O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Wihlem Reich, orgone, e Dr Hamer fala do seu novo livro 'Mein Studentenmädchen, a mágica melodia arcaica.


Dedico esta postagem ao meu querido médico Dr. Eduardo Almeida.

Todos somos reflexas realidades paralelas...

Wilhelm Reich in his mid-twenties.JPGEsta postagem, uma inspiração da minha Fada do Bosque, é homenagem ao Dr. Wihlem Reich por sua amorosa brilhante contribuição para nossa libertação. O descobrimento da Energia Orgone e a Cura. Eu estava em 1965 quando ouvi falar pela primeira vez. Conservo alguns livros seus.  

Vos amo e sou grato.



E, de passagem, sempre atentos, conheçamos também o Dr. Hamer.

Entonces..., confiramos.



Dr Hamer habla de su nuevo libro 'Mein Studentenmädchen, la mágica melodía arcaica'




Mis queridos pacientes:

Hoy os ofrezco un regalo de los dioses: “Mein Studentenmädchen”, la canción original, que se encuentra en el libro “Die Archaischen Melodien” (“Las melodías arcaicas”), y que podéis descargaros gratuitamente para que todos podáis beneficiaros de ella.

Sin embargo, queda prohibido darle un uso comercial. Aquellos que deseen comprar el audio CD pueden hacerlo únicamente en mi casa editorial (Amici-di-Dirk - Ediciones de la Nueva Medicina, S.L. en España, www.amici-di-dirk.com (tienda online).

“Mein Studentenmädchen” es una pequeña canción de amor que escribí y compuse para mi esposa en 1976, con ocasión del 20º aniversario de nuestro amor, es decir, 5 años antes de que descubriera la Germanica Heilkunde (Germánica Nueva Medicina) en 1981. Desde entonces, este descubrimiento había permanecido dormido durante 30 años, casi como la bella durmiente.

En 2006, cuando “Mein Studentenmädchen” emergió de su prolongado sueño, nos dimos cuenta de que precedía al mayor descubrimiento de la historia de la humanidad, la Germanica Heilkunde, en 5 años, sin que ni siquiera me hubiera dado cuenta. Representa el prototipo o arquetipo de toda la música clásica de nuestros grandes y antiguos maestros, y al mismo tiempo, el prototipo o arquetipo de la Germanica Heilkunde. Esto parece ser el origen del misterio terapéutico inherente a “Mein Studentenmädchen”. ¡Eso es lo que la hace única! Es como una llave que permitiera abrir todas las puertas.

Descubrimos esta dimensión terapéutica gracias a una niña austríaca de 7 años que desde hacía meses padecía una enfermedad crónica, con gran desesperación de sus padres. La niña le pidió prestado a su padre “Mein Studentenmädchen”, y la escuchó sin parar durante varios días y varias noches.

Aparentemente, había elegido de forma instintiva aquello que le iba bien, ya que al cabo de tres días y tres noches, la niña había recuperado la salud, ante la tremenda sorpresa de sus padres, porque llevaba enferma desde hacía meses.

Desde entonces hemos recopilado cientos de casos parecidos, y constatado sin excepción el mismo fenómeno.

“Mein Studentenmädchen” produce un efecto que se manifi esta, como todo el conjunto de la Germanica Heilkunde, a tres niveles: psíquico, cerebral y orgánico.

La canción puede descargarse en este enlace.
http://universitatsandefjord.com/DOWN...




Entonces, mal traduzindo...

Dr Hamer fala sobre seu novo livro "Mein Studentenmädchen, a melodia mágica arcaica".



Meus queridos pacientes:

Hoje, ofereço-te um presente dos deuses: "Mein Studentenmadchen", a canção original, que é encontrada no livro "Die Archaischen Melodien" ("melodias arcaicas"), e que você pode baixar de graça, para que toda a gente pode tirar vantagem disso.

No entanto, proibido o uso comercial. Aqueles que desejam comprar o CD de áudio podem fazer tão somente na minha casa publicando (Amici-di-Dirk - edições da nova medicina, S.L. em Espanha, a www.amici-di-dirk.com (loja online).

"Mein Studentenmädchen" é uma canção de amor pequeno que escreveu e compôs para minha esposa, em 1976, por ocasião do 20º aniversário do nosso amor, ou seja, 5 anos antes de eu descobri o Heilkunde Germanica (nova medicina germânica) em 1981. Desde então, esta descoberta tinha dormido há 30 anos, quase como a bela adormecida.

Em 2006, quando "Mein Studentenmädchen" emergiu de seu longo sono, percebemos que precedeu a maior descoberta da história da humanidade, o Organon germânica, em 5 anos, a menos que eu não tinha percebido. Representa o protótipo ou arquétipo de toda música clássica dos nossos grandes e velhos mestres e ao mesmo tempo, o protótipo ou arquétipo do Organon germânica. 

Esta parece ser a origem do mistério terapêutico inerente "Mein Studentenmädchen". Isso é o que o torna único! É como uma chave que abriria todas as portas.

Descobrimos esta terapia de dimensão graças a uma menina austríaca de 7 anos para meses sofridas de uma doença crônica, com grande desespero de seus pais. A menina pediu emprestada a seu pai de "Mein Studentenmädchen" e ouvi-lo sem parar durante vários dias e várias noites.

Aparentemente, ele tinha escolhido instintivamente o que estava a correr bem, uma vez que ao final de três dias e três noites, a garota tinha recuperado a saúde, para a enorme surpresa de seus pais, porque ela estava doente há meses.

Desde então nós compilamos centenas de casos semelhantes e sem exceção encontrado o mesmo fenômeno.

"Mein Studentenmädchen" produz um efeito que é só, como toda a Organon germânica, em três níveis: mental, cerebral e orgânico.

"Mein Studentenmädchen, a melodia mágica arcaica".



Somos o que não desejamos ser...
Atrairemos para a nossa vida aquilo em que acreditamos profundamente. 

Nada como tropeçar numa pedra do caminho.
Sou grato pela presença neste 2015.

Dedico esta postagem ao meu querido médico Dr. Eduardo Almeida.

Inté!


2 comentários:

  1. Aldíssimo do meu coração!!

    Como Mago da Luz pleiadiano, poeta e pintor de realidades, agradeço sempre por existir aqui e agora, nesta dimensão. Que os Elementos o guiem, que a Harmonia o acompanhe e que o Amor em si se entrelace e emaranhe.

    Aceite o abraço de uma pequena fada que o tem no coração, sempre... neste labirinto do nada.

    Eternamente grata.

    Com muito amor e carinho e pétalas de rosa perfumadas.
    Um eterno abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre grato com muito amor e carinhosas rosas rosas perfumadas.
      Um eterno abraço

      Excluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails