O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

¿Por qué no te callas? ou Menos crucifixo, mais emprego fixo ou É de indignar as pedras



quinta-feira, 18 de agosto de 2011


¿Por qué no te callas? ou Menos crucifixo, mais emprego fixo ou É de indignar as pedras

GilsonSampaio
É impressionante a hipocrisia dessa gente que vive nababescamente à custa da população.
Os dados que circulam para o público apontam em 20% o número de desempregados, outras opiniões dizem que o número é bem maior. Junte-se a isto os trabalhadores precarizados (direitos trabalhistas e sociais reduzidos a quase zero) e a captura do estado pela canalha bancária, e aí temos o protesto contra os gastos com a visita do nazista  Papa Ratzinger. Na verdade, a visita do Papa nazista não passa de uma “olha a sacolinha, quem der mais assegura um melhor lugar no céu”: até ingresso para missa campal vão cobrar.
“Menos religião, mais educação”,“Menos crucifixo, mais emprego fixo” e “Bento, nazi” são os cartazes refletem o ânimo dos indignados espanhóis.
Aí aparece um babaca como o rei Juan Carlos I pedindo um “milagre” ao Papa nazi para acabar com o desemprego. Mas, pensando bem, faz sentido. O papa nazi é o preposto de Deus no planeta e tem um canal de comunicação privilegiado o Todo-Poderoso, por supuesto, quem sabe um milagre possa tirar das ruas o povo que se rebela contra o que o rei e o papa representam?
Cá pra nós, é de indignar as pedras.
ET: a próxima vítima do “olha a sacolinha” pode ser o Rio de Janeiro. Já deve ter gente pensando em como ganhar algum com a venda de hóstias, não é Sergio Cabral?
Via EFE
Rei da Espanha pede ao papa que ajude a acabar com o desemprego entre jovens
Madri, 18 ago (EFE).- O rei Juan Carlos I da Espanha pediu nesta quinta-feira ao papa que ajude a acabar com o "intolerável" desemprego entre jovens e que mostre a eles os meios disponíveis para abrir seus caminhos em tempos que não são fáceis.
Minutos após o Pontífice aterrissar no aeroporto de Madri-Barajas, o monarca espanhol deu as boas-vindas a Bento XVI, que foi à Espanha para presidir os principais atos da Jornada Mundial da Juventude.

e tem mais AQUI
"Ainda que o papa se tenha declarado contra a lógica do “lucro acima do direito das pessoas”, seus atos não confirmam a retórica. A posição do papa, diante das dificuldades da península, foi bem exposta em visita anterior a Santiago de Compostela, quando Ratzinger expressou preocupação contra a crescente laicidade dos espanhóis e o seu anticlericalismo, “que lembra os anos 30”, e pediu “nova evangelização” na península. A “evangelização” franquista dos anos 30, apoiada na Opus Dei e no garrote vil, nós já conhecemos. Que outra “evangelização” pretende agora o papa, quando se queixa da liberdade de pensamento na Espanha atual?

Canal História - O exercito secreto da nato from Diogo Sousa on Vimeo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails