O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

domingo, 19 de setembro de 2010

Obviedade difícil e desafiadora - 3ª parte

Enquanto o desamor e o ódio nos atravancam, o AMOR incondicional é a força que move toda e qualquer montanha.



Vamos clarear. O conceito, a televisão, em si, é uma benção. Como é toda criação e meio áudio visual se, e quando, bem utilizados para a libertação dos senzalados e o bem de toda a humanidade. Nunca para a estupidificação e carceragem dessa humanidade milenarmente explorada e mantida como crianças expostas em uma prateleira para o bel dispor de inumanos fratricidas psicopatas pedófilos com seus religiosos jogos de guerras imundas e sempre muito lucrativas. Mas nós não acreditamos nisso. Por quê? 

Porque pipocam desde o nosso estado fetal programas ancestrais com as doutrinações de crenças e crendices. Para nossa desgraça acreditamos (as memórias é que acreditam religiosamente) mais neles do que em nós mesmos.
Estamos todos imundos, desalinhados, desconcentrados, hipnotizados, estupidificados, manietados, seviciados pelo conteúdo (memória) transmitido por esta bendita máquina dominada diabolicamente pela opressora e moedora de cérebros (a quase) invisível midiocracia da casa grande.




Há uma televisão ligada. Ou não? É uma deusa entronada. Sempre. 

Somos o resultado de “nossas” escolhas.


Pois é, e entre tantas outras “mecânicas” parvoíces, não sabendo bem como e nem porque, (solitários) religamos religiosamente a doutrinadora TV.

Outra vez... Que automatismo! 

Você não quer fazer mais isto, (memória escolheu) assim automaticamente, e outras desse tipo. Alguma coisa está lhe “incomodando”, verdadeiramente. No entanto, (memórias não deixam) ainda não consegue.

Não tem importância, já está no bom começo, já deu a partida para uma mudança (não quer mais ser memória se repetindo). 

Não se desespere, não esmoreça, não desista! Calma, você vai descobrir que nada disso vale à pena. As memórias é que “sentem” essas e outras pipocas (memórias) de bloqueios,sentimentos, energias e vibrações negativas. 

Vamos olhar estes fatos por outro ângulo.

Inicialmente proponho compreendermos que nós não temos a necessidade de tentar mudar o mundo. Nossa responsabilidade é exclusivamente conosco, individualmente, mais ninguém e mais nada. O outro se identifica com as nossas memórias porque (todas) elas são compartilhadas com todos. Torcida de time de futebol, escola de samba ou partido político por exemplo. Quanto mais identificação entre memórias mais união (identificação) entre seus (iguais) possuidores.


NINGUÉM MUDA NINGUÉM. Pipocas de susto, incredulidade e desapontamento saltam para todos os lados...

O processo de limpeza O PORTAL é individual e a experiência é intransferível. O que você reconheceu de nossos textos em leituras anteriores até aqui, é nada mais nada menos que o caminho para o processo de reconciliação consigo mesmo, nada há (lá) fora de nós mesmos para ser corrigido. Por isso mesmo NINGUÉM TEM A CAPACIDADE DE MUDAR NINGUÉM, “CURAR” NINGUÉM!

A massa, o rebanho, o coletivo “memória” em ressonância, é sempre manipulável pelo indivíduo ou grupo "programador". O mundo só será melhor na medida em que nos melhorarmos a nós mesmos. Auto cura começa ao assumirmos esta responsabilidade 100%. O processo é de auto limpeza, o "diálogo" é intrapessoal e intransferível.

A ancestral pergunta que não vai calar é: QUEM SOU EU?
 

Desde o berço, ou muito antes, há uma infinidade de compulsórios “contratos” em crenças e crendices (a nosso respeito) com os quais nos contratamos assumindo compromissos e não nos damos conta. São as crenças nestes contratos que buscamos ansiosamente cumprir para sermos especiais, melhores, superiores, maiores, ricos, felizes, etc., etc., aceitos e aprovados socialmente que nos emperram, limitam, confinam. Pipocas de ilusão para todos os gostos...

A longa caminhada começa com o primeiro passo.  Vitória! Façamos cada um de nós a nossa parte. De um em um (sem expectativas) em permanente limpeza, ao final todos se libertam. Já pensou?

O infinito é agora e está em permanente expansão.

O sistema é escravagista (engenhosamente arquitetado pela milenar casa grande) e sabe que é aí, em infindas classificações (usando o nosso lado esquerdo do cérebro), que ele nos enrola, aterroriza, fragiliza, desune, nos “pega pelos pés e mãos” e agrilhoa. 

Implantando o medo e o terror da insegurança incessante na escassez planejada de tudo e nas competições fratricidas de todos os gêneros, nos manténs mentalmente ocupados, desorganizados na intemperança do que nos adoece gerando o permanente controle e o lucro que eles desejam.

"_ Mas como posso limpar a mim mesmo se não sei nem por onde começar?” Eu quero ser eu mesmo! Não sei ainda como, minha única certeza é que quero sair dessa.

Muito bem, por causa desse propósito agora nos aparece uma carrocinha cheia de sacos de pipocas surpresa.

"Os tempos atuais são de transformações profundas que não tem nada a haver com conceitos de "evolução espiritual" e sim o desfazer de véus (programas) que impedem a visão de nossa Real condição, em infinita expressão e expansão..." (Al Mcallister)

Você, nem eu, nem ninguém, TEMOS QUE melhorar nada, evoluir nada.


SURPRESO? 

Carma, destino, reencarnações, expiações e outras “fatalidades”, são meras palavras, vazias opacas palavras. Acredite! Escondem propositalmente nossa essência que é DESDE SEMPRE divina e perfeita. Não há nada errado conosco, jamais houve.

SALTAM PIPOCAS alienígenas SE CHOCANDO UMAS COM AS OUTRAS refletidas nos espelhos das nossas crenças na lisura da traiçoeira casa grande aprisionadora. Somos (milenarmente) crianças nas mãos “deles” ouvindo contos de terror a respeito de nossa lendária imperfeição.


Conflitos (irreais) internos de programas/crenças ancestralmente implantados (à nossa revelia) causam o nosso “inferno” (repetente), o sempre particular, caos existencial. Tornam-se “coletivos” por manipulação dolosa da ressonância. Por isso eu digo que a televisão é (está sendo usada como) uma arma de extermínio em massa.

Por isso este inédito e eficiente método “O PORTAL” de limpeza de memórias. É intrapessoal, é para o perdão e reconciliação com nosso Eu interior fracionado, conflitado, acusador e julgador em belicoso desalinho com a fonte e permanentemente se repetindo, fora, ausente do momento presente. É para mim o mais eficaz meio, ou processo de desinfluir-se das memórias e programas infelicitantes e que não somos nós. Quem sou eu? Esta é a questão.


Temos sido religiosamente doutrinados para sermos os (ferozes) carcereiros de nós mesmos.

Usam eles estes fratricidas e infelicitantes programas (escamoteadores) de ancestrais conceitos de “evolução espiritual” dando permanente invisibilidade a esta (diabolicamente) arquitetada milenar casa grande e senzala.

O que de fato há e tem sido metódicamente encoberto, por isto precisa desta limpeza para ser visto, é esta verdade irrefutável: somos desde sempre seres amorosos, livres, absolutamente criadores, infinitos, divinos e perfeitos. 


Repetidoras e mortais são as memórias programas de desvalia e autonegações destruidoras e sempre cuidadosamente atualizados. Sonegam a todos nós o uso do lado direito do cérebro, e conseqüentemente a verdade sobre nossos transcendentais amorosos infinitos poderes criativos.

Esta é a razão do desumano, incompreendido e desesperante estado permanente de conflito, infelicidade e sofrimento. Este intencional estado gerador de medo é utilizado pelas religiões como mecanismo de alienação, subserviência e aceitação da escravização como natureza.


O criador não é um repetidor, muito menos de asneiras aprisionantes em um torturador estado fratricida autodestrutivo.

É aí que saltam as terríveis pipocas cancerígenas... Amargas pipocas da sempre lucrativa FARMÁFIA.
Por isto esta escamoteada intenção dolosa em que somos mantidos
permanentemente doentes "de alguma coisa vinda de fora para dentro", fracionando-nos em infinitos espelhos "fraturados' distorcendo e impedindo a atenção e percepção da nossa perfeita divinal imagem verdadeira.


Pipocas ressonantes de efetivo perdão amoroso transbordam das panelas fazendo fluir a divina “energia vital”

Reconciliado amorosamente comigo mesmo, este quadro esquizofrênico ressonante de “fraturado” vai perdendo a capacidade de viver por mim, como se fosse eu, e desaparece.

É a verdadeira libertação. O verdadeiro eu, na paz, a revelar-se. Pipocas da escuridão ideológica e fratricida vão para o ralo do infinito desaparecendo em transmutações luminosas para o seu bem e o bem de todos. 


QUEM SOU EU? 

Conhece a ti mesmo. Sei que eu não sou este, e, ele não é aquele que ele pensa ser. Não há mais razão para acusações e julgamentos. Se eu me perdôo, posso então começar a entender porque perdoar o outro.

 Exerça o perdão.
TE AMO E SOU GRATO 
Parte 1 aqui
Parte 1 complemento
Parte 2 aqui 
 Vem mais por aí... 

O Portal Hooponopono - Clareando ProsperidadeMente & Quantum

2 comentários:

  1. TINHA UM RABINO QUE ESTAVA FALANDO AO SEU PUBLICO, NA SINAGOGA, O TEMA: ""O PAPEL DO RABINO"".................

    ASSIM ELE DISSE:

    - O PAPEL DO RABINO EH DE SERVIR DE GUIA PARA QUE SEU REBANHO POSSA SAIR DAS INTERPERIES..................

    UMA SEMANA DEPOIS DESTE DISCUROS OS DIRIGENTES DA SINAGOGA MANDARAM EMBORA O RABINO E TROCARAM ELE POR UM GPS....................rsrrsrsrrs


    ABRAÇOS A TODOS

    ResponderExcluir
  2. Pois é, sionismo é isto; a didática religiosa do extermínio da raça humana substituindo-nos por máquinas e obedientes escravos ciborgues formatados e chipados, repetindo programas e memórias fratricidas de milenar escravagismo. Triste odiento mundinho é este o seu...

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails