O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quarta-feira, 12 de março de 2014

Admirável Laura Botelho


Dear, caríssima, admirável Laura Botelho.
 
Paz e Luz à amiga já que "a vida é arte do encontro embora haja tanto desencontro pela vida." (Vinicius de Moraes)
"Se não houvesse ilusão não haveria iluminação." (Budismo)
Como você talvez não tenha notado, certamente, estou vivendo desde setembro passado em um desses infinitos universos paralelos onde nos encontramos corretamente desencontrados tocando em frente a magra boiada de nossas ilusões. Faxineiro de mim mesmo é o programa sublime e derradeiro. Degrau por degrau morro infinito acima.

Como você bem sabe, eu, e boa parte da torcida do Flamengo, ou quase toda, gosta muito de você. Mermo. E, é só por isso mermo que resolvi dever escrever à você sobre meus sentimentos no que toca esta Guantánamo planetária em fase acelerada e avançadíssima de implantação na qual estamos inseridos e devidamente escravizados. Enquanto incrédulos o chão treme e se abre sob nossos pés. Vejo você aflita, tentando acordar-se e acordar-nos enquanto sonambúlicos dormimos pesado pesadelo. As vezes parece que você escreve mas não se (re)lê. Calma! Sem medo. Segura as pontas e as pedras. Sou aquele seu fã e amigo, o velho Aldo, o "importante", lembra disso?

Então me dá licença, e, a sua mão. Sem medo. Vamos dançar!
David Icke, o nosso internético heroico pioneiro, deu uma pista definitiva e inolvidable sobre o que se passa: "Criam um problema, aguardam a senzala estrebuchar e então, apresentam o novo problema travestido de solução, a qual solução perpetua a antropofágica máquina arrecadadora de escravizados corpos, corações e mentes, e espíritos, e muita, mas muita grana, mermo.

Não sei se leu no frontispício de meu imodesto brógue (caixote virtual de vociferar quimeras do tipo; nem Deus é Fidel!) a minha confissão de fé ideológica. Observe bem que inclui uma sentença de morte às especulações ditas ou apregoadas revolucionárias. Lá, deixei publicada minha mais dolorosa constatação sobre a inviabilidade de "lutar" (coisa desnecessária "à priori" e a "posteriori") contra qualquer ideologia arquitetada pelo "sistema", este milenar sabichão escravagista muito bem engendrado e criptografado em nossos subconscientes desde nossa manipulada invenção. Enki e Enlil, esses são os nomes dos deuses criadores, os geneticistas primordiais, né isso não? Agora isto pouco importa. Este é um mundo de ilusão. Está desabando. Até já desabou. Mas, o que me importa e digo e repito sobre o leite derramado é o seguinte: 

Todas as utopias humanitárias são táticas dentro da estratégia escravagista. São os tais cavalos de Troia (inoculados) em todas as ideologias. Programação dolosa de softwares milenares ancestrais, zelosamente fratricidas, de mães para filhas desde que o mundo tornou-se imundo. Barbárie com paetês. A aplaudida religiosa tradição da bestialidade. Foi o que disse quando disse:
 
Oprimindo e achincalhando as mulheres, todas (inclusive as inumanas), desde o berço, garantem a escravização de todas as proles infinitamente.

Ora, o que quer isto dizer?
Simples como água da pura e cristalina. Não há possibilidade de "ordem unida" dentro "sistema". É cada um com seu cada qual. A faxina é pessoal e intransferível. 100% de responsabilidade sobre sua vida. A questão definitiva repousa sobre e sob as sutilíssimas frequências de onda eletromagnética caoticamente organizadas em uma nuvem quântica de ressonância transcendental cósmica de infinitas possibilidades que nossa cretinice chama de Deus. Sem futuro e sem passado o pesadelo vai sendo "remontado pelos "donos" desse mundo, senhores e criadores das informações carcerárias. Daí tantos HAARPS & CHEMTRAILS mais monsatanicos outros venenos visíveis e invisíveis, físicos e espirituais. E ninguém grita nada. A deusa TV taí pra não me desmentir sobre genocidas chernobils e este perene fukushimico labirinto do nada entorpecedor. Já pensou se resolvem detonar Angra dos Reis? Cuba de Fidel, a última revolução bem sucedida neste mundo, que muito admirável é, está ai para isso mesmo, dar-nos a impressão de que Espártacos e Varínias de todas as eras são viáveis e muito possíveis. Perguntemos qual a opinião de Giordano Bruno sobre este singelo assunto religiões, política, fogueiras e churrascos. Votos e cerveja com cachaça estarão aí muito depois do após Calypso e a vinda do dono da "boca" com a espada de fogo na mão. Onde você estava fazendo o que em 1964?

Continuo de olho neste olho de Órus invisibilizado pelas mídias escravagistas, e, estarrecido, vejo cada vez mais os outros escravos dos mundos ditos livres e democráticos se digladiando entre o manobradíssimas "esquerdas" (sempre no plural) versus "direita" (sempre no singular) na mais voluntarista perfeita execução do "faraônico" milenar golpe do "dividir fratricidamente para escravizar".

Pensa bem se, sem faxinarmos, seriamente, todos, memórias e programas escravagistas acumulados, reciclados, upgradados e criptografados em nosso embolorado milenar subconsciente ancestral repetindo os mesmos erros em memórias, se vamos ver ou ouvir qualquer raciocínio consciente que nos tire desta Guantánamo planetária ao final da saída pela "porta estreita" do labirinto do nada em que nos mantêm errantes há muitos e muitos donos.

Há mundos piores e melhores que este. Estamos aqui não para salva-lo, ele nem precisa disso, vai ficar por aí mais uns bilhões de anos, mas, para salvar-nos. Jogo duríssimo reformatar a mente egóica. Salvarmo-nos de nós mesmos. Cada qual com seu cada um. Aos nossos "espíritos"; estas frequências de ondas sutilíssimas que "eles", a casa grande, conhecem muito bem melhor do que nós mesmos, os senzalados.

Eles nos projetaram. Nossos sentidos só percebem 1/000000000 da matéria existente. O que você quer ver ou quer que as pessoas vejam com os olhos da mente doutrinada, formatada, programada pela tal de elite que administra a escassez planejada de tudo? Menos a estupidez, é claro. Inclusive e principalmente a inteligência inconsciente da manada? É mais fácil um elefante passar pelo buraco da agulha. Esse papo de revolução comunista no Brasil só impressiona gente ignorante e esses garotos tatuados ou essas garotas tatuadas. !964 foi executado para chegarmos aonde estamos, aqui, agora, e darmos o pulo do gato deles. Justificar a nossa Guantánamo brasileira, que será de uma ferocidade jamais imaginada e incorpora-la naturalmente à Guantánamo planetária. Fim de novelas virtuosas e sprays de pimenta na cara dos senzalados. Depopulção. Ralo. campos de concentração e fuzilamentos sumários. Henry Kissinger já disse que "há bocas inúteis demais" e "o mundo está pronto para a nova ordem mundial". Nazi sionismo é o nome do que já estamos vivendo, é o 4º REICH. Isso tudo começou com o termino da bem sucedida 2ª grande guerra mundial. Obama já disse: "Levamos 60 anos para chegar aqui. Nada vai nos atrapalhar desta vez." Ninguém presta atenção ao jogo?

A deusa (ui!) está aí onipresente, de salto altíssimo, com toda a sua atualizadíssima faminta tecnologia carcerária. Aspartame e glutamato monossódico. É para isso mesmo esta aparente evolução, a manutenção da cegueira e estupidificação perene da senzala global. Não é lindo isso?
 
Vou repetir para ocê vê bem como que Papa vai, Papa vem, Papa vai, Papa vem e a peça culto escravagista não sai de cartaz e muda só a indumentaria (quando muda, muda a dos figurantes), ou de alguns atores e o fundo musical. O teatro, o palco, o gado e o cenário não tem como mudar. Ou não? Tem? Iluminação? Sons do silêncio? Napoleão disse que a história (o "script") é uma série de mentiras aceitas. Napoleão, hein? O cara que empurrou D. João VI para o Brasil bancado ($), ambos, pela velha e "boa" Inglaterra, hein? "Escudo vermelho." Que tal? Hein!? Então!? Para que servirão aqueles milhões de caixões estocados e campos de concentração espalhados pelos Estados Unidos da América do Norte? O grande irmão. E as guilhotinas? Yankees. Aqueles dos eternos Yes we can continuar por mais mil anos. O gado rumina o mesmo carnavalesco lero lero ancestral enquanto olha para a deusa TV e mastiga, mastiga, mastiga e engole o mesmo lixo sempre em nova embalagem.
Hoje não deu praia? Quisera você visitasse meu imodesto brogue como eu visito o seu...


A maior atenção, me parece, deva ser em relação a essas frequências de sutis ondas eletromagnéticas que possibilitam a existência e a interação de tudo e todos com a fonte inesgotável em expansão de onde tudo vem e para onde tudo vai. É por aí que se dá a manipulação de tudo o que existe em qualquer parte inteligente do universo. "Deus não joga dados" porque não é burro, perdão aos muares pelo uso inadequado da palavra. Mas, tudo, para existir precisa de uma memória e inteligência. Sem bem nem mal. Uma inteligência memorial que não julga nem pune. Simplesmente É. Basta soltarmo-nos dos dogmas da mente escravista e já se tem uma visão mais ampla das verdades infinitas que possibilitam a expansão da mente iluminada na libertação da alma cativa.  

Cada um deve buscar a Luz (própria) que ilumina o caminho da verdade verdadeira. O filho de Deus não tem pecado. O importante é querer se libertar do aprisionamento escravizante de si mesmo e escravizador do outro. Ser. Ser é estar consciente. Vivo, alerta, vigilante na presença em paz. No prazer do entusiasmo do perceber-se nem feliz nem infeliz, em paz, em silencio interior divino e perfeito. Aberto ao espaço infinito de tudo por criar para o seu bem e o bem de todos. Sair da hipnose, do transe, da miserável catatonia global. Por incrível que pareça há até quem goste pensar que gosta desse labirinto do nada que os mantêm na prisão das almas em corpos e mentes iludidas, aterrorizadas na ignorância planejada pelos "donos" do mundo desde a chegada. Isso fortalece e afaga os egos. Dá-lhes consistência egóica. Importância. Quem se importa?
 

Paciência, não dou mais soco em ponta de faca, eu também passei por este sabotador estágio egóico prisional. Carcereiro, cego, gladiador, sabotador, escravizador, distante de mim mesmo. Decifrei o código encarcerador. Não ensino mais aos padres o rezarem missa. Também não deixo caboclos infelicitantes acenderem velas no meu terreiro. Que cada um segure sua pemba. Oro e vigio.  

Um dia me ofereceram o meu peso em ouro; 80 kg. A alma, dizem, pesa 2 gramas... Este é o programa escravizador de importância criptografado pela casa grande em nossos subconscientes até muito antes do parto de cada um de nós. A tal da fajuta ancestralidade, fajuta tradição, fajuta cretina genética. Mórbidos. Todos são gordos. Claro, comem todos a mesma farinha. No mesmo saco. Vou citar E.T. no "O despertar de uma nova consciência"; "Todo vício surge de uma recusa inconsciente de encaramos nossos próprios sofrimentos. Todo vício começa no sofrimento e termina nele."
 

O amor incondicional do Infinito em expansão é justamente esta chance de revermos nossas crenças e escolhas no uso do tal de livre arbítrio. Infinitamente. É muito difícil? Causa e efeito. Ser 100% responsável? Somos nossas crenças e escolhas. Na dúvida não ultrapasse. Beba com moderação, ou não beba. Se beber não dirija e se dirigir não beba. Quem está ao volante da carroça é o motorista? Ou não? Deus existe porque eu existo? Ou eu existo porque ele existe? Ou tudo isso nem existe, é um delírio, um pesadelo de péssimo gosto? 

Acendamos a Luz, a bola está em jogo. Guardo nos olhos a água das fontes. Guarde você também. Eles mudam as regras do jogo ao longo do campeonato para que o time deles nunca perca. É como as viciosas loterias alimentadas pela escassez planejada de tudo. O banqueiro é o dono dos cassinos. Todos.
Iluminemo-nos!

Criança esperança? É este o labirinto do nada do inacreditável plano escravos fields for ever and ever na canalhocracia dos que restarem desta carnificina oferecida aos deuses antropófagos da velha nova ordem mundial em estado acelerado de implantação... By by Bras(z)il, adeus! By By adeus imundo cruel!

Laura querida, eu te quero bem! Espero ter contribuído, sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato. Cuide-se bem. Inté a próxima, aproveite bem sua praia e seus fins de semana. A velocidade do transcendente continua acelerando... Você é muito importante para mim e todos nós. Nunca esqueça isso. Outra vez: sinto muito, te amo, me perdoe, sou grato. Toda PAZ. 


E o blogger não me atualiza, por que será?

Um comentário:

  1. Somos? Nós somos? O que somos? Sim, somos? Somos sim... Então tá!

    https://www.youtube.com/watch?v=okhQtoQFG5s&list=RDzENAccweoAY

    The Robots
    We're charging our battery
    And now we're full of energy
    We are the robots
    We are the robots
    We are the robots
    We are the robots

    We're functioning automatic
    And we are dancing mechanic
    We are the robots
    We are the robots
    We are the robots
    We are the robots

    Ja tvoi sluga, (I'm your slave)
    ja tvoi Rabotnik (I'm your worker.)

    we are programmed just to do
    anything you want us to
    we are the robots
    we are the robots
    we are the robots
    we are the robots

    we're functioning automatic
    and we are dancing mechanic
    we are the robots
    we are the robots
    we are the robots
    we are the robots

    Ja tvoi sluga, (I'm your slave)
    ja tvoi Rabotnik (I'm your worker.)

    Ja tvoi sluga, (I'm your slave)
    ja tvoi Rabotnik (I'm your worker.)

    We are the robots

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails