O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

TUDO É TUDO E NADA É NADA

Olhava e limpava agradecido e admirado para o meu adorado "jardim anárquico" e da enorme goiabeira a folha amarela caiu ao mesmo tempo em que o canário da terra, também amarelo como a folha que caiu, subiu do chão para a árvore... Foi aí que compreendi minha transcendental tarefa quando pensei: "um canário caiu ou uma folha levantou vôo? Compreendi que a limpeza sem expectativa me revelava a vida com a beleza que ela é, sempre.

Pois é, e eu queria compreender o que se passava enquanto limpamos. Ficava prestando atenção para ver se dava um "flagra" no divino e entendia o que hoje sei que não é importante entender. Atrasou muito o resultado da limpeza essa minha ingênua "malandragem" memória, ou programa...

São "zilhões" de infinitas pequenas grandes coisas EM MOVIMENTO se embaralhando na existência luminosa desse infinito campo quântico de espelhos divinos que nenhum "computador maquinal" seria capaz de processar. Somos permanentes criadores. Estamos criando tudo de tudo o tempo todo. Mas, se não estamos no zero, não criamos nada, repetimos, ou melhor, as memórias se repetem enquanto vivem "nossa" vida.

Parei de procurar, e percebi que começava a receber o que sempre foi meu desde sempre. A paz do zero em mim para o meu bem e o bem de todos. Limpemos sem expectativas pedindo e entregando ao divino o que é tarefa dele e só ele sabe fazer, limpar-nos.


Ó pá, em tempo de HAARPs, ETs em HDTVs na casa grande e senzala onde parece que vale tudo e rola o funk samba das galés, do calendas gregas, calendários maia; Calígulas candidatos caitituam votos para carrapatos sionistas e outros tantos asseclas que vão postando sentinos comentários em asneiras sem fim, só mesmo o insubstituível (te amo e sou grato) filósofo Tim Maia para me salvar. 

ASSISTAM, dancem e divirtam-se um pouco enquanto seu lobo não vem.... 




ESTÁ VINDO AÍ, viu Isabel, A PARTE 3 DE "OBVIEDADE DIFÍCIL E DESAFIADORA", AGUARDEM. 

Parte 1 aqui
Parte 1 complemento
Parte 2 aqui

7 comentários:

  1. Oi, Aldo!
    Comecei o dia rindo bastante. Que bom! :-)
    É que eu virei alvo de gozação em família, no dia em que estávamos em uma daquelas conversas filosóficas de final de tarde e eu saí com esta frase: tudo é tudo e nada é nada!
    Até hoje o marido lembra e fica provocando.
    Mas não é verdade mesmo? Tudo é tudo e nada é nada?!
    O povo não entende as coisas...rs

    abração!

    ResponderExcluir
  2. Grande Cacau,Aloha! Mas não é que o pessoal as vezes parece que não sei? rs rs rs rs Foi muito bom te ouvir na manhã. Te amo, sou grato!

    ResponderExcluir
  3. Se tudo é tudo e nada é nada o que há mais para entender? Nada. O entendimento sobra e a gargalhada feliz, prazerosa ecoa no infinito de minha boca. Muito bom, mestre Aldo!

    Vos amo, sou grato!

    F.A.

    ResponderExcluir
  4. Aldo querido amigo,

    Vc acha melhor limpar todo o tempo que pudermos (com a repetição das frases, a petição ao Divino Criador, etc.) ou apenas quando surge o sentimento?

    Sou seu fã. abs,
    Guilherme

    ResponderExcluir
  5. Querido Fernando, te amo e sou gratíssimo por reconhece-lo... É que tudo é tudo e nada é nada quando a folha e o canário são amarelos e certamente cantam na minha alma que voa infinita no meu jardim anárquico... Aloha! O que há para entender que deva ser entendido?

    ResponderExcluir
  6. Aloha! Querido Guilherme, o caminho é solitário, pessoal e intransferível... A felicidade está no zero e a paz vivemos a procura-la lá fora, bem longe de nós... Ouça atentamente a voz que vem de dentro e que é sempre será mais sábia que a minha ou a de qualquer outro. Sou grato, te amo.

    ResponderExcluir
  7. Aldo, aloha! Muito obrigado pelo comentário no www.olhaosemblante.blogspot.com . É mais motivação a escrever lá! Quanto a este seu post agora, eu jurei que o Tim Maia teria sido um ET, pois ter um video dele depois de ver o layout do blog, e lê-lo... que doideira!

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails