O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Os cachos pensantes sobre as bananeiras e as coisas que ninguém nos revela, ou... "Sê como o sândalo que perfuma o machado que o fere... Ou, "Fuck it, I'm leaving...


"Sê como o sândalo que perfuma o machado que o fere...


Femininas. Elegantes. Lindas... Desde criancinha. Olho as bananeiras com muito amor e respeito. Musa paradisíaca é o verdadeiro nome dessas maravilhas. Já viveu a experiência de admirar uma bananeira? Come a banana e nem agradece a mãe da menina? Uma banana pra você. Mal agradecido(a).


esta imagem veio de http://jlnavarro.blogspot.com.br/
As bananeiras são musas dadivosas. Tudo quanto pode inspirar um poeta.

Tão dadivosas que só dão um único cacho e só nascem de muda, não tem semente na banana. 

E quer mais? Onde há uma bananeira, lá estão muitas mais. Alimentam macacos, micos, gente limpa e gente suja. Pássaros, lindos como elas, dividem muitas bananas maduras e ninguém briga por isso. Morcegos também aparecem ao anoitecer. Com tanta fartura ninguém passa fome onde há umas bananeiras... E aonde há uma bananeira... Lá estão brotando muitas outras musas mais, deusas em profusão inspirando mais e mais poesias.

Mas, o trágico desse virtual bananal todo é a bela bananeira que já deu cacho. Não deixa respingar seiva da bananeira na roupa, a mancha não sai mais. Sem dó nem piedade a gente tem que cortar e derrubar para virar adubo porque precisa abrir espaço, luz e alimento para os brotos que já vem rompendo o chão em busca de sol e vida. 

Mas, e quando essa musa bananeira não é exatamente um vegetal? Nem paradisíaca? É uma pessoa... Mal agradecida. Um banana. De pijama. E podre. É! Aquela por fora bela viola e por dentro pão bolorento. Como diz o meu sobrinho; "é foda!". Aquela pessoa inconsciente que com cara de santa já deu pano pra manga, cachos de complicações e aborrecimentos escravagistas sem pedir licença ou desculpa pelos transtornos ocasionados. E você relevou, botou panos quentes e frios, e nada... Ela nem tem noção da bananada que fez e faz. É aquela pessoa que no decorrer do relacionamento parecia ser e mostrou-se no agora a maior propaganda enganosa da nossa vida.

Decepção! Ela quer você como um seduzido, digo, reduzido, digo, esculpido Pinóquio obediente. Adora você como um mecanizado manequim de vitrina onde possa experimentar roupa e arranjo de efeito duvidoso para satisfazer sua visão escravista de mundo e exibi-lo como demonstração de absoluto controle (dela). Texto decorado, fala e sorrisos bem ensaiados. Sabe tudo sobre dominação, digo, interpretação e chantagens, digo, artimanhas teatro/emocionais. Tem todo o google no lugar do coração, é capaz de fazer inveja ao FBI. Sabe tudo de como comportar-se para levar vantagem e aprovação daquele que escraviza sem que seja percebida e/ou desmascarada. Desde a primeira fralda ela parece estar treinando isso... E você, idiota, o tempo todo, muito educado, longe de querer transformar sua vida em uma novela barraco da globo, permitiu e comeu gato por lebre pensando que amanhã seria um dia melhor... Fazer o que?

É assim que a coisa funciona. A Internet é uma benção. Você simplesmente aperta a tecla D E L E T A. Já encontrei esse mundo feito... Desse jeito... Uma necessária formatação básica do HD. Sou apenas o usuário, não estou inventando nada. É que adoro uma faxina.

Se você já estiver bem limpinho, de memórias e programas escravistas, pensa depressa porque enxerga bem e não alimenta mais cobra venenosa para lhe morder o calcanhar. Seu processador tá processando a mil. Saca o facão e põe a bananeira no chão, e corta a cobra junto. Falsos brilhantes é que são. Nódoas? Joga a roupa suja fora. Doi só um pouco ter que cortar alguns ralos sonhos e poesias assim, de um golpe só. Mas é melhor que cortar os pulsos. E o alívio é tão maior que a dor... 

100% de responsabilidade sobre tudo o que está em nossas vidas inclui o corte de muitas cretinas bananeiras paradisíacas e outras falsas musas, deusas, e deuses, que já deram, ou nunca deram cacho. Vampiros, é o que são... E o alívio é tão maior quando o caixão baixa a sepultura, que nem dói.

E o "Sê como o sândalo que perfuma o machado que o fere

Ah! Tá! 
Isso era uma frase que havia na varanda de entrada da casa da minha avó. Acho bacana. Mas, quando o caso é bananeira e propaganda enganosa, a gente perdoa e agradece a desfaçatez do falso brilhante e a cretina divina musa. Se perdoa, e, antes que o mal cresça corta-lhe a cabeça, no facão mesmo.

"Fuck it, I'm leaving... Porque velho faxineiro que se preza, antes de tudo e depois também, se ama incondicionalmente. 

Segue o jogo. Sou grato. Vai treinando aí o perdão do amor incondicional, não esmorece, você está ser humano. Não há outro jeito. Cuida bem de você e de suas bananeiras divinas e perfeitas. E ajuda alguém mais. Deixa um comentário. Inté a próxima.

10 comentários:

  1. Amado amigo,
    Seguimos limpando, pois essa é a nossa melhor e mais amorosa condição: Faxineiros Cósmicos, no Amor e Paz do Divino em nós. Lindas as bananeiras, que tanto nos ensinam, pois aquela que não mais dá cachos, abre espaço para os novos frutos, todos filhos de si mesma. Assim, somos nós, cortando as velhas bananeiras que teimam em ficar de pé, sem querer dar espaço para a planta nova, a fruta nova, o Amor de si, em si, por si. Lindo texto, linda imagem, linda partiha. Abraços de braços de folhas e frutos de bananeiras. Ana Brito

    ResponderExcluir
  2. Amada Aninha
    Grato pela ressonante visita.

    Faxinando meu jardim do Eden atiro garrafas ao mar enquanto como umas bananas "près de ma doudou sous les grands cocotiers qui se balancent...

    "Amor de si, em si, por si. "En silence, nous rêvons de nous.

    Sou grato também por esta foto sensacional...

    ResponderExcluir
  3. Texto singelo e acertivo.
    Fique na Paz do Eu.

    ResponderExcluir
  4. Bem-vindo Alexandre. Grato pela visita. Venha sempre.

    ResponderExcluir
  5. Aldo, como sempre de parabéns.
    Você imagina que você é capaz de matar charadas que você nem sabe da existência delas? hehe
    Grato pela reflexão garrafal que você me proporcionou.
    Um grande abraço.
    Fica na paz e no amor infinito...

    ResponderExcluir
  6. Grande Lôh! Folgo em sabe-lo, hehehehehe. Toda a PAZ faxinante!

    ResponderExcluir
  7. parabéns cara....tu é gênio concerteza hahahaha ri muito com seu jeito ácido de rebater qlqr comentário ou opinião contrária....tu tem o poder! abraço

    ResponderExcluir
  8. Oi Jean, seja bem-vindo. Você me fez lembrar seu Zé que, sempre bem "caneado", gostava de conversar comigo porque ele dizia que só um maluco pode entender outro maluco. Fico feliz quando vocês me dizem que deram boas risadas com meus desabafos. Venha sempre. Toda PAZ e LUZ num grande abraço.

    ResponderExcluir
  9. posso postar seu link nos meus posts???...ou como faço para deixar seu blog visível em minha página inicial?...gostaria de mostrar para quem se interessa...de onde consigo boas influências! abraço

    ResponderExcluir
  10. Meu querido Jean, sempre bem-vindo, a casa é sua, pode dispor do material que quiser. Sou grato. Quanto ao modo de divulgar eu confesso que não domino muito bem estas técnicas. Melhor pedir conselho a quem entende do assunto. Um forte abraço pleno de novas crenças e escolhas amorosas para o seu bem e o bem de todos. TODA PAZ e TODA LUZ.

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails