O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Diante do eloquente silencio da Justiça ausente, está avançado o projeto "deles". Há uma conspiração.


Quem cala consente?

Diante do eloquente silencio da Justiça ausente, há uma conspiração. 
Fratricidas querem por que querem as sempre lucrativas guerras. Saqueadores usurpam "o poder" enquanto debocham da humanide. 

É o Karma do mundo, o "cloud atlas", "o mapa das nuvens", ou como no sedutor "O Destino de Júpiter", dos irmãos Andy e Lana Wachowski da trilogia "Matrix" publicada em 21 de maio de 1999 no Brasil.

A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, inadiável e intransferível. Estou firme na certeza que outros infinitos mundos também esperam por essas nossas quânticas responsáveis faxinantes novas atitudes. Diante do comentário síntese, definitivo, da Maria, só me restou publica-lo à revelia, com afeto e com urgência... 

Só podemos concluir que chegou a nossa vez... 


    6 comentários:
  1.  Aldo Luiz Fonseca  25.5.16
    Caro Max, enquanto preocupados com exterminadoras "bombas", já chove o terrorista exterminador do futuro silencioso bombardeio sobre todos nós. Imagina o que não perdemos por esperar?

    https://caminhoalternativo.wordpress.com/2016/05/24/argentina-wall-street-na-casa-rosada/

    Na paz da gratidão.

  2. maria  25.5.16
    Negar que estejamos em pleno curso de uma guerra planetária me parece indiscutível. Porém quanto ao uso efetivo de bombas atômicas de largo efeito, ou seja, aquelas disponíveis hoje, capazes de rebentar com vastos territórios e correr o risco de acabar com a vida no planeta, isso jamais. Os 5% dos mais ricos do planeta jamais colocarão em risco as belezas que usufruem no planeta terra e deixar terra arrasada para seus herdeiros. Lhes interessa o domínio total dos recursos e a submissão absoluta da parte da humanidade que seria interessante deixar viver. Para isso uma das estratégias básicas da guerra em curso e que continuará e se acentuará é o medo, o pavor das bombas atômicas e consequentes danos irreversíveis. Então, na medida das conveniências dos podres poderes de mando e dominação, o uso de pequenas doses de energia atômica como máquina de guerra e seu efetivo uso se fará sentir...e brevemente segundo os últimos cálculos da minha "bola de cristal". Até porque a besta Trump ou a besta Hilária dela farão uso em seus longos mandatos no império do caos. Mas a morte de todos nós que nos chamamos humanos, essa será muito mais lenta e dolorosa que uma grande explosão nuclear. Será pela fome, pela falta de água potável, escassez de solo vivo, guerra climática (produção artificial de cataclismas em zonas selecionadas), poluição irreversível dos oceanos, deslocamentos forçados em massa, degradação psíquica e moral, terrorismos vários, envenenamento por drogas legais (medicamentos) e ilegais, doenças produzidas por fármacos, vacinas e que tais introduzidas em zonas selecionadas e com posterior perda de controle, genocídios e suicídios em massa. Creio que os tataranetos dos leitores terão preferido uma morte mais rápida causada por uma bomba atômica.

    1. Maria, na paz da gratidão. Peço sua autorização para publicar este seu (definitivo) comentário em meu modesto conspiranóico blogue. Coisas de um amoroso velho quixote...
    2. Sinto muito, sou grato.
    3. Vejamos...


      Está avançada a implantação do projeto deles... 


        Na paz da gratidão ao Infinito.
        Inté!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails