 100% dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Nunca desliguemos nossos detectores de mentiras Mestre não é o que ensina, é o que não perde a capacidade de compreender... O Divino em todos nós é o afeto incondicional, não julga nem pune, é o perdão, não guarda mágoas, é a paz infinita, ama incondicionalmente. Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Você não tem, VOCÊ É, uma alma. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal e intransferível. Mantenhamo-nos na vibração do afeto, todos os espíritos, corações e mentes estão interconectados. Onde há amor não há perdão. "Você não pode ensinar a um homem qualquer coisa, você só pode ajudá-lo a descobri-la em si mesmo." - Galileo Galilei?
"Êles" estão nos empurrando para a genocida aterradora Guantánamo planetária. Preparemo-nos para o INIMAGINÁVEL..
Sempre haverá um mais esperto, mais dominador. Sempre haverá um mais luminoso, mais iluminador... O Universo em expansão é infinito.
Espero estar inquietando...
TODOS SÃO BEM-VINDOS

Compartilhemos

Share |

domingo, 26 de julho de 2015

Por que o super herói é sempre mascarado?


Por que o herói (principalmente "o super") está sempre mascarado?

Não precisa ser exatamente a venda preta com os buracos dos olhos, eles estão sempre arquétipos inumanos... bandidos e mocinhos... São irreais? Maquiados. Transfigurados. Imortais. Monstruosos. 

Paradigmas. O carnaval é cenário (e palco) para garantir dias de festança e casas super lotadas. Liberdade para fazermo-nos livres; sob as máscaras. Religiosa/mente travestidos. A oportunidade (uma válvula de  escape) consentida para sermos as falsas identidades ou as (muitas outras) identidades que imaginamos ter. Representamos (somos artistas natos) as infinitas loucas ilusórias identificações em contratos que assinamos ao longo do esquizofrênico caminho. O labirinto do nada em que nos aprisionaram.

O Ser, é outra ideia. Outro paradigma.

E nem vou falar (de novo?) das identidades numeradas e dos CPFs dos controles totais. Ou chips apocalípticos (já em fase avançadíssima de implantação). O tirânico expresso 666 em movimento partindo direto do Bom-sucesso pra lá de muito depois da Central do Brasil... 

Estou pensando (vixe?) na secreta, a (super) imagem (a paralela) que só eu acho o que sei quem (ego) sou e me reconheço merecedor, a super imagem que (o eu) não quero. Que não (me) vejam. Que não me (re)conheçam.

Somos espelhos. Geralmente somos essas (as) que (eu) não gostamos muito. Mas, fazer o que né? A gente somos assim, se acostumamos contudo seu Narciso, e as outras pessoa (a tal da invisível maioria silenciosa) na imutável zona de conforto gostam muito mais disso. Ninguém quer mudar nada, dá muito trabalho... Chamemos os super heróis! 

Os super heróis pretendem resolver, (tem louco pra tudo) para e por cada um de nós, este conflito paradoxal? Creio que foram criados parar isso mesmo. Iludir-nos enquanto justi/ficam-nos (toda) a esquizofrenia. 

Isto se explica, mas (sinto muito) não justifica.

Se você não (ou ainda não) estiver doidão falando coisa sem coisa, tá tudo indo bem... Não se preocupe. Dá pra passar batido... "Eles" deixam... Por enquanto. Você ainda poderá ser (muito) útil a "Eles". Mas se pirou de vez, não há mais com o que se preocupar, isso também lhes servirá para continuarem ganhando muito dinheiro. O sistema é autofágico, devora tudo o que cria (somos as criaturas). Reciclam para revender.

Arquétipos. Observem a "mãozinha" atrás da moça...


Vocês devem estar se perguntando o por que desta conversa mascarada de "defendor".

Explicando-me de outro modo: quando se faxina memórias escravistas, e com isso acabam as (nossas) guerras, ditas "intestinas", nós, os subconscientes, diminuímos a falação esquizo-paranoide da mente e ficamos mais em paz.  Não nos ausentamos do mundo. Enxergamos, falamos e pensamos melhor. Estamos conosco presentes no agora.

Melhora muito tudo não carregar lixo. Amarmo-nos exercitando o despego descobrimos que não precisamos de máscaras para ficarmos e ou sentirmo-nos divinos, amorosa/mente lindos e vivos.

Então, vivamos... Conscientes e Infinita/mente libertos. Sempre haverá um mais luminoso e iluminador. Sempre haverá aquele mais "espertinho" e escravizador.

"Orai e vigiai." Bastar-nos-a a identidade (máscara) com a qual nascemos incorporando as nossas almas imortais para usufruirmos esta amorosa experiência (prisional e temporária) nesta existência (frequências de onda) de pura divina (quântica) liberdade em expansão infinita.

Paradigmas. Arquétipos. Consciente/mente ou não, não adianta fugir do incomensurável palco. Tudo dependerá (sempre) de nossas escolhas (movimento).  As corretas e as equivocadas. A energia fluente (a sopa com a mosca) que cria o bem ou o mal é a mesma. "_Você me ensinou o caminho errado! _ Não! Eu lhe mostrei outro caminho..." Isso muda muito sempre tudo.

Assim o resultado é (sempre) inseparável do processo que a ele conduz, né não!?



Pesquisemos. Pensemos bem, melhor, maior, mais... 


O amor é a total atenção.

O "problema" é de sintonia.

Crenças e escolhas.

Somos o que não desejamos ser.

Mas quem precisa de super heróis? 

A nossa sabedoria determina nosso destino, portanto, sejamos corajosos. 

As coisas são como devem ser, nada é por acaso. 

A covardia não salvará nossos destinos.

Há quem gosta da escravidão..., de sentir-se escravo.


Deu para ligaremos mais uns novos velhos pontos? 
Comecem por vocês e ajudem alguém mais (somos espelhos)...
Caprichemos nos deveres de casa.
Tiremos as máscaras...
Espero faxinando, estar contribuindo.
Sinto muito, vos amo, me perdoem, sou grato.


sexta-feira, 24 de julho de 2015

Paradoxo



Paradoxo

Espiritual  X  Religioso


Espírito – Latim Spiritus – respiração – fôlego – ar.


Religião – Latim Religare – religar, união rápida entre homens e deuses.



Pintura de 1525 - "Supper at Emmaus" - artista Jacopo Pontormo
Espiritual e religioso são duas maneiras de se buscar respostas para dúvidas comuns para o sentido da existência humana:

O que somos nós? O que objetiva o viver? 

Para onde iremos após a morte física? Inicio – meio – fim?

Duas maneiras de se obter repostas para objetivos comuns como: Paz, conforto, iluminação, identidade, sucesso pessoal...

Religião se baseia em respostas prontas, rituais, ética, moral, normas, conceitos – certo/errado – falso/verdadeiro. Disputa de poder, hierarquia, diverge do diferente, induz a culpa.

Espiritualidade busca a conexão com o momento, o agora, com o entendimento e harmonia do seu universo interior e exterior. Busca a sabedoria através de questionamentos do não transformar o diferente em divergente.

Religião é voltada por uma busca de conhecimento EXTERNO – doação do seu poder pessoal a entidades desconhecidas, divergentes, incoerentes e subjetivas.

Espiritualidade é voltada a busca de conhecimento INTERNO – auto descoberta e manutenção do seu poder pessoal e respeito mutuo.

Toda a prática religiosa é espiritual, mas a espiritualidade não necessita da religião.

Religião é uma instituição que ameaça; aterroriza, escraviza e promove conflitos, guerras com a promessa de uma vida eterna.

Espiritualidade é uma vivência que encoraja e traz confiança promovendo a eternidade do espírito/alma.

"As religiões cresceram de 1000 (no inicio de 1900) para 10.500 hoje, e deve chegar a 15.000 versões sobre mais um deus, mais um salvador, mais um meio de encarcerar sua alma, nos próximos 25 anos. Esse crescimento bizarro de novas religiões no planeta mostra que o mundo moderno está longe de ser ateu e nem rejeita tanto assim a religiosidade quanto se pensa.

Isso me assusta, pois a função da religião é o engano, o desvio do auto conhecimento, da auto gerencia. Entregar sua alma para SERVIR um Senhor, um governante planetário, não deveria ser a meta dessa sua ultima passagem... Você precisa despertar dessa hipnose. (...)  Leia outras mais da tia Laura



Agora falo eu...

O "problema" é de sintonia.


O amor é a total atenção.
A energia que cria o bem ou o mal é a mesma.
O "problema" é de sintonia.
Crenças e escolhas. 
Somos o que não desejamos ser. 
A nossa sabedoria determina nosso destino, portanto, sejamos corajosos. As coisas são como devem ser, nada é por acaso. A covardia não salvará nossos destinos.

Deu para ligarem mais uns novos velhos pontos? 
Há quem gosta da escravidão, de sentir-se escravo.
 Se liguem aí... 
Comecem por vocês e ajudem alguém mais (somos espelhos)...
Caprichemos nos deveres de casa.
Espero faxinando, estar contribuindo.
Um fraterno abraço a todos.
Sinto muito, vos amo, me perdoem, sou grato.

P.s.1:
Fidel Castro Ruz, na minha (i)modesta opinião é o maior chefe de estado vivo ou morto do século XX/XXI.

P.s.2:
notaram o olho que tudo vê sobre o Jesus na pintura do mestre Jacopo?

P.s.3:
Inté!

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Shirley Maclaine, EU SOU O QUE SOU?




"Uma enregelante onda de solidão perpassou através de mim. Seria isso que os grandes mestres queriam dizer quando descreviam a atordoante solidão que precede o reconhecimento do poder totalmente espantoso de alguém? A questão seria o poder interior da pessoa? Todas as questões, triunfos, conflitos e tragédias em nossas vidas seriam projetadas por cada um de nós para nos por em contato com nossos próprios poderes? Se podíamos criar algo tão negativo quanto a guerra, certamente podíamos criar a sua polaridade. E nos responsabilizarmos pelo poder da própria pessoa seria a expressão final do que chamamos de força-Deus.
Seria este o significado da afirmação EU SOU O QUE SOU?
Seria a procura de Deus sem sentido, uma vez que Ele estava dentro de mim? E Deus dentro de cada um de nós? Seria a auto procura a única jornada digna de ser realizada, pois o que descobriríamos - perceberíamos posteriormente - era nossa criação, de qualquer forma? 
Caminhei longamente sob as estrelas. A roda inevitável girava aos trancos em minha cabeça. Eu criara tudo ou tudo me criara? Como uma dessas opções poderia se provada? Contudo, se minha realidade era uma questão do que eu percebesse que fosse, então, independentemente do modo como a olhava, eu fizera a escolha. Eu era alguém com poderes em relação ao processo de tomada de decisão de como me relacionar com a realidade. Assim, quanto à verdade, que diferença fazia? Era eu quem escolhia como experimentar a vida.
Do livro "A vida é um palco" - de Shirley Maclaine.
Fonte

Deu para ligar mais uns pontos? 

Caprichemos nos deveres de casa.
O Universo Criador é o Infinito e está em Expansão. Estamos dentro. Se ocê não desligar as TVs que nos hipnotizam jamais poderá ver estas verdades.
Inté!
Comece por você e ajude alguém mais...
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Nos dias de hoje todos temos medo



Nos dias de hoje todos temos medo(s)

O MEDO.

Essa coisa que nos agrilhoaram no subconsciente para melhor nos escravizarem a alma.

Adeus às linguagens.

Há milênios estão aí os verdadeiros parasitas escravistas de almas no comando da governança do planeta. Eles se alimentam da frequência da vibração do medo e tudo o que dele decorre. Verdadeiro vampirismo eletromagnético. 


Então; como disse alguém; "Orai e vigiai." Meditar profunda/mente é faxinar. Pedir a faxina é dirigir-se à divindade dentro de nós pedindo a faxina. A Divindade é quem limpa (vai limpando sempre que pedimos) essas memórias que nos governam à revelia. 

É só repetir o sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato sempre que assaltar a memória que quer a manutenção do apego. Pedir a limpeza e soltar. Desapegar. Agradecer desde logo. Sem criar expectativas que cancelam o pedido na razão direta da falta de fé.  Não pode duvidar do quântico divino em que estamos todos naufragados. Pede sem vacilar. Já disse alguém por aí; "A tua fé te salvou."

Caros amigos

Quem já bisbilhotou o Ho'oponopono, já experimentou (é porque compreendeu o perdão) um dos métodos mais eficazes para cancelar estas memória que nos fazem apegar principalmente ao que nos escraviza, adoece e mata (lentamente) antes do prazo de validade.

Se não faxinarmos a roda (da fortuna) quebra e o carro enguiça e muitas vezes não pega nem no tranco. Ninguém merece. Então; aproveitemos as rodas da fortuna que é o que interessa para colocar o parado em movimento. Se queremos diferente temos que fazer diferente. 

Quando em permanente faxina só há notícias boas, mesmo quando pensávamos fossem más. Daí vem a velhíssima frase; "Há males que vem para bem."

Mas, se não praticarmos o desapego consciente/mente... Com todos os seus ônus faxinadores...

Espero faxinando, estar contribuindo.
Um fraterno abraço a todos.
Sinto muito, vos amo, me perdoem, sou grato.


"O amor é a total atenção."
A energia que cria o bem ou o mal é a mesma.
O "problema" é a sintonia.

Deu para ligarem mais uns novos velhos pontos? 
Comecem por vocês e ajudem alguém mais (somos espelhos)...
Caprichemos nos deveres de casa.
Inté!

terça-feira, 21 de julho de 2015

Cadê as abelhas? Aonde estão as abelhas?


Colapso das colônias de abelhas preocupa cientistas

O colapso das abelhas

Estava ao sol do meu florido jardim anárquico (e o céu enchendo de chemtrails...) quando vi a abelha se desorientar, cair ao chão e rodopiar em círculos como uma louca no chão de azulejado branco... Parecia um drogado, um desses atormentados desnorteados humanos ZUMBIS que vemos pelas ruas das cidades (todas) e em filmes de celulares postados nos face books e you tubes da bendita Internet.

Ressonância?

Coincidência?

Não creio em acaso.

Dois dias após, recebo este comentário em Descobriu a fórmula para sair da senzala?
"Aldo, não tenho certeza se você já abordou

esse assunto com a clareza peculiar

que você imprime aos teus posts, mas

a coisa tá feia. Dá uma olhada:

https://youtu.be/m_VZBl6Dwao

Forte abraço.

Bem... Sem falar em monsantos e agro/tóxico/negócios e principalmente da alimentação, um fantástico envenenamento no ninho, na água, na mesa, na comida diária (ração), essa dominação sub-reptícia através da fome/comida/sede/água. Temos (eles têm) a escassez muito bem planejada e controlada de tudo.

Dá pra entenderem agora o porque fico repetindo até à rouquidão?

Já havia observado isto, "o cadê as abelhas?", e associado conscientemente aos CHEMTRAILS/HAARPs que ninguém vê e que estão aí, em todos os céus, macabra/mente silenciosos, dia e noite, criando um novelo de eletromagnéticas linhas tóxicas envolvendo mórbida/mente todo o planeta.

Apicultor foge das plantações de tomate como o diabo não foge da cruz.

Em épocas (como agora) de genocídios ferozes e feroz escancarada depopulação cientifica/mente programada, o que temos que deduzir? Envenenamentos. 

Li, em algum lugar (?), que todos os dias surgem e desaparecem no planeta algumas mil espécies.

Pensemos bem... Conclusão óbvia é que, nós somos o alvo, os senzalados precisam ser controlados (reduzidos). A hora é essa. Está no cronograma deles. Há milênios eles sabem disso e se acautelam disso. A novidade é que só agora estamos podendo e querendo ver.

Morte às abelhas! 

Melhor que isso (as guerras) só vacinações em massa e outros envenenamentos compulsórios.

Sem elas, as abelhas, essas laboriosas criaturas energias criadoras, não haverá vida vegetal, nem muito menos a animal.

E nós, os senzalados, somos os insanos animais escravos acusados da destruição do meio ambiente (o pasto cheio de lixos plásticos).

O etéreo estelionato sideral. Para que tantos peões? "As bocas inúteis" segundo o Henry Kissinger, "o modesto" -
Henry Alfred Kissinger é um diplomata americano, de origem judaica, (Nascimento: 27 de maio de 1923 (92 anos), Fürth, Alemanha) que teve (?) um papel importante na política estrangeira dos Estados Unidos entre 1968 e 1976. (pesquisem)
Vaso ruim não quebra. Está dando as cartas até hoje, século XXI. Medieval. Nas sombras. Milenar. Já observaram um jogo de xadrez? Jogam no mínimo dois contendores. Dois reis... Estávamos desatentos (inconscientes) enquanto (hipnotizados) olhávamos para eles - para seu livre arbítrio; múltipla escolha da pontuação ( . ) ( ! ) ( ... ) ( ? )

1 Rei, 1 rainha, 2 bispos, 2 cavalos, 2 torres, e Peões... Muitos peões... O 2 é igual a esquerda e direita, ou do contra e o a favor? Se desse para colocar no jogo uma águia voando eles teriam colocado.

Somos, manipulados, sempre, obvia/mente o derradeiro, o real único alvo. 

A destruição das abelhas em grande escala (no meu (i)modesto ponto de vista) é mais um (entre tantos) eficientíssimo (silencioso) processo de (controle das pragas) extermínio da raça humana  milenarmente abusada e escravizada.

Tabetha Wallace on Massive Bee Deaths & Why You Should Care | Jesse Ventura Off The Grid - Ora TV

Dedico esta postagem ao amigo James Patrick
Deu para ligarem mais uns pontos? 
 
Se liguem aí... 
Comecem por vocês e ajude alguém mais, somos espelhos...
Caprichem nos deveres de casa.

ONDE HÁ AMOR NÃO HÁ PERDÃO!

Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

O verdadeiro governante do planeta



O verdadeiro governante do planeta Sanguessugado do Georges  Bourdoukan


Espanha quebrou.

Portugal quebrou.

Grécia quebrou.

Irlanda quebrou.

E falando claramente, a Europa está quebrada, os Estados Unidos também.

Mas os bancos estão cada vez mais robustos.

Alguém tem dúvidas sobre quem governa o planeta?

Eles é que decidem quem continua no poder e quem deve ceder o lugar.

O melhor exemplo é Berlusconi.

Que reinou como quis até o momento em que recebeu ordem para arrumar as malas.

Era um intocável.

Era.

Mas quem são esses bancos?

A quem pertencem?

Será que eles não têm face como nos querem fazer crer?

Dirão: bancos quebraram, outros fecharam, outros estão agonizantes.

Bobagem.

Os bancos pulverizados não passam de meros varejistas que são sempre sacrificados para manter as aparências.

O grande banco tem nome e endereço e há séculos manipula o sistema a seu bel prazer.

É o banco da família Rothschild.

Que desde o século XIV reina.

Seja o governo monarquia ou republica, capitalista ou socialista.

Jamais sofreu qualquer abalo, nem mesmo durante todas as guerras ou revoluções que afligiram a humanidade.

Até a Alemanha nazista teve que se curvar diante de seu poderio econômico.

Ou alguém acha que as guerras se ganham apenas com armas?

Não se esqueçam que sem fundos não se compra armamento.

O banco da família Rothschild controla também, através de prepostos, a mídia e a industria de entretenimento.

É tão poderosa essa família que controla até a Organização das Nações Unidas (ONU) que foi criada principalmente para criar o Estado de Israel.

E ameaçar e apoiar a invasão de nações que se recusam a se curvar ou entregar seus tesouros.

Alias essa família é tão poderosa que possui o titulo de “Guardiã do Tesouro do Vaticano”.

Quem quiser aprofundar esse texto, e ele precisa ser muito mais aprofundado e detalhado, basta consultar a História.

Alguém se habilita?

E a luta continua!


O verdadeiro governante do planeta Sanguessugado do Georges  Bourdoukan 
POSTADO POR GILSON SAMPAIO ÀS SEXTA-FEIRA, JULHO 17, 2015


UM COMENTÁRIO:


Aldo Luiz Fonseca17 de julho de 2015 15:45

No filme Barão de Mauá, com o Paulo Betti, nós podemos constatar esta tenebrosa verdade escravagista que o Bourdoukan está expondo.
Mas, quem quer ver? Quem pode, com esta televisão "lavando" e doutrinando cérebros, corações e mentes?

Sinto muito, sou grato.

Sejam bem corajosos e assistam; Barão de Mauá com o Paulo Betti e este documentário aqui embaixo.


"O amor é a total atenção."
A energia que cria o bem ou o mal é a mesma.
Deu para ligarem mais uns novos velhos pontos? 
Se liguem aí... 
Comecem por vocês e ajudem alguém mais (somos espelhos)...
Caprichem nos deveres de casa.
Inté!

sábado, 18 de julho de 2015

Nunca antes



The Sylph (Temperance) - Fairy Tarot (Antonio Lupatelli)
A temperança

Nunca antes

Às vezes acho que a melhor parte de mim
Guardei pra você
Não sei se você sabe, sente ou vê
Não são as palavras bem articuladas
Nem o corpo com suas curvas fechadas
Eu diria mesmo que não são talentos,
Dons, habilidades...
Certamente não são meus bens
E nem a voz afinada
As conspirações são boas, mas insuficientes
A mente arguta, a pegada quente
(Tudo contribui! Mas) não são o melhor de mim
Guardei para você a melhor parte
Aquilo que é inédito, único, que ninguém viu
E, diria mesmo, que ninguém crê
A parte de mim que só existe com você



Meu comentário compartilho com vocês, esses corajosos que abrem minhas garrafas ao mar.
Impossível não cita-la:
"Quando falamos de Temperança, falamos de alquimia interior. São as transmutações que acontecem em nós e que fazem com que sejamos melhores, mais maduros, mais evoluídos, pessoas melhores, mais felizes e capazes de fazer os outros mais felizes também. E quando isso acontece, esta magia se espalha e aí temos outras alquimias acontecendo nas nossas vidas. As ideias parecem mais claras, o medo se vai, a raiva é desnecessária, ficam somente os bons sentimentos e isso melhora as relações e as realizações. A proposta de hoje é pegar toda esta energia harmoniosa e transmutadora e usá-la através das palavras, da comunicação. O que se fala e como se fala? Como se melhora isso? E mais importante: o que pode ser tão transformador em uma palavra?" 
Sempre e nunca inexistem... Acabou Passargada depois de quase um ano de absoluto sucesso e muitos "ardentes amorosos" sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato, sou grato, sou grato... Acabamos de nos separar, na mais absoluta PAZ; sem egoísmos e competições. Guiados pelo quântico infinito afeto criador fizemos fluir a onda do entendimento do fato de que "onde há amor não há perdão". 
Separação sem mágoas, rancores e outras tenebrosas trampas escravistas, continuaremos nos amando consciente/mente mais do que quando começamos. Um amor tão forte e puro que nem sabia a força que tem. Mas, e por isso mesmo, fez-se da consciência da razão de que só é possível, ser para o nosso bem, se for para o bem de todos os envolvidos. Não estava (mais) sendo assim.
C.Q.D. 
Crescemos em infinita amorosa transcendência faxinadora...
Então, sem egoísmos, continuemos sempre sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato. 
Em tempo:
Minha carta de hoje com a devida temperança é o
Nove de Espadas no Tarot de Marselha
Significados gerais:
Representa a necessidade do homem realizar um trabalho perseverante para se livrar daquilo que significaria uma estabilidade enganosa, que paralisaria sua evolução.
•Mental: Atividade mental, clareza, inspiração em todos os assuntos de ordem intelectual.
•Anímico: Estado afetivo, amor iluminado pela inteligência; forte, não pelo lado material, mas por sua profundidade.
•Físico: Negócios brilhantes, conduzidos com uma habilidade que leva ao sucesso.
PAZ e o aldíssimo abraço de gratidão. 
15 de julho de 2015 14:33


P.S. Em 16 de julho, 24 horas depois, Passárgada sinaliza dizendo que gostaria de não acabar..., respondi que é só um distanciamento, necessário para melhores meditações conscientes; " Sempre e nunca inexistem... Continuemos... Nunca antes...

Pensemos bem: o Imortal Infinito em Expansão é Vida, uma Onda que jamais encontra a sua praia...

P.S.2 Os mamíferos e as aves são os únicos capazes desse afeto que nos une além das importâncias das mentes. Sem mãe ou substituta adequada entram em sofrimento e morrem. A mente não suporta ficar sozinha, precisa constantemente de aprovação. O que é o amor?


"O amor é a total atenção."
A energia que cria o bem ou o mal é a mesma.
Deu para ligarem mais uns velhos pontos? 
Se liguem aí... 
Comecem por vocês e ajude alguém mais (espelhos)...
Caprichem nos deveres de casa.


ONDE HÁ AMOR NÃO HÁ PERDÃO!

Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.

Related Posts with Thumbnails