O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Reptilianos por eles mesmos?

Dizem que onde há fumaça é porque lá está pegando fogo. Nibiru, Elenin
há um trambolho espacial vindo aí em nossa direção... A tal de "elite" já tratou de cavar seus buracos e vai se enterrar deixando a senzala aqui do lado de fora ao Deus dará... A cada 3500 anos eles pregam esta peça aos seus senzalados.

Para onde estão nos levando como gado, ou um rebanho de ovelhas ao holocausto em religioso sacrifício a um deus inexistente?

Por mais imaginação que possamos desfrutar em nossa existência, doutrinados somos todos a obedecer e acreditar nos "mais velhos", nas "autoridades" e "especialistas", no "low talk and a big stick" dos capatazes desta e de todas as casas grandes mundo a fora, mas fica sempre um ponto de interrogação... 

São estes, os mesmos terroristas e carcereiros das doutrinações torturadoras os que sustentam este sistema inumano, alienígena, corrupto, psicopata, pedófilo, antropofágico e desde sempre escravagista. Não admitem "contrários". Adoram uma rebelião, uma oportunidade reptiliana de exercerem sua adorada pancadaria sobre os insurretos em permanente sangueira da qual se alimentam, principalmente a das crianças.

Milenarmente se alimentam  disso estes alienígenas extraterrestres...

Por que uns parecem saber mais sobre certas verdades e mentiras do que outros?

Quer esconder uma verdade?  Ponha na cara e dê-lhe um hollyoodiano ar de mentira e ficção; de impossível e de pecaminosa especulação. É garantido.

Por que nos querem sempre endividados, assustados e infantilizados? Por que nos querem prisioneiros do labirinto cibernético do nada, preocupados com o que vamos ter para comer, distraídos com celulares e outras barulhentas bugigangas, drogados, assistindo novelas ou correndo atrás de uma bola?

Ponha-se uma vida inteira cadeirante diante da maldita televisão, em doutrinação contínua da hora em que acorda até quando "dorme", desde a barriga da mãe, e está garantida a obediência e os bons serviços da escravaria ideal, aquela que não sabe a verdade sobre de onde veio, quem é e para onde está indo, sendo levada... Não precisa nem de antolhos...

Sentiu o peso deste; "Sente-se uma vida inteira, desde a infância, diante de um aparelho de televisão que substitui todas as suas necessidades de ser pela "urgente" necessidade de ter..." 

O resto é com cada um de vocês, tirem suas conclusões, eu já tirei as minhas.

Bendita seja esta Internet, sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato.










Carregado por MetalApe em 14 de Mai de 2007


And here the "Mother" (well the real mother is probably "Metropolis") of all Science Fiction Movie Special Visual Effects: Stanley Kubricks "2001 - A Space Odysee" from 1968. All seen here is of course handmade. All photographic effects, no CGI. And all SFX Scenes from the Movie are cut toghether in full length and in chronological order.


The Music in PART2of4 at 1:20 and 6:42 is right out of the Movie. Gayane Ballet Suite (Adagio) Aram Khachaturian. You should find it on the Originial Movie Soundtrack. It was also used "extracted" in the ALIENS Movie!


Because it's more than 36 Minutes of FX, including the "changing Dimensions" FX, i had to split in into 4 parts. And don't adjust your volume when there's nothing to hear. It's meant that way ;)
Quote Stanley Kubrick (source:Wikipedia): "I tried to create a visual experience, one that bypasses verbalized pigeonholing and directly penetrates the subconscious with an emotional and philosophic content. I intended the film to be an intensely subjective experience that reaches the viewer at an inner level of consciousness, just as music does; to „explain" a Beethoven symphony would be to emasculate it by erecting an artificial barrier between conception and appreciation. You're free to speculate as you wish about the philosophical and allegorical meaning of the film -- and such speculation is one indication that it has succeeded in gripping the audience at a deep level -- but I don't want to spell out a verbal road map for 2001 that every viewer will feel obligated to pursue or else fear he's missed the point."
Stanley Kubrick 1922 - 1999.

Sir Arthur Charles Clarke, mais conhecido como Arthur C. Clarke (Minehead, 16 de dezembro de 1917Colombo, 19 de março de 2008) foi um escritor e inventor britânico, autor de obras de divulgação científica e de ficção científica como o conto The Sentinel, que deu origem ao filme 2001: Uma Odisséia no Espaço e o premiado Encontro com Rama.

Desde pequeno mostrou sua fascinação pela astronomia, a ponto de, utilizando um telescópio caseiro, desenhar um mapa da Lua. Durante a Segunda Guerra Mundial, serviu na Royal Air Force (Força Aérea Real britânica) como especialista em radares, envolvendo-se no desenvolvimento de um sistema de defesa por radar, sendo uma peça importante do êxito na batalha da Inglaterra. Depois, estudou Física e Matemática no King's College de Londres.
Talvez sua contribuição de maior importância seja o conceito de satélite geoestacionário como futura ferramenta para desenvolver as telecomunicações. Ele propôs essa idéia em um artigo científico intitulado "Can Rocket Stations Give Worldwide Radio Coverage?", publicado na revista Wireless World em Outubro de 1945. A órbita geoestacionária também é conhecida, desde então, como órbita Clarke.
Em 1956 mudou a sua residência para Colombo, no Sri Lanka (antigo Ceilão), em parte devido a seu interesse pela fotografia e exploração submarina, onde permaneceu até à sua morte em 2008.
Teve dois de seus romances levados ao cinema, 2001: Uma Odisséia no Espaço(br) / 2001: Odisseia no Espaço(pt) dirigido por Stanley Kubrick (1968) e 2010: O ano em que faremos contato(br) / 2010: O Ano do Contacto(pt) dirigido por Peter Hyams (1984), sendo o primeiro considerado um ícone tão importante da ficção científica mundial que especialistas lhe atribuem forte influência sobre a maioria dos filmes do gênero que lhe sucederam.
Também em reconhecimento a Clarke, o asteróide 4923 foi batizado com seu nome, assim como uma espécie de dinossauro Ceratopsiano, o Serendipaceratops arthurclarkei, descoberto em Inverloch, Austrália.
Em 1998 Arthur Clarke foi descrito pelo tablóide inglês Sunday Mirror como um octogenário fortemente atraído por crianças. Na época, Clarke morava no Sri Lanka, país famoso pela complacência diante da exploração sexual de menores, e onde morou até morrer. A denúncia, publicada um dia antes da chegada do príncipe Charles ao país, que foi colônia britânica, jamais ficou provada. Ainda assim, Arthur Clarke, que seria condecorado com o título de cavaleiro do império, perdeu o direito à honraria e passou pelo constrangimento de ser informado de que o príncipe não compareceria a um encontro marcado com ele. [1] A acusação foi investigada e posteriormente desfeita. Durante as investigações a polícia de Colombo solicitou as fitas em que o Mirror baseou sua reportagem, mas elas jamais foram entregues ou exibidas. Segundo o Daily Telegraph [2] o Sunday Mirror publicou um pedido público de desculpas ao escritor em maio de 2000. O direito ao título de cavaleiro da ordem do Império Britânico foi devidamente restabelecido e concedido. (fonte)

Veja também
http://pt.wikipedia.org/wiki/Arthur_C._Clarke
http://en.wikipedia.org/wiki/The_Fountains_of_Paradise
http://en.wikipedia.org/wiki/Arthur_C._Clarke

2 comentários:

  1. [Milenarmente se alimentam disso estes alienígenas extraterrestres...]


    Caro Luiz, se extraterrestres cá chegassem não tinham necessidade de nós para nada, tal seria a diferença tecnológica entre as duas civilizações.

    Esta conversa sobre extraterrestres não nos afastará a atenção dos verdadeiros inimigos: o Grande Dinheiro e os seus lacaios?

    ResponderExcluir
  2. Caro Diogo, se estes escravagistas são extraterrestres ou não pouco importa, em verdade humanos certamente não são.

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails