O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

domingo, 24 de junho de 2012

PARAGUAI / ENTENDENDO O QUE ACONTECE


PARAGUAI

Laerte Braga

No dia anterior ao golpe branco contra o presidente Fernando Lugo – Paraguai – um outro presidente, o do Irã, Mahamoud Ahmadinejad, em entrevista coletiva que incluiu a mídia alternativa e virtual e num hotel no Rio de Janeiro, diagnosticou com precisão o que ocorre hoje no mundo. A ordem política, econômica e militar imposta pelos EUA, ao sabor das conveniências de Israel e seus aliados e que se estende tanto aos países do Oriente Médio, como aos da África, da Ásia e América Latina, sempre contra a liberdade, os seres humanos e com claro caráter colonizador.

Em 2008 o governo de Álvaro Uribe, a partir de orientação e dados do governo de Washington, determinou o bombardeio de um acampamento no território do Equador, onde estava o chanceler das FARCs-EP (Forças Armadas Revolucionárias Colombianas – Exército Popular), Raul Reyes. Havia participado de um encontro de forças populares naquele país e se preparava para retornar aos quartéis da guerrilha. Foram assassinados, além de Reyes, dezenas de estudantes de vários países latino-americanos que lá estavam e participaram também do encontro.

A cumplicidade dos militares equatorianos ficou evidente. Se manifestou na passividade com que assistiram ao bombardeio feito pela força aérea colombiana. Evidenciou o caráter da maior parte das forças armadas dos países da América Latina. Não têm compromissos com seus países, mas são subordinadas aos norte-americanos. A esmagadora maioria dos militares brasileiros não é diferente.

Em 2009 o presidente de Honduras, Manuel Zelaya, foi deposto num golpe “constitucional”, dado pela madrugada e com cumplicidade do congresso e da corte suprema de seu país, organizado pelo senador John McCain, republicano. Foi o adversário de Obama nas eleições presidenciais de 2008.

Em todos esses momentos, o golpe contra Lugo, o bombardeio colombiano e o golpe contra Zelaya, o governo dos EUA, de imediato, reconheceu e deu “legitimidade” a essas ações.

Em 2002, semelhante tentativa foi feita na Venezuela contra o presidente Hugo Chávez. Preso numa quinta-feira retornou ao poder no domingo diante de milhões de venezuelanos que, nas ruas de Caracas e de todo o país, exigiam a sua volta. Um referendo popular, em agosto daquele ano, legitimou por maioria absoluta o governo de Chávez e Jimmy Carter, ex-presidente dos EUA e enviado da ONU como observador para o referendo foi obrigado a reconhecer a legitimidade do presidente.

No dia da prisão de Chávez a tevê norte-americana (e a GLOBO aqui, Bonner por pouco não teve um orgasmo no ar) anunciaram que “o povo exigiu a saída de Chávez.

A Colômbia hoje é presidida por Manoel Santos que foi ministro da Defesa de Uribe, é ligado ao narcotráfico (como Uribe). A denúncia foi feita pelo Departamento anti-drogas dos EUA. As forças armadas desse país são inteiramente subordinadas aos norte-americanos e seus “conselheiros”, na prática, a Colômbia é uma colônia, faz parte de um plano de controle da América do Sul denominado Grande Colômbia. Já integra o antigo projeto SIVAM – SISTEMA DE MONITORAMENTO DA AMAZÔNIA -, antes restrito ao Brasil e aos EUA, controlado por empresas privadas e forças militares brasileiras e norte-americanas. O nível de subordinação aos interesses norte-americanos é total. O alvo é a Amazônia em toda a sua extensão.

As vitórias eleitorais de presidentes considerados hostis pelos EUA deflagraram um processo de retomada da América Latina como quintal daquele país. Se já detinham o controle do México e do Canadá (chamam o Canadá de “México melhorado”) essa ordem neoliberal, globalizada por ações políticas, econômicas e militares, se faz presente em quase todo o mundo.

Os pretextos são sempre os mesmos desde tempos passados. Democracia, direitos humanos, etc, etc.

Com o desaparecimento da União Soviética os norte-americanos escancararam seus objetivos. A paz anunciada não veio, pelo contrário, a escalada militar ganhou dimensões de barbárie, a guerra foi privatizada por Bush, a violência é a palavra de ordem dos interesses nazi/sionistas comandados por Israel e com os EUA desintegrados e transformados numa grande corporação terrorista comandada por bancos e grandes empresas, principalmente a indústria armamentista e a do petróleo, vivemos o terror de Estado, o terror capitalista.

A democracia e os direitos humanos foram para o brejo em situações como as guerras do Iraque (destruído), do Afeganistão, da Líbia (mais de cinco mil ações de bombardeios aéreos e um país esfacelado), países como o Paquistão se transformando numa espécie de geléia de interesses de generais com instinto primitivo de barbárie e as chamadas potências emergentes, caso do Brasil, em políticas de equilibrismo e alianças complicadas no padrão dá e toma, ou uma vela a Deus e outra ao diabo. O precário equilíbrio, por exemplo, de democracias montadas sob a tutela e o temor de ações golpistas de militares comprometidos com os EUA, como aconteceu em 1964.

Essa boçalidade se materializa no uso de armas químicas no Iraque, no Afeganistão, na Líbia, em todos os cantos onde se faz necessário (muitos veteranos de guerra padecem de doenças provocadas pelo uso de tais armas), nas pressões econômicas, no campo de concentração de Guantánamo, no massacre constante de palestinos, na tentativa de destruir a revolução islâmica no Irã com denúncias falsas como sempre fazem e fizeram, principalmente, no controle das nações da União Européia, outro grande conglomerado de bancos e corporações.

Para países como Paraguai, o Brasil e outros, se associam a primatas conhecidos como latifundiários. Os donos da terra, hoje no chamado agronegócio.

O mundo privatizado.

Aqui, esse caráter ganhou dimensões plenas no governo do funcionário do Departamento de Estado e da Fundação Ford Fernando Henrique Cardoso. Uma espécie de “sargento Anselmo”, o célebre cabo da Marinha que infiltrado dedurou todos os companheiros. FHC chegou a sargento. Fulgêncio Batista também era sargento (felizmente muitos sargentos lutam a luta popular dentro e fora das forças armadas).

O golpe contra Fernando Lugo está dentro desse contexto. Uma das acusações contra o presidente foi a de “humilhar as forças armadas”. Lugo ficou ao lado de trabalhadores sem terra vítimas de militares e pistoleiros do latifúndio num conflito agrário, no qual latifundiários brasileiros estão envolvidos (são os donos do Paraguai), junto com empresas como a MONSANTO e a DOW CHEMICAL – o agrotóxico nosso de cada dia.

É impossível humilhar o que não existe. Forças armadas paraguaias? Onde? Bando de generais controlados à distância pelos senhores do mundo, abertos a qualquer grande negócio no mundo do contrabando, do tráfico de drogas, de toda a sorte de estupidez e crime possíveis em função de interesses, aí, pessoais.

Uma elite medieval. Não difere muito do latifúndio brasileiro. Uns grunhem outros nem isso.

O Plano Grande Colômbia, especificamente voltado para a América do Sul tem objetivos imediatos. Derrubar os governos da Venezuela, do Equador e da Bolívia, o controle das reservas de petróleo e gás desses países, isolar o Brasil e impedir que o País consiga avanços efetivos e consolide o processo democrático (mantê-lo sempre na corda esticada, no fio da navalha). Volta do curso tucano das “coisas”, mesmo com o caráter de “capitalismo a brasileira” inventado por Lula e o domínio de tecnologias essenciais longe do alcance dos brasileiros.

Em toda a América Latina, por fim à revolução cubana, derrubar Daniel Ortega na Nicarágua e impedir que governos considerados hostis aos interesses da corporação terrorista, ISRAEL/EUA TERRORISMO “HUMANITÁRIO” S/A sejam eleitos.

A fórmula encontrada para derrubar Zelaya se manifestou agora no Paraguai.

E ainda, no Brasil, temos um chanceler de sobrenome Patriota, que vem a ser um dos mais terríveis mísseis norte-americanos. Não é o caso do chanceler, é apenas um funcionário obediente da corporação terrorista num governo de puro equilibrismo. E nem deve saber direito o que acontece, ou o que é, tamanha sua dimensão anã como diplomata.

Em relação ao golpe paraguaio, só foi possível com a debilidade de nossa política externa e a falta de informações precisas e corretas do governo. Se a proposta da presidente Dilma de expulsar o país do MERCOSUL e adotar sanções severas for real, ótimo. Caso contrário, breve circulando pelas ruas da cidade de Eduardo Paes os novos modelos de diligências da Wells Fargo, com espetáculos de clones/drones de Búfalo Bil em todas as paradas.

Como afirma com correção a professora Nezah Cerveira, é a “Operação Condor IV” em curso.

Há uma guerra total em curso afirma o presidente do Equador Rafael Corrêa. A resistência não será nos gabinetes fechados, via de regra cúmplices diretos ou por omissão dessa selvageria. Será nas ruas, na organização popular.

Ou, todos aprendendo inglês e treinando para carregar malas dos colonizadores. O velho “bwana” dos tempos de Tarzã.

 MAIS INFORMAÇÕES AQUI E AQUI

15 comentários:

  1. Amigo, tem algumas incongruêncis aí. O cenário é ruim, mas não exageremos.
    O chanceler Antonio Patriota, por exemplo, condenou veementemente o golpe no Paraguai e está fazendo o que pode para pressionar pelo retorno de Fernando Lugo. O Patriota é tido como anti-americano (embora jamais irá admitir, como diplomata inteligente que é). Ele não mede esforços para aproximar o Brasil do eixo Russia-China-Irã ou Índia-Africa do Sul. A politica externa brasileira não é alinhada à dos EUA há muito tempo.

    abraço

    Edu

    ResponderExcluir
  2. Caro Edu, admiro sua expectativa otimista. Infelizmente a idade não me permite mais ilusões com o futuro do Brazsil, América Latina e o mundo. É tarde demais para mudanças de cenário, estamos atrasados mais de 50 anos perdidos neste labirinto do nada de pseudo democracia esperando as ordens do tio Sam para dizer quem vive e quem morre nesta casa grande colonial. Antony Patriot é tão anti americano como eu sou fã do nazi sionismo desse 4º reich escravagaista em ascensão. Lamento não poder concordar com sua visão dos fatos. Já me libertei das ilusões.

    ResponderExcluir
  3. E quero acrescentar o detalhe de que há um elefante dentro da sala, que com esta conversa de governabilidade, Lula e Dilma vão fazendo biombo desta pseudo democracia encobrindo a dura verdade ao povo de que, de fato, o braszil verdadeiro, que nunca lhes pertenceu, é propriedade da velha Inglaterra sempre se fingindo de morta, está em vias de tomada de posse definitiva pelos senhores do mundo e sua famigerada nova velhíssima nova ordem mundial desde sempre escravagista. Vão tocando o violino enquanto acabam os acertos para redimensionamento geográfico dos territórios do nazi sionista governo mundial.

    Sinto muito, sou grato por sua visita e comentário. A paz esteja contigo e todos nós, de agora em diante não vale a pena consumirmos nossas energias em polêmicas vãs. Gostei de sua presença. Cuide bem de você, da sua alma, dos que lhe são queridos e dos aflitos que buscarem em você o conforto no desespero.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  4. Aldo o desenho da situação é esse mesmo o Patriota está, não sei se na condição de diplomata, ou de Patriota a almoçar com a comunidade judáica "brasileira" ("o" brasileira é por minha conta) para discutir a ge-política do mundo. Nada tão estranho quanto natural em se tratando das força ocultas.Quem quizer dar uma conferida, fica aqui o link:

    http://prezadocarapalida.blogspot.com.br/2012/04/conib-recebe-ministro-patriota-e.html

    ResponderExcluir
  5. Pois é Tibiriça; parece que nem desenhando vai...

    ResponderExcluir
  6. Caro artista plástico frustrado, voltei, continua vomitando em vossas páginas mensagens de ódio e racismo, que vergonha...........enquanto vc. ficar vendo em tudo a mao do sionismo e do judaismo vc. jamais chegará a verdade, que talvez , no fim seja este mesmo teu intuito, e conseguirá trazer para est blog o que há de pior na intenete, uma corja doente e racista, já que nao deu como artista plástico, nem como pintor de paredes que sabe com um blog bem do xifrin???.............vade retro

    ResponderExcluir
  7. Com vergonha de assinar o nome e colocar um "retratinho" ao lado das bobagens infelizes que escreves e te alimentam o desamor pela humanidade?

    Seja bem-vindo como todos os que passam por aqui. Tuas palavras são o testemunho das verdades que digo, um bálsamo para minha alma livre da escravidão que professas. És a vergonha reptiliana dos judeus não sionistas.

    Eu te amo, te perdoo e te abençoo.
    Sinto muito, sou grato, fique em paz.

    ResponderExcluir
  8. Apenas postam e colocam retrato aqueles que são carentes de atenção e têm necessidade de aparcer, geralmente pessoas que foram uma negação em sua vida pessoal, familiar e profissional, e que se acham os tais por terem um blog bem do vagabundo mesmo congreagando a banda podre da net.........já te falei que dispenso teu perdão teu amor e demais, geralmente só lido com pessoas bem resolvidas e em paz com sua vida..............vai tomar no cú........ a sim SIONISTA COM MUITO ORGULHO, caro cidadão de niteroi

    ResponderExcluir
  9. I am coming back to your site for additional before long.

    ResponderExcluir

  10. Have you ever thought about writing an e-book or guest authoring on other blogs?

    ResponderExcluir

  11. Excellent post, mate! Thanks for the useful information

    ResponderExcluir

  12. Excellent post. I was checking constantly this blog and I’m impressed! Very useful info specially the last part

    ResponderExcluir

  13. The clarity on your submit is just spectacular and that i could suppose you are a professional on this subject.

    ResponderExcluir

  14. This is a different sort of opinion that Many People don't usually talk about.

    ResponderExcluir

  15. Very Best interesting info!Perfect just what I was looking for!

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails