O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

segunda-feira, 24 de março de 2014

Pensei que me fizera entender... (atualizado em 27/03)



Meu Querido Aldo,

Essa é a parte mais difícil na vida... mais difícil. Eliminar a imagem de nós próprios. Ficar absolutamente impenetrável à dor, não faz muito parte dos seres sensíveis. Comparar... sim, eu entendi, mas não foi comparação, não querido. Estava falando do acordar, pensei que me fiz entender... o acordar para o caminho que embora o tenhamos que percorrer sozinhos e cada um no seu, poderemos fazê-lo de mãos dadas, neste aqui e agora.
Percebi a mensagem e quero deixar ficar esta:

https://www.youtube.com/watch?v=-yBi6-IomI4

Entretanto uma médica e amiga via este meio, que vim a conhecer pessoalmente, telefona-me e diz-me que está desesperada, que o nosso país está doente e a morrer, que as jovens lhe estão a aparecer com cancro e as mães e as avós choram. Que não oferecem soluções de cura, mas apenas se gasta em exames... mas depois nada de soluções.
Como não ficar magoada? Hein Aldo? Sabendo o que sabemos? Preocupo-me com o term, sim... embora nada possa fazer por ele...

Como posso ser tão positiva, coisa que essa amiga sempre me diz para ser, se a vejo desesperada?

Ela é também sua leitora assídua e vai-se rever nestas palavras

Um grande abraço de arco-íris. Essa sua rosa amarela cheia de orvalho, é um monumento da natureza, acarinahdo por si... e falando em flores, como posso ficar imune se trato das minhas pionias todo o ano, aquela flor que está no meu blogue... se mas vão cortar ao jardim, quase na minha cara? Outra coisa que me entristeceu muito hoje... Que fazer, querido? Se eu não as corto é porque as quero ver lá, tratei-as e esperei quase um ano para ficar quase sem nenhuma... enfim. Não fiz nem disse nada, mas fiquei magoada. Tem de me ajudar a dar mais uns passitos, querido guardião. Fossem todos assim sensíveis como você e ninguém magoaria ninguém.

Caminhemos nesse mundo de mãos dadas, não largue a minha...


Minha querida Fada, minhas queridas fadas e amigos...

Modesta infinita colaboração...

Moro em uma casa alugada à beira de um brejo que me dá muitas alegrias em sol, lua, ventos, pássaros, plantas e uma enorme variedade tropical de animais silvestres. Fantástico! Grande parte deste brejo está sendo aterrado para um loteamento. Outra vez; fantástico! A estupidez do ego ter não tem limites. Antes do brejo há um declive onde joguei muitas sementes para dar flores e o que comer aos pássaros já que o terreno está coberto de "feio" entulho da obra que fez a casa. Nasceram e floresceram. Transcenderam. Ocuparam a visão do entulho. Os animais vieram... Fantástico!
Certa manhã, acordo sem eles cantando em algazarra, e sinto cheiro de inseticida no ar...  Abro a janela e vejo o dono da propriedade aplicando "round up". "_ Este mato não dá para cortar com roçadeira! Assim é mais fácil."

Imagina minha cara, minha mente, minha alma. Imaginou? Fantástico! Pensa que bati bico ou boca? Ele fazia aquilo sem a menor proteção. O vento está sempre mudando de direção. E eu pensei imediatamente sobre o quanto faz falta a INTELIGÊNCIA que nos sequestram milenarmente... Pensei imediatamente em montes de cadáveres e ossos cobrindo o planeta dos sem INTELIGÊNCIA, dos órfãos da monsatânica escravização pelo religioso estelionato dos deuses que nos criam para devorar-nos como fazemos com as plantas e os animais... Pensei em meu treinamento de Amor Incondicional. Crimes de lesa divindade. Pensei no Deus que somos todos nós com nossas inteligências irresponsáveis. Pensei na vastidão do Universo Infinito transcendendo coisas belas e horrorosas, e a efemeridade de todas as coisas não importando o tamanho. Pensei no quanto as religiões nos mantém irresponsáveis ao dizermos; " se Deus quiser, um dia...". Pensei no quanto eu já progredi na compreensão amorosa de perdão a mim mesmo de que não posso salvar o mundo de suas desgraças fratricidas antes de salvar-me dele arrancando de mim suas mentiras em cruzes inexistentes de culpas e pecados para purgar minhas (nossas) infames estúpidas escolhas auto escravizantes, induzidas por aqueles que escarnecem de nossa infantilizada mediocridade divina enquanto nos escravizam para depois nos devorar.

Perdoei meu senhorio e lembrei da frase; "eles não sabem o que fazem". Perdoei meu escravizador. Perdoei meus desejos egóicos de vinganças e outras boçalidades cronificantes de baixíssimas frequências porque agora estou livre, libertei minha alma do meu corruptor ancestral ego escravista e gero cada vez mais, no agora Infinito, altas frequências de ondas amorosas libertadoras que por ressonância faxinam o Universo Inteligente infinitamente.

"O amor tem dessas coisas que até mesmo Deus duvida". Continuo amigo do meu senhorio que muito admira minhas condutas cheias de misteriosos silêncios. Muitas plantas sobreviveram ao "round up". Começarei tudo outra vez. Não sei se meu senhorio vai ter câncer, não sei se os vizinhos terão câncer, espero que não. Em estado avançado de nossa destruição, chemtrais round up estão nos céus do (i)mundo dia e noite, há anos. "Só sei que nada sei." Não sei se a minha Luz vai acender a Luz deles, não sei à quem atingem minhas frequências faxinadas e faxinantes. O Infinito Inteligente Sabe. Meu papel é ser gerador do Amor Incondicional Infinitamente. Virar a outra face e contemplar o me Eu Infinito Em Expansão. Lágrimas imortais escorreram pela minha felicidade de já ser capaz de, em meio a tantas desgraças recidivantes, permanecer em PAZ para poder ressonar PAZ e LUZ. Eu sou o Eu. AGORA. PÁRA EM MIM com esta faxina permanente da consciência de quem sou eu, o fratricida programa escravagista ancestral que atravanca a expansão do Universo Inteligente em expansão. Minha alma é liberta, minha missão aqui embarcada em uma unidade prisional com tempo de validade, agora, faz sentido, para mim, consciente do Infinito Imortal Criando o Deus que me Criou Infinitamente Inteligentemente... Sinto muito muito, me perdoe, te amo, sou grato. Já consigo me amar... Posso amar sem medo.

Sou uma pessoa sensível, especialmente à compreensão da Verdade sobre o Nosso Eu Inteligente "anestesiado" por eles em todos nós. Treino assim minha consciente responsabilidade 100% sobre "minhas/nossas" vidas. Difícil para caralho! Sou um embarcado "pisciano". Estou, e muitos estamos aqui para esta missão de resgate. Ele talvez já possa agora mermo dizer: "Aldo, sou grato por você já ter reavido grande parte da sua Transcendente Consciência Cósmica Inteligente sabendo o que fazer de Nós agora, para o nosso bem e o bem do todo; o Universo em Expansão Infinita Agradece. Prossigamos. Vos amo incondicionalmente."

Segue o fantástico jogo...

Parei, desse modo, a colaboração com o meu escravizador, conscientemente inteligente nunca mais devolverei a bola a "eles"... Escolhas conscientes. Sempre escolhas... Modesta infinita poderosa colaboração inteligente da minha parte. Bacana.

Passei a minha mensagem? Então sentem que lá vem mais história.

No 2º vídeo abaixo vamos encontrar uma palavra mágica e muito pouco compreendida; INTELIGÊNCIA. O que quer dizer este luminoso código/som/forma/sem forma/sentimento/criação/ressonante? s.f. Faculdade de conhecer, de compreender: a inteligência distingue o homem do animal. Será? Mermo? Senão me equivoco, dos tempos de latim no ginásio, a palavra inteligência significa "intus legere" ou seja; ler dentro. Então, uma pergunta pára tudo. O que não estamos sabendo ler dentro? Dentro desta situação em que o (i)mundo nos meteu fora e com que propósito? Já que concordamos que o acaso não existe... Estou certo?

O meu reino, como o de muitos outros por aqui, não é deste mundo, deste mundo irreal criado lá fora a nossa revelia, há milênios, pelos escravagistas. E sempre em renovada embalagem. Luxúria e paetes. O mundo da forma me diz que eu não pertenço ao que, acumpliciados, "estamos" vivendo nessa ascensão do 4º reich já em acelerada 3ª guerra mundial não declarada. Viemos de muito longe. Que causas nos trouxeram à mais esta tragédia anunciada e denunciada aos quatro ventos? Ao labirinto do prisional do yes we can da new world order nazi sionista. A poeira tóxica do 2001 e seu fajuto atentado terrorista? Por quê? O encardido caiu sobre nós e nos cegou a inteligência. Bendita seja a Internet; inda que com seus dias de liberdade contados. A deusa TV pavimentou nosso futuro dantesco. Fantástico! A supressão da INTELIGÊNCIA.

O avião sumiu? Mermo? Stars wars em curso acelerado... Não creem nisso? Voltemos a pré-história. Lembram de Ronald Reagan na ONU e sua guerra nas estrelas? A guerra que ele anunciou chegou. Apertem os cintos. Usemos o resto dessa nossa parca Inteligência embotada pela fumaça dos churrascos nazi sionistas de milenares Giordanos e Brunos e WTCs pois, não haverá paraquedas nem boias de salvação para todos, humanos e inumanos. "Eles", reis e rainhas, não estavam nem estão interessados nisso. O plano macabro inclui severa depopulação. Jamais estiveram interessados em população, muito menos Inteligente. Milongas si... (Tangos e parangolés) Né mermo Francisco? Fala sério Chico! Habemus papa! Siamo tutti fottuti! Mermo.

Este vídeo veio daqui

Fantástico! Fomos e somos sistematicamente analfabetizados. Algo precisa ser lido dentro. E não sabemos ler?

Desesperar? Jamais! Prossigamos...

Esta bela galinha aí ao alto, é da Celina, tem muita inteligência. Alguma "coisa" faz com que ela saia da idiotice galinácea para cuidar 100% de seus ovos chocados com um zelo de fazer corar muita mãe humana dita inteligente. O galo? Quem é mesmo este famoso que nunca viu um ovo na vida? Machos... Qual... 100% de irresponsabilidade para com "a maternidade".

Estar vivo é "assumir", cumprir suas (nossas, porque o resultado é inseparável do processo que a ele conduz. Sozinhos, porem juntos e misturados) funções na existência INTELIGENTE, RESPONSÁVEL, não basta existir como galinhas ou gado. No conforto da ilusão ou ilusão do conforto. Ao abrigo da ignorância e da alienação. "Farinha pouca meu pirão primeiro?" 
Agora é tarde. Idiotizados, entramos já na fase da Guantánamo planetária extramuros. Milhões ou bilhões de pessoas vão morrer só por não terem assumido 100% de responsabilidade sobre crenças e escolhas em tudo que esteve em suas vidas. Machucados e traumatizados (adj. - dor ou sofrimento de teor moral; agonia ou angústia.) desde a infância, delegam, por horror e medo, a condução de suas vidas escravizadas pelos e aos oportunistas estelionatários de plantão. Perda de autonomia. Sequestro da INTELIGÊNCIA. As infinitas Guantanamos for ever And ever estão vindo aí, estão chegando pé ante pé. Mermo! Israhell fields for ever. "Bushes", torturas (mais de quarenta torturas legalizadas, inimputáveis) e farpados, câmeras documentando o genocida big brother de mortes sumarias... Ou, já chegaram e a sua vizinha não nos contou? Com certeza. Não deu na TV? O George Washington tem uma estátua dele na pose de Baphomé. Não é lindo? Também não deu na TV? E o inacreditável fantástico "blogger/google" não me atualiza". Lembram disso?
"Nem falo de mães. Nem da minha. Capricorniana. Menos ainda de ovários e hormônios. Nem da frágil (in)utilidade dos machos e sua perene desorientação intelectosexual. Vivem procurando um buraco. Qualquer. Usam até as narinas. Idiotas.  
A maternidade, entre outras, é uma feminina qualidade que só faz cronificar minha admiração por todas elas. Mesmo aquelas louras burras, burras brancas, ruivas, negras, amarelas, verdes e morenas idem; nenhuma é quem pensa ser. Não é a toa que a coisa se chama trabalho de parto. Perdoo todas porque, como a todos nós, machos, gays e fêmeas, não necessariamente nesta ordem, foram primordialmente induzidas, abusadas, doutrinadas, moldadas em tenebrosos erros bafhométicos de crenças e escolhas diabólicas, pedófilas, cretinas, escravistas, antropofágicas, fratricidas, genocidas etc, etc e tal. São os tais cavalos de Troia de todas as ideologias. Programação dolosa de softwares milenares ancestrais zelosamente fratricidas, de mães para filhas desde que o mundo tornou-se imundo. Barbárie com paetês. A aplaudida religiosa tradição da bestialidade. Foi o que disse quando disse: Oprimindo e achincalhando as mulheres, todas (inclusive as inumanas), desde o berço, garantem a escravização de todas as proles infinitamente."
Ora, pensemos bem se os povos do mundo não entregam suas vidas ao que há de pior na humanidade, estelionatários lucrando com o genocídio perene de um lucrativo sistema religioso gerindo o antropofágico labirinto do nada em que nos aprisionam em troca de açúcar, drogas, e bugigangas de todos os preços e sonoridades nos afastando sistematicamente do que de fato nos interessaria para vivermos INTELIGENTEMENTE como qualquer galinha zelosa/mente responsável 100% pelo que está na vida dela e suas prole.

Agora, os estelionatários travestido de guerreiros salvadores da humanidade "decadente" são chamados para salvar os povos irresponsáveis da desgraça em que se meteram como Pinóquio em parque de diversões quando a falta energia na roda gigante do possuir e na montanha russa do ter. Estavam "felizes" enquanto pouco se importavam com a paz do SER em amor incondicional, como a galinha e seus pintos lá da foto. Pensem bem se o carnaval 100% de irresponsabilidade não foi sempre mais importante aos corpos escravos  do que qualquer "almaval" da responsabilidade 100% sobre a libertação dos espíritos aprisionados. Ração farta para exterminadores do futuro.

Acabou! End game! Nós criamos este momento na matéria com nossa admirável ignorância sobre nossa Criadora Espiritualidade Infinita. Há um feroz mundo invisível nos arrastando pelos cabelos para a profundeza dos caldeirões da demência cósmica que nos escraviza. Antropófagos sendo por nós alimentados, milenarmente deleitam-se com carne humana, de preferência moída. Adoram sangue fresco e carne crua, de preferência as da tenra idade. Adoradores de deuses pedófilos por suas naturais "baixérrimas" frequências de onda ressonantes se ajoelham. Viroses. Aliens. Reptiliano é o mundo deles, o da dolosa eternizada escuridão onde toda Luz é perseguida e apagada. Né mermo Giordano?

Nós de forca, nós cegos. Os caras tão, e, vão, ficar aqui. Nós é que temos de ir. Sair da ilusão, do labirinto. Zerar o HD, reformata-lo. Parar de devolver a bola, não sustentar o jogo. Parar de ser a bola. Sem a bola o jogo para. Colocar outra plataforma que nos acessa à LUZ e reprogramarmos o tal de plano B que na verdade é o A é a meta. A de abandono dessa baixíssima frequência de onda que nos mantém encarcerados em perene auto escravização. Uns pelos outros. Lixo. Enquanto a casa grande conta dinheiro. Lixo travando nossos computadores INTELIGENTES. Orai e vigiai! Deu para entender essa? Não? Vão pensando. Lê minhas outras tautológicas visionárias postagens, esquece "o estilo".

Aproveitem melhor a bendita Internet. Saiam da letargia espiritual torturada pela mente programada pelos Baphomés de todas as eras, castas e coturnos. Nós é que os sustentamos. Velhos como este mundo. Vampiros torturadores. Nos adoecem antes de matar-nos. Se deliciam com isso. Nossa cretinice. Eles nos criaram "como criamos" o seu gado e os sustentamos em seus agrotóxiconegócios. É tudo deles. Até o ar que respiramos. Tudo o que se come. E agora o que se bebe. Do pasto ao matadouro. "Round up" deve estar nesses chemtrails enquanto todo mundo olhando pro chão vai procurando onde, de quatro, apoiar os joelhos. Para isso, e, para aquilo outro... Negócios, "lícitos" (concedidos) e ilícitos, mas, sempre lucrativos negócios. Plantações extensivas de súcubos... 

Continuo de olho neste olho de Órus invisibilizado pelas mídias escravagistas, e, estarrecido, vejo cada vez mais os outros escravos dos mundos ditos livres e democráticos se digladiando entre o manobradíssimas "esquerdas" (sempre no plural) versus "direita" (sempre no singular) na mais voluntarista perfeita execução do "faraônico" milenar golpe do "dividir fratricidamente para escravizar".

Pensa bem se sem faxinarmos, seriamente, todos, memórias e programas escravagistas acumulados, reciclados e criptografados em nosso caótico embolorado milenar subconsciente ancestral repetindo os mesmos erros em memórias, se vamos ver, ler ou ouvir qualquer raciocínio consciente INTELIGENTE que nos tire desta Guantánamo planetária ou chegaremos ao final da saída pela "porta estreita" do labirinto do nada em que nos mantêm errantes e sem INTELIGÊNCIA há muitos e muitos donos?

Há mundos INTELIGENTES piores e melhores que este. O Universo não pode não Ser Inteligente. Estamos aqui não para salvar este mundo, ele nem precisa disso, vai ficar por aí mais uns bilhões de anos, mas, estamos para salvarmos, resgatarmos, libertarmos nossa espiritual natural divina e perfeita INTELIGÊNCIA. Jogo duríssimo reformatar essa mente egóica ressonante. Salvarmo-nos de nós mesmos é tarefa inadiável  intransferível. Cada qual com seu cada um INTELIGENTE. Salvarmos nossos "espíritos" desde sempre livres; estas desacreditadas criadoras frequências de ondas INTELIGENTES sutilíssimas que "eles", a casa grande, conhecem muito melhor do que nós mesmos, os estupidificados senzalados.

Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato. Há alguns anos descobri esta conspiração, muitos me ajudaram "ler dentro", e já escrevi sobre esta tragédia anunciada em discurso pelo Bush filho quando após 2001 disse que "infelizmente muitos de nós e nossos filhos teremos que morrer para salva-nos dos terroristas". Ninguém merece, mas, o pior cego é mermo o que não quer ver.

Geogenocidas. Escarnecem. Quem assistiu o filme Titanic e outros sobre "fins de mundos" vai compreender o que  estou dizendo.

Sempre haverá tempo para despertar, LER DENTRO, as entre linhas e as linhas, mesmo aos que preferirem continuar morrer dormindo. Sinto muito me perdoe, te amo, sou grato. Exerçamos o PERDÃO INTELIGENTE. A INTELIGÊNCIA sequestrada à humanidade é parte inseparável da INTELIGÊNCIA INFINITA DO INFINITO EM EXPANSÃO NADA SE RECRIA TUDO SE TRANSCENDE.

É preciso querer usar o livre arbítrio do AMOR INCONDICIONAL INFINITO e fazer libertadoras escolhas INTELIGENTES. Ou não? Estamos aqui para o treinamento desse resgate. Ou não? Quem estiver muito comprometido com o TER vai sentir muita dificuldade para compreender o SER. Não é o seu caso, viu Fada. Desejo a todos muita PAZ e LUZ INTELIGENTES para podermos todos ler dentro as placas do caminho ao longo desta transcendental viagem. Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato. Inté! Olhai os pássaros nos céus e os lírios nos brejos... Orai e vigiai...

8 comentários:

  1. Querido Aldo,

    Ainda bem que lhe pedi para não largar a minha mão! Li, voltei a ler e fiquei sem palavras... Superou-se, e eu Transcendi!

    Toda a gratidão do mundo e toda a alegria da amizades. Nem todos têm um Guardião Mago da Luz! Posso dar pulos de contentamento?

    Eterno abraço de arco-íris impulsionado por turbilhões de pétalas em ventos cósmicos.
    Te amo e sou grata, meu querido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fada querida
      Dizem que "uma mão lava a outra." Transcender é preciso. Sem vc eu também não poderia ter sido útil a mim mesmo. Podemos dar pulos de contentamento porque só um maluco pode entender outro maluco. Sendo assim; Toda a gratidão do mundo e toda a alegria da amizade. Eterno abraço de arco-íris impulsionando turbilhões de pétalas em ventos cósmicos.
      Te amo e sou grato, minha querida. Lembrei do verso de uma música; "narciso acha feio tudo o que não é espelho." kkkkkkkk Você e eu somos muito lindos, só não sabíamos que éramos. Agora já sabemos! KKKKKKKKKKKKKKKKKK. Te amos e sou grato.

      Excluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk querido Aldo!! agora sou eu quem se desmancha a rir!! :D :D

    Você pode não acreditar, mas essa senhora que se diz graduada e expert, deveria vir ver as minhas mãos! :D Tenho os dedos longos, embora já tivessem sido bastante mais... ossos do ofício, mas o dedo anelar é mais comprido do que o indicador e quase do mesmo tamanho que o médio, o que nunca impediu que eu fosse bastante feminina...o Voz pode testemunhar!... :D e ainda, a minha capacidade de arremesso é bestial, devido a essa característica! :D Sabia? Quanto ao resto... também a achei sempre bastante esquisita.... o verdadeiro "mastruço" como costumo dizer.:D

    Beijão e abraço envolto em harmonia.

    ResponderExcluir
  3. Ó Fada queridíssima
    Mas é pra rir muito mesmo. Essa "moça" em vestido verde com os instrumentos a saltar do modelito é o sensacional. Observou isso? Eles se divertem com nossa milenar estupidez. Quanto aos dedos, não sou eu quem vai discutir as questões "trans" a esta altura do campeonato. Os demais argumentos me pareceram bem admissíveis, estudei alguma anatomia artística quando estudava arte. Toda esta pantomima vale a gargalhada, faço coro, kkkkkkkkkkkkkkkkk.

    Rosas femininas para você e muita PAZ.

    ResponderExcluir
  4. Amada Fada, querido Pajé e quem mais vier…
    Amigos, há tanto aqui do que se falar, meditar, refletir, mas essa cena do ‘senhorio’ – aliás, essa palavra ‘senhorio’, por mais banal que possa parecer, causa-me profunda perplexidade –, fez-me recuar ao ano de 1985, uma vida em viagem com outras vidas por estradas ora empoeiradas, ora lamacentas de bangue-bangue verde amazônico, seringueiros, assentamentos, colonos, malária, pastos, barrancos, escalpos, canivetes, espingardas, enxadas, facas, terçados, cartuchos, cartucheiras, crianças, fome, plantações, mortes prematuras, premeditadas, programadas… Takay era um querido amigo que, fugindo da opressão e pobreza do Japão, migrou para o Brasil. Um entre os incontáveis Quixotes, com quem tive a dor e a alegria de viver e conviver. De São Paulo, onde residiam os seus familiares, meu silencioso e trabalhador amigo, ‘seduzido’ pela promessa de um pedaço de terra no imenso território amazónico, foi para o estado do Acre. E foi lá por aquela capitania que nos encontramos. Takay casou-se com uma cabocla que já era mãe de uma criança e com ele tivera outro. Era uma linda família comungando o amor. Ele, um japonês, que mal falava o português. Ela, uma cabocla acreana, que nada sabia de japonês. Havia ali um encontro fantástico de mundos tão diferentes e, aparentemente, incompreensíveis. Seria isso Amor? Então Takay, homem bom e trabalhador, fazia o que todos naquele lugar tentavam fazer: sobreviver! Ele plantava, e, em vão, tentava cuidar da terra que lhe fora “dada” pelo Governo Federal em troca do seu suor e, claro, do seu sangue, pois era mesmo preciso sangrar para ali viver. Assim, como bom japonês que era, entre tantos alimentos, ele produzia tomates, pepinos, melancias, cheiros-verdes, cuja colheita jamais era escoada, afinal, estamos falando de um lugar de fim de mundo. Takay começou a sentir-se fraco, feridas começaram a arrebentar pelo corpo e também no de sua mulher, seus filhos, seu cachorro. Sem resultados, tratávamos deles e dizíamos que provavelmente eles deveriam de estar intoxicados com pesticidas. Até que, um dia, foi preciso socorrê-lo dentro da floresta. Aquele homem, muito debilitado, engatinhava sozinho pela casa, pois a mulher teve de sair às pressas da floresta, pois o bebê estava muito mal. Resumindo a situação: o nosso querido e doce amigo, face à sua incapacidade de lidar com todos os afazeres e de lutar contra o avanço das ervas daninhas, estava ‘limpando’ o terreno com agente laranja. Sim, o terrível desfolhante que o governo norte-americano usou para destruir as florestas e brutalmente assassinar mais de 2 milhões de vietnamitas. Takay era um homem trabalhador que veio do Japão, uma ilha do suposto 1º mundo, e uniu-se a uma cabocla amazônida, filha bastarda do denominado 3º mundo…
    Mesmo não sendo o último e tampouco o definitivo, o ‘Roundup’ é, sem dúvida, o ‘Up’ de muitos ‘rounds’ com que quase somos levados a nocaute. Piores já aí estão e muitos mais hão de vir.
    Oportunamente falarei sobre a rainha-dragão(?) - mulher do dragão? dragão do dragão? dragoa do dragão?! dragoa da dragoa?

    […] Mundo mundo vasto mundo,
    se eu me chamasse Raimundo
    seria uma rima, não seria uma solução.

    Mundo mundo vasto mundo,
    mais vasto é meu coração. […]
    (Poema de Sete Faces – Drummond)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida fada Jacuiana, te amo e sou grato. Arranjei uma boa resposta para suas observações tão importantes na música do Lenine; veja se está bem assim

      "Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
      Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
      Como um deus e amanheço mortal

      E assim, repetindo os mesmos erros, dói em mim
      Ver que toda essa procura não tem fim
      E o que é que eu procuro afinal?

      Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
      O que não pode ser dito, afinal
      Ser um homem em busca de mais, de mais
      Afinal, feito estrelas que brilham em paz, em paz

      Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
      Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
      Como um deus e amanheço mortal

      Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
      O que não pode ser dito, afinal
      Ser um homem em busca de mais


      Beijos e rosas, muitas, muitas rosas...

      Excluir
  5. Querido amigo Pajé,

    De pajelanças em pajelanças seguimos da mãos dadas no Amor Infinito do Divino que nos acolhe.

    Gratidão, Gratidão, Gratidão em flor...

    ResponderExcluir
  6. Não resisiti, querido Pajé

    Tive de postar... Uahahahahahaha...
    Escárnio por escárnio, vamu ri que é mais mió quebão:

    https://www.youtube.com/watch?v=zBjMpxtMoIw

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails