O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

segunda-feira, 31 de março de 2014

31 de março ou 1º de abril?



31 de março ou 1º de abril? Crenças e escolhas que nada revolucionam... Nem transcendem.

De Anjos, Illuminatis, Sionismo, Rotschilds, NOM/NWO, Chemtrails, Santos, Religiões, Controle, BBB, Vaticano, Globalização, Baphomets e tudo mais que couber.

Ainda espalhamos e lemos os 'sinais de fumaça', mesmo que esses estejam impregnados de falsos sinais tóxicos e viciados. Um serviço nada dócil, mas sem volta, pois depois de serem apontados, na consciência, os primeiros sinais, o único retorno possível seria a loucura: Sim, pois esse é o caminho, quando se negam as evidências daquilo que se está a enxergar. Aos que nasceram de olhos abertos, ainda que levemente, não lhes restou outro caminho, a não ser o do isolamento e da inadequação, imposto pelas leis da subserviência executadas pelos servos da tribo ruminante: pessoas tristes, irmãos nossos, a despeito de tudo.

É muito triste ver quantos de nós continuamos dormindo, em berço nada esplêndido. Veja que a letra do Hino, supostamente Nacional, sentencia: "Deitado ETERNAMENTE em berço esplêndido!" O Brasil é a síntese do mundo e a menina dos olhos desses senhores e seu Senhor e, enquanto fingem brigar no oriente, dissimuladamente vão destruindo o restante do planeta, condicionando as gentes e impondo a sua tirania.

Fomos despreparados propositadamente. A cada dia mais fracos, acomodados, cegos, mudos, surdos e, em absolutamente tudo, dependentes do que os senhores visíveis impõem-nos em nome do Invisível olho que tudo vê. Eles impõem-nos o seu jogo, oferecem-nos tudo, inclusive o sistema de pensamento com o qual alguns pensam estar a questionar tudo e a refletir sobre o motivo da nossa sacralizada ignorância.

Sim, porque muitas das supostas “cabeças inteligentes” do planeta estão quase todas (de)formadas pela "escola" do Sistema, assimilando, confirmando e reproduzindo a mentira confortável e anestésica que permite a funcionalidade de tudo isso. Mais do que nunca somos vigiados - por eles também -, mas, acima de tudo, pela nossa mente impregnada de "doce" e torpe veneno que, ao menor indício do desejo de livre pensamento, é bombardeada pelas mais de mil "verdades" de antanho nela (im)plantadas.

Falo do que sinto, mas principalmente do que sinto para além dos sentidos, com a consciência, com a mente e não somente com o coração: todos os velhos sistemas de conhecimento, antes mantidos ocultos, mas que agora emergem para "iluminar" as pessoas, não passam de mais do mesmo, de pasto velho disfarçado de
"GRANDELOQUENTELEITAMAGNÍFICAANTINGAEMÍSTICASABEDORIA"

Mas há as trilhas químicas que, de tão visíveis, a maioria não as vê e, se as vê, nem se importa: "Ahn?! Nuvem? Fumaça? Ah, isso não é nada! É só a sua mania de perseguição, conspiração, afinal, você nunca foi mesmo muito certo(a) da cabeça!" E dá-lhe fumaça nas ideias! De todos os tipos, palatáveis a todos os vícios, vãs, ilusórias, mas, sem dúvida, mais que intoxicantes, são todas inebriantes.

Névoas obscuras com que se exerce o controle de todos e, acima de tudo, das mentes bombardeando o inconsciente com ondas eletromagnéticas! Névoas químicas que, para além da camada visível, formada por metais pesados e diversas substâncias tóxicas, entre outras, escondem o poder sutil e nefasto que tem o domínio sobre este mundo.

De fato, eles mudam as regras do jogo, mudam o mapa, mudam os nomes, mudam os lugares, fazem tantas mudanças para tudo continuar exatamente onde, desde sempre, está: Nonada!

Ana Brito Alex Brito

Sou grato a estes dois amigos que tanto prezo e de quem tornei minhas suas palavras nesta hora de memórias tenebrosas, principalmente nesta faxina de memórias historicamente encardidas. "Se" a velhice pudesse e a juventude soubesse, pouco se modificaria neste ter infernal de Guantânamos "for ever and ever". Admirável! Pão e circo! De golpe em golpe... Paus de araras, corrupção, guilhotinas, cruzes e fogueiras... TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA. Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato. Cês aceitam um cafezim cum queijim e bolim di milho da roça da roça da roça? Não? Qué dançá? Tamém não? Intão tá, bem... Avantchi! Gradece, bençoa e segui in frenti! Transcende. Inté mais. 

4 comentários:

  1. "TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.""TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.""TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA."...

    Todas, absolutamente, todas, querido amigo Pajé!
    Tão cruéis e escravagistas quanto quaisquer outras consideradas desumanas, pois também nos aprisionam com o doce veneno da ilusão de que: Sim, é possível fazer deste, um mundo melhor de fraternidade e igualdade, bastando tão somente sair por aí a desfraldar a bandeira da tão famigerada liberdade, essemser híbrido, de natureza duvidosa, que de modo viril conduz o povo e com o braço direito erguido ao ar em(im)punha a bandeira do que se pretende como "novo", enquanto o braço esquerdo leva o instrumento com o qual se constrói o novo". Pelos corpos caídos sob os pés dessa poderosa criatura, fica claro o modo como se reordena a sociedade: Viva a Revolução! Agora somos todos "iguais".
    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/a7/Eug%C3%A8ne_Delacroix_-_La_libert%C3%A9_guidant_le_peuple.jpg E assim caminhamos e a humanidade, humanista, humanizada, conduzida pela bandeira das memórias, todas milenarmente utópicas e libertárias.

    Bão, um cadiquim de cafezim cum bolim de mii, inté aceitemu, pru modi uns dedim de prosa bem dibacho dessasárvri ensombreada.
    https://www.youtube.com/watch?v=ShiPY_T19Bs

    À sombra das árvores, os pensamentos são pássaros que, em revoada, partem em direção ao infinito e, ao retornarem, pousam alegrando a alma e o coração.

    Abraços em revoada de pássaros e grata por mais essa prosa.

    ResponderExcluir
  2. Querido Aldo, querida Ana,

    Esse seu dasabafo tocou-me no fundo do coração, Ana. Esta postagem está fora de série e como sempre o blogger não avisa.

    Utopias sim, são esclavagistas, o que não é esclavagista é aquela célebre máxima do:
    Muda a ti mesmo e depois poderás mudar o Mundo!

    Onde foi parar essa velha máxima? É a única que nos dá acesso à fuga da matrix e ninguém sabe?!

    Queridos um grande abraço envolto em rosas de mil cores do arco-íris.

    Vos amo e sou grata.

    ResponderExcluir
  3. Querido Aldo, querida Ana,

    Esse seu dasabafo tocou-me no fundo do coração, Ana. Esta postagem está fora de série e como sempre o blogger não avisa.

    Utopias sim, são esclavagistas, o que não é esclavagista é aquela célebre máxima do:
    Muda a ti mesmo e depois poderás mudar o Mundo!

    Onde foi parar essa velha máxima? É a única que nos dá acesso à fuga da matrix e ninguém sabe?!

    Queridos um grande abraço envolto em rosas de mil cores do arco-íris.

    Vos amo e sou grata.

    AH já vi... a velha máxima está aí... solitária nessa garrafa.

    ResponderExcluir
  4. Queridas Fadas, ah! esta solitária garrafa... Alguém a esvaziou de "loucuras" antes de preenche-la com a verdade do "conecta-se" a si mesmo. Ama a si mesmo na fonte do Tudo Infinito que se criou e não pense em mudar os mundos, eles são parte da Luz que a Tudo Ilumina Transcendentemente. Aprende a amar-se amando-os como são. Eles são você em outras formas. Muda a si mesmo em gratidão aos que lhe indicam os caminhos do Ser nas linhas de suas mãos. Afaga-os, perdoa-os, abraça-os e abençoa-os. Não está sozinho o que está bem, muito bem acompanhado. Bem aventurados são os que possuem Fadas que lhes dão razão de viver a transcendência de si mesmo em direção ao Infinito. É por isso que prefiro às amorosas Fadas aos fados... Vos amo, e muito, e sempre grato. Rosas infinitas em roseirais em expansão se derramem em seus colos eternamente. E vamo que vamo!

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails