O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

FIQUE CULTO EM 10 MINUTOS


Um amigo me mandou esta por e-mail. Será que devo rir ou chorar? Nunca sei, acabo fazendo as duas coisas... 
Para pessoas muito ocupadas e sem tempo (?) para leitura... Aqui segue o poder de síntese!



William Shakespeare
Romeu e Julieta
Dois adolescentes doidinhos se apaixonam,
mas as famílias proíbem o namoro, as duas
turmas saem na pancada, uma briga federal,
muita gente se machuca. Então, um padre f.p.
tem uma idéia idiota e os dois morrem
depois de beber veneno, pensando que era
sonífero.
Fim.


Gustave Flaubert:
Madame Bovary.
778 páginas.
Uma dona de casa mete o chifre no marido e transa com o padeiro, o leiteiro, o carteiro, o homem do boteco, o dono da mercearia e um vizinho cheio da grana. Depois entra em depressão, envenena-se e morre.
Fim.


Leon Tolstoi
Guerra e Paz.

Paris, Ed.Chartreuse. 1200 páginas
Um rapaz não quer ir à guerra por estar
apaixonado e por isso Napoleão invade
Moscou. A mocinha casa-se com outro.
Fim.


Marcel Proust:
À La recherche du temps perdu.
(Em Busca do Tempo Perdido)

Paris, Gallimard. 1922. 1600 páginas.
Um rapaz asmático sofre de insônia porque a
mãe não lhe dá um beijinho de boa-noite.
No dia seguinte (pág. 486 vol. I), come um bolo e
escreve um livro. Nessa noite (pág.1344, vol.VI)
tem um ataque de asma porque a namorada (ou
namorado?) se recusa a dar-lhe uns beijinhos.
Tudo termina num baile (vol. VII) onde estão
todos muito velhinhos - e pronto.
Fim.


Luís de Camões:
Os Lusíadas.

Editora Lusitânia
Um poeta com insônia decide encher o saco do
rei e contar-lhe uma história de marinheiros que,
depois de alguns problemas (logo resolvidos por
uma deusa super gente fina), ganham a maior
boa vida numa ilha cheia de mulheres gostosas.
Fim.


William Shakespeare
Hamlet

Essa é foda.
Um príncipe com insônia passeia pelas muralhas
do castelo, quando o fantasma do pai lhe diz que
foi morto pelo tio que dorme com a mãe, cujo
homem de confiança é o pai da namorada, que,
entretanto, se suicida ao saber que o príncipe
matou o seu pai para se vingar do tio que tinha
matado o pai do seu namorado e dormia com a
mãe. O príncipe mata o tio que dorme com a
mãe, depois de falar com uma caveira e morre
assassinado pelo irmão da namorada, a mesma
que era doida e que tinha se suicidado.
Fim.


Sófocles:
Édipo-Rei

Maluco tira uma onda, não ouve o que um
ceguinho lhe diz e acaba matando o pai,
comendo a mãe e furando os olhos.
Por conta disso, séculos depois, surge a
psicanálise que, enquanto mostra que você vai
pelo mesmo caminho, lhe arranca os olhos de
cara em cada consulta. Parada muito doida.
Fim.


William Shakespeare
Othelo

Um rei otário, tremendo zé-roela, tem um amigo
muito f.p. que só pensa em fazê-lo de
bobo. O malandro, não ganha um cargo no
governo e resolve se vingar do rei, convencendo
o de que a rainha está dando pra outro. O zé
mané acredita e mata a rainha. Depois descobre
que não era corno, mas apenas muito burro por
Ter acreditado no traíra. Prende o cara e fica
chorando sozinho.
Fim.



Pronto!


Você economizou a leitura de pelo menos 7.000 páginas e R$ 1.500,00 em livros, e agora pode comprar tranqüilo a sua coleção de Caras. A Bundas faliu...

Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato.
A foto veio daqui

9 comentários:

  1. Aldo, não sei se você chegou a assistir a série "Todo Mundo Odeia o Chris", tem um personagem da série que tem uma frase dele que cairia bem diante dessa postagem: "Trágico!"

    Apesar de eu não ter lido nenhum desses livros, sei que quem escreveu essas obras não usou da mesma superficialidade desse cara que te mandou esse e-mail. Cada autor quis passar uma mensagem e provavelmente esperava que os leitores refletissem sobre a obra, as atitudes dos personagens dela.
    Romeu e Julieta, por exemplo, traz a ideia da rivalidade que não dá espaço ao amor e que pode trazer destruição a vida das pessoas envolvidas. É de se supor que Shakespeare se inspirou em algum conflito real do qual ele tinha conhecimento (ele não ia tirar essa ideia do nada).

    Bem meu amigo, espero que meu comentário, de alguma forma, seja bem-vindo a reflexão que você quis estar gerando nessa postagem.

    Fica na paz, no Amor e no refresco dessa chuvinha maravilhosa...

    ResponderExcluir
  2. Oi Lôh, bom te ouvir, o cara que me mandou o e-mail é um velho amigo, um gozador. Grato pelo amor e o refresco, adoro esta chuvinha, faz bem à minha horta. Sou grato por sua presença lúcida.

    ResponderExcluir
  3. Aldo gargalhando aqui!!!! O cara é uma tremenda piada ambulante, onde será que esse pessoal consegue essas coisas, e mais, como alguém consegue inventar algo assim...

    O Humano é tão criativo!!! Tão lindo!!! Tão inteligente!!!

    Pena que quase ninguém os use com sabedoria...

    Valeu amigo... Belo fim de tarde...
    Grata

    ResponderExcluir
  4. Oi Rita, adoro quando você vem. Estes malucos é que nos salvam da loucura com as gargalhadas que nos oferecem. Se não fosse isso a nossa enlameada "vaca fria" se atolava de vez no brejo seco. Beijos e chuvinha para sua horta também.

    ResponderExcluir
  5. Aldo

    É uma piada, mas infelizmente muitos jovens pensam dessa forma em relação a literatura.
    Na verdade isso é também uma crítica ao ensino atual no mundo.

    Um grande abraço meu amigo

    ResponderExcluir
  6. HAHHAHAHAAHAH ri bastante.

    Um abraço

    Edu

    ResponderExcluir
  7. Pílulas de sabedoria!

    Abraço, Aldo.

    James Patrick

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails