O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

NINGUÉM VIRÁ NOS SALVAR



 


Parto do princípio de que sendo O SISTEMA PSICOPÁTICO, ESCRAVAGISTA, ALIENÍGENA, INUMANO E ANTROPOFÁGICO, nunca desligaremos nossos detectores de mentiras pois, ninguém virá nos salvar... 
Também demorei enxergar isto. Bendita Internet. Adotei, por isto, o comportamento, que não é novo em mim, de estar fora da "manada" sem condena-la por optar aceitar (inconsciente de seus poderes verdadeiramente amorosos/criativos) o determinismo ditado pelos dominadores. 

Afirmo ser isto possível, e sem violência.

As guerras por exemplo; são SEMPRE CONTRA A HUMANIDADE. São um "mero" FATOR no jogo de escravização e lucros permanentes de uma elite que jamais pega em arma ou vai à guerras. O JOGO de MATAR/MATAR é um espetacular GRANDE NEGÓCIO. Um sanguinário jogo "sádico" entre psicopáticas reptilianas coroas, do qual tomamos parte ativa sem o saber conscientemente. Mandam ir às guerras, e sustenta-las "em tempo de paz" (eufemismo para trégua entre eles), sem escusas e sob acusação de, por traição condenar às torturas até a morte qualquer "desertor" deste imenso e milenar "dantesco tabuleiro de xadrez". Sacrificam humanos, principalmente crianças, aos deuses demoníacos que adoram.


9/11 e outras invisibilizadas atrocidades conservam a lúdica humanidade numa prisão através do terrorista medo de tudo, é a Guantânamo planetária. Tudo, para a elite, historicamente, transformou-se nesse luciferino jogo macabro que os diverte enquanto nos oprimem, abusam, adoecem, torturam e matam.  E nós não vemos ou nos recusamos a ver e vamos fingindo alegria de viver... Se isto não fosse a duríssima verdade ninguém se drogava. Pessoas com autonomia, verdadeiramente felizes, não dão lucro; não se drogam para suportar a existencia.

"O JOGO" é real, existe, persiste e é altamente lucrativo porque nós, apavorados, concordamos aceitar e colaborar com a imposta escassez planejada DE TUDO pelos amorais banqueiros que financiam a mesma elite que os comanda enquanto nos desgoverna. Outra vez, crenças e escolhas nos computadorizados ditames das casas grandes que nos senzalam. Jogos de azar em roletas viciadas.

As religiões são um outro exemplo "chip" dentro dos processos escravistas contra toda forma de "espiritualidade" e ou, a negação dela. 


Espiritualidade é o conceito que embute, em verdade e semântica, o nosso ativo poder criador no ressonante infinito orgônico campo quantico de amor incondicional, fonte inesgotável criadora de infinitas possibilidades para o nosso bem e o bem de todos universalmente; ao qual se convencionou chamar de Deus; e do qual somos parte integrante. A amorosa cósmica teia eterna e infinita. 

Para de uma vez por todas compreendermos isto, foi preciso fazer muito silêncio. Drástico silêncio interior que começou quando desliguei a tal de televisão. Adictos, já experimentaram ficar sem televisão por um dia? Uma semana? Um mês? E celular? Assustador? Decrescimento? 

A televisão hipnotiza e aprisiona, adoece e mata na burrice o "cidadão". É arma de controle e extermínio em massa. É uma espécie de HAARP do desamor, arma que ninguém vê, mas, entrona em sua sala de alimentar-se e não sente os efeitos devastadores. Permanentes abomináveis "Chemtrails" de condutas imorais e amorais direto dentro dos "lares doces lares" ou dos pratos de comida. Uma droga terrorista "sapadora", um ópio virtual, sub-repticiamente víciante com os mesmos ou piores mecanismos de intoxicação e dependência. Lixo manipulador genocida servido com luxo.

Assustador? Somos criados para alimentar a elite antropofágica que fez deste planeta seu "playground". O medo é uma droga; cega, emudece, ensurdece. Nem todos, ou muito poucos, concordarão comigo. Dorme-se em berço "esplêndido" ao desabrigo ingênuo da infantilidade. Que fazer... Crenças e escolhas necessariamente conscientes.

Neste campo ressonante ninguém substitui ninguém. Cada um de nós é necessário e insubstituível. Nós não organizamos as idéias, as idéias é que nos organizam. 

Crenças e escolhas ressonantes determinando (ou não) nosso processo contínuo de limpeza de memórias e programas escravagistas que nos tiram da conexão amorosa com a paz do agora infinito. Sua identidade própria, única, divina e intransferível está sequestrada. A humanidade está ao dispor da elite e a recíproca não é verdadeira. 

Dentro do generalizado caos imposto audio visualmente pela elite escravista é impossível encontrar as soluções que desejamos para salvação de nossa humanidade.

Crescimento interior? Superando etapas. O jogo de escolhas segue...

Sinto muito, sou grato por poder publicar o pensar estar contribuindo ao debate.


Caros amigos visitantes:
Queiram perdoar minha ausência na moderação dos comentários em postagens anteriores, foi por motivo do recente falecimento da minha Renata e em seguida o de minha sogra, aos 93 anos de idade, o meu lamentável esquecimento de consultar a página de moderação dos comentários. E eu achando que ninguém vinha comentar... Já aprovei os bem-vindos 49 comentários pendentes.  
Sinto muito, sou grato por todas as palavras, inclusive as do Sr. Pedro Lopes. E a propósito, faz tempo eu dei alta aos psiquiatras; infelizmente (ainda) não posso fazer o mesmo com este sistema reptiliano escravagista.

Eu os abençoo, a todos, e informo que estou retirando a censura prévia, a moderação foi por razões de péssimo comportamento de um ou dois visitantes psicopatas de inimaginável reptilianidade.

Sinto muito, vos amo e sou grato pela visita e o incondicional amor de vocês todos.

11 comentários:

  1. É pá voçê é um lunatico que acredita em teorias da conspiração.

    Veja aqui os sintomas e que coicidem com os que revela por este artigo insano.

    http://www.zerohedge.com/news/2012-09-24/you-know-you-are-conspiracy-theorist-if

    Vá a um psiquiatra.

    :)

    ResponderExcluir
  2. Há uma constante horda de cínicos débeis, que se acham irônicos, abusam da falácia democrática em um discurso tartamundo,que nos fazem quase desistir de qualquer discussão. Na mosca, mais uma vez, Aldo.

    ResponderExcluir
  3. Grato Thiago, você me salvou da solidão. Muita paz, prosperidade e saúde perfeita para você e todos nós.

    ResponderExcluir
  4. Excelente post. Sugiro explorar mais sobre como a televisão funciona e o que causa, pois há muito pouco material a respeito. Eu percebo que as pessoas que assistem TV regularmente não conseguem conversar sobre e nem entender certas questões. É como se tivessem um tipo de lobotomia cerebral. E o processo de lobotomia sofre aceleração: com o passar do tempo e a prática regular de assistir TV, a pessoa vai perdendo suas faculdades mentais, primeiro começa a ter dificuldade de compreender o mundo real, depois começa a ter dificuldade de entender filmes, jornais televisivos e finalmente as novelas. A pessoa fica então em frente à TV como um zumbi, com cérebro inativado. É um tipo de Alzheimer cognitivo. Vamos explorar mais este processo. Verifiquem se isto realmente acontece com as pessoas. Se for verdade, vamos detalhar melhor esse processo. Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  5. Prezado, Aldo como tenho pouco tempo para ler os blogs por conta que faço parte dos "escravos" do "status quo", porém plenamanete consciente do meu papel, quero dizer-te que gostei muito do teu post, principalmente pela abordagem e a forma de escrever, o estilo me lembram muito do Raul Seixas e do Glauber Rocha, particularmente viajei nas tuas palavras...


    Ahô

    ResponderExcluir
  6. Caros amigos queiram perdoar minha ausência na moderação dos comentários em postagens anteriores, foi por motivo do falecimento da minha Renata e em seguida o de minha sogra, aos 93 anos de idade, o meu lamentável esquecimento de consultar a página de moderação dos comentários. Já aprovei os bem-vindos 49 comentários.
    Sinto muito, sou grato por toda as palavras, inclusive as do Sr. Pedro Lopes. Pedro, antes da letra "e" e da letra "i" não se usa cedilha. E a propósito, faz tempo eu dei alta aos psiquiatras; infelizmente não posso fazer o mesmo com este sistema reptiliano escravagista.

    Eu os abençoo, a todos, e informo que estou retirando a censura prévia, a moderação foi por razões de péssimo comportamento de um ou dois visitantes psicopatas de inimaginável reptilianidade.

    Sinto muito, vos amo e sou grato pela visita e o incondicional amor de vocês todos.

    ResponderExcluir
  7. Caro Tibiriça, é que somos da mesma geração, talvez daí, por força do convívio, a semelhança do falar e escrever. Sinto-me elogiado, sou gratíssimo.

    ResponderExcluir
  8. Anônimo, esta tal de televisão é assunto para um verdadeiro "tratado" sobre a manipulação dos cérebros, corações e mentes das senzalas neste mundo. Sinto muito, sou grato.

    ResponderExcluir
  9. De acordo, Aldo.

    Então aqui vai uma contribuição:

    Um dos primeiros manipuladores de mentes, de que se tem notícia, foi Edward Bernays. Ele começou a desenvolver as técnicas. Hoje, as técnicas estão avançadíssimas e fora do domínio público. Um dos grandes pesquisadores das atuais técnicas de controle mental chama-se Fritz Springmeier. Há vídeos e livros dele para baixar pela net. Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Valeu anônimo, vou estudar o "causo". Sou grato. Darei notícias, se encontrar em língua portuguesa serei grato.

    ResponderExcluir
  11. Aldo, a propósito desta sua frase: "concordamos aceitar e colaborar com a imposta escassez planejada DE TUDO pelos amorais banqueiros (...)", lembrei-me duma outra, da Bíblia (um livro bem manipulado...): "comerás o pão com o suor do teu rosto". Do meu ponto de vista, a ligação que existe entre as frases é que um mandato divino não é para ser questionado, coisa bem aproveitada pelos senhores do mundo: se queres viver, ter um mínimo de conforto material e pão na mesa, mesmo neste planeta abundante, tens que ser escravo, tens que te vender e não questionar nada. E assim, elites e religiões impõem a sua forma de escravatura bem dissimulada. É Aldo, ainda estou abrindo o olho, e às vezes assusto-me com o que vejo. Mas como você mesmo diz, só o amor incondicional pode nos elevar e nos devolver a nós mesmos... Obrigada pela oportunidade de reflexão que me proporcionou. Fique em paz!

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails