O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

A toxicidade do flúor e a depopulação mundial


Já publiquei o vídeo em que Bill Gates escancara em palestra pública "loud and clear" (é só pesquisar no youtube ou aqui no blogue)  que vacinas são um ótimo meio para a depopulação. 

Reduzir drasticamente a população de escravos é a meta da "elite" escravista nestes tempos bíblicos de fim de mundo  e pandemias para a "nova" ordem mundial. Fico pensando nos quantos outros meios existem para este objetivo. 

Burros de moinho e senhores antropófagos... Pandemias para as vacinações (com mercúrio e outros venenos) em massa. A OMS devia ser a OMA, organização mundial do adoecimento.  

Mercurio, fluor e trocentos outros outros venenos nos são impostos (agora as vacinações obrigatórias) desde o berço ao caixão sem gavetas que pagamos com os mais de 40% de impostos para os parasitas de almas comerem e beberem o nosso sangue, suor e lágrimas. 

"Bem-vindas a mim as criancinhas"; me parece que não foi bem para isso que "o cara" disse isso...

E, enquanto não morremos, os "dentistas" vão cravando bolinhas de mercúrio em nossos dentes e recomendando pastas com flúor e outras toxicidades... 
São assustadores os malefícios do mercúrio no corpo humano... 

farmáfia adora tudo isso. Pesquisem. 


Na década de 1990, uma cientista britânica, Jennifer Luke, descobriu que o flúor se acumula em níveis notavelmente altos na glândula pineal. A glândula pineal possui um tecido, altamente passível de sofrer calcificações, que, sendo naturalmente exposto a um elevado volume de fluxo sanguíneo, torna-se o principal local de acumulação de flúor em humanos.

 
Logo, as partes calcificadas da glândula pineal (cristais de hidroxiapatita) contêm as maiores concentrações de flúor do organismo humano, até mesmo maiores do que em qualquer osso.  
 
A glândula pineal é como um ímã para o fluoreto de sódio. Este calcifica a glândula e faz com que ela não tenha mais eficácia no equilíbrio de todo o processo hormonal do corpo 
A toxicidade do flúor

O debate sobre os perigos do flúor está em curso há mais de seis décadas, apesar de inúmeros estudos confirmarem que o fluoreto é um veneno perigoso, tóxico, e que se bio-acumula no organismo ao ser ingerido ao longo da vida. Então, o que exactamente o fluoreto causa ao seu cérebro além de calcificar a glândula pineal?


A tal mosca na sopa... O futuro nos pertence. A tal de fé (ou consciência) no divino campo quântico infinito e em expansão (o puro afeto) é o que nos garante o estado de permanente inspiração onde (no agora) tudo flui para o nosso bem e o bem de todos e tudo na infinita paz da gratidão. Somos antenas...

Quem bem não se informa se deforma...

Por exemplo: a tal de "Bíblia", já foi reescrita nestes últimos 2000 anos mais de uma vez e meia por dia.

Se há um coisa que concordo com a bíblia é sobre a dita nossa ignorância sobre o que nos acontece baixo o relho dos deuses, manual de conduta, para o comportamento de senhores e escravos. Sendo assim, a bíblia é um código criptografado para manter o jogo em movimento sem que os senhores percam o controle do jogo. Segue o carnaval...

Urresto é cunversá mole pra carnerada drumí inquanto é tosquiada...

Inté!
Na paz da gratidão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails