O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

O Diabo é o uso uso do diabólico.


O Diabo?

Ao final de tantas contas e recontas, quem é o tal de "Diabólico"?  O Diabo. O encardido, o "gerente" coisa ruim desse labirinto do nada e seu cassino esotérico vagando entre as estrelas infinitas, escravizando tudo e todos nesse jogo de "mico preto" sideral? 

Almas penadas. (?) Ou apenas algumas (ou muitas) diabólicas como uma espécie (de) parasita, semelhante às nossas? Ou podemos reconhecer no Diabo um ET (antropófago), diabolicamente escravista, tortura/dor, alimentando-se vampiresca/mente de baixíssimas frequências de onda vi(n)das da(s) dor(es), tal como pintam o diabo em infinitas representações em todos os povos do planeta em todas as épocas? Inacreditável? 

Parto da premissa de que nossos sentidos só percebem (perceber não é compreender) 1/000 000 000 - UM bilionésimo (ou seja = "nada"), da matéria existente.

Depois disso aceito e acreditado conscientemente que... Com direito a "test driver". Tudo virou programas em memórias (encardidas) recicladas na manutenção de nossa escravização. Só a consciência é capaz de nos mostrar tais "coisas".

Pensemos muito bem se assumir 100% de responsabilidade de nossas escolhas é ou não é nossa única condição libertária?

O movimento é permanente. As mudanças são em direções escolhidas, temporária/mente

É preciso compreender de uma vez por todas que, o vento que sopra para lá é o mesmo que sopra para cá. Diabolicamente... Apenas muda de direção... 

Somos todos, querendo ou não, a mesma energia no eletromagnético do infinito em expansão. 

Isso não é bom nem mal. É.

Dependendo das escolhas... O uso do poder ELETROMAGNÉTICO ser pra cá ou pra lá de diabólico...


ASSUMINDO O USO DO PODER E DO MAGNETISMO PESSOAL
Vivemos numa sociedade que nos leva a sentir culpa quando assumimos as rédeas do nosso destino, quando assumimos o uso do poder. Todavia, existem circunstâncias em que não podemos ser tão “bonzinhos” assim, em que precisamos – devemos! – assumir uma postura de maior competição e desejo pelo poder sobre as coisas do mundo. O arcano XV como conselho para este momento de sua vida, Aldo, chama a atenção para a importância do cultivo do magnetismo pessoal para conquistar coisas no mundo material. Não tenha pudores de fazer valer sua força de autoridade quando sentir que é devido. Cuidado, apenas, para não se deixar levar por emoções extremas demais.
Conselho: Não temer o uso do próprio poder!

Sempre grato. 
Inté brévi! 

P.s.: A CASA GRANDE E A SENZALA em programas e memórias (encardidas) recicladas na manutenção de nossa escravização. Só a consciência é capaz de nos mostrar tais "coisas".
http://www.viomundo.com.br/humor/nossa-little-havana-mais-de-100-mil-brasileiros-querem-washington-contra-regime-comuno-bolivariano.html

5 comentários:

  1. Olá Aldo... já conheci o diabo... é aquele que tece um véu de ilusão para que possamos sair dele e demonstrar a nossa força? Acho que sim! É aquele que faz todo o possível para nos manter no mundo da ilusão. Mas a minha opinião é que ele só faz isso para que fiquemos mais fortes e o demonstremos, teste à nossa força.

    Olá Aldo de novo...sou a Fada (Mago no Tarot). O meu nome é sinónimo de Vontade. Poder.
    Estou atenta a tudo o que se movimenta ao meu redor, percebo... e muitas dessas coisas movimentam-se da forma que eu quero. Quais? Algumas! Muito mais do que aquelas que possa pensar.
    Marco o meu próprio caminho. Conheço as estradas e os trilhos que outros antes de mim trilharam e me ensinaram como fazê-lo. Não escondo informação, apenas há coisas que só ensinarei a quem estiver verdadeiramente interessado, mas a mais importante é estar bem preparado... e ainda mais, libertado, para poder entender. Uma das coisas mais importantes é não ter medo de exercer o poder, mas também saber para que lado esse poder pode actuar. Tem que saber que o vento que vai para lá é o mesmo que corre para cá... e o resto só depende de nós.

    Um abração, querido Mago. :))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Fada, sempre bom ouvi-la. De certo todo o poder "dos mundos" são escolhas conscientes e inconscientes. "e o resto só depende de nós."

      Todas as bençãos minha amiga.

      Excluir
    2. Sim... nosso poder está em ver a vida como um desafio na busca da perfeição e aprender com erros cometidos. Apenas isso... e a vida é mais simples. Só depende de nós ver as maravilhas que ela contém, neste e noutros mundos! :))

      Bençãos, querido

      Excluir
  2. Assim, como diz e bem, que não haja dúvida que o Diabo é uso do diabólico... e como ele, assim como Deus, não são externos a nós... cabe a nós escolher qual queremos por companhia, sabendo qual o poder do magnetismo e sabendo que não passamos de reflectores.

    Sempre grata. :)
    Inté brévi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Cabe a nós escolher qual queremos por companhia" - Vos amo e sou grato.

      Excluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails