O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

sexta-feira, 18 de março de 2016

De golpe em golpe. "Sofies Verden".



 Sofies Verden 

“(...) Sofia entendeu que o filósofo tinha razão. Os adultos achavam o mundo uma coisa evidente. Dormiam para sempre o sono encantado do cotidiano.”

__ Você apenas se habituou tanto com o mundo que ele não surpreende mais você. – disse.

__Desculpe, mas não estou entendendo nada.

__Estou dizendo que você se acostumou demais com o mundo. Em outras palavras, que você está totalmente tapada.

__Veja lá como fala comigo, Sofia. (...)”
Trecho do diálogo de Sofia com a mãe, em “O mundo de Sofia”, romance da filosofia, (o filme, difícil de fazer, também é muito bom de assistir) é do norueguês Jostein Gaarder.

Como é possível não estarmos perplexos, estarrecidos com o grau (severíssimo) de lavagem cerebral de cidadãos transformados em fratricidas zumbis exterminadores do futuro ao longo desses 40 anos. Transformaram seres humanos em animais de combate. 

Uma lavagem cerebral para aceitação do fratricídio. Um estado esquiso paranóide permanente exultando o fratricídio em nome de uma pseudo liberdade inoculada pela televisão vinte e quatro horas por dia. A onipresente corrompendo corações e mentes para que façam o serviço sujo da eugenia e depopulação. 

É onde estamos, divide para escravizar: antes do "Cortem-lhes as cabeças" é o "Matai-vos uns aos outros".

Quem lucra com tudo isso se não as "realezas" proprietárias desse (i)mundo de máfias de corporações secretas? Aquelas e aqueles que publicaram a doutrina Monroe. A frase que resume a doutrina é: "América para os americanos". Leiamos "invisível" Inglaterra, o famoso reino unido mexendo seu "big stick". Então, decidiram que a hora chegou .

Edição de 18 de março de 1964

Avançam a agenda vampira do (camufladíssimo) 4º reich já em adiantado estado de implantação (mundial).

Não esqueçamos que os cientistas nazistas, ao final da 2ª guerra, foram todos recebidos de braços abertos pelos americanos e, Falkland (Malvinas) e Guantánamo continua lá, firmes e fortes...
As táticas são as mesmas do 3º reich, o bom e velho modelo do Dr Goebbels.

São Paulo, 18 de março de 2016 em defesa da democracia.
Vamos em frente; avante!



Cuidem-se bem! 
Inté!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails