O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

domingo, 20 de setembro de 2015

E então subcomandante Marcos ?!


Pois então!?

Meu primeiro computador veio em 1996. 2 gigas de HD, 64 de memória ram, disquete de 1 mega. Internet à manivela ou lenha... Windows 96. Foi o computador mais caro do mundo, presente de meu filho Juliano que pagou a perder de vista com juros altíssimo. Coisa de banqueiros. E eu querendo fazer capas de disco com estes recursos... E fiz, à duras penas, mas fiz.

Enfim, me conformei quando meu querido amigo Eduardo Campos de Moura, um santo, excelente artista na computação gráfica, na pintura e no desenho,  em uma de suas primeiras aulas de corel draw (o cara é o rei dos atalhos) me dizia; "O computador veio para resolver os problemas que nós não tínhamos." Coisa de banqueiros.

Esta "história" de computador se deu com sofreguidão por causa duma fotografia do Subcomandante Marcos sentado em seu cavalo com um "leptop" no colo. Não encontrei esta foto famosa. 

Lá estava um guerreiro índio subcomandante em seu cavalo, sustentando no colo as rédeas e um "leptop"...

Mas, foi ali, olhando aquela fotografia épica, que escolhi retornar ao mundo real. 

Ainda não sabia que assumiria esse posto de "amanagé re". Isso veio no 2009. Em um sonho onde recebi a ordem para trocar o nome do blogue de Ho'oponopono para infinitoaldoluizamanagé ré.

No escuro, quando rabisquei o nome  que supus entender não imaginava que fosse tupi guarani. À partir daí as visitas começaram a subir, de 30 para 300 por dia, em média. E o jogo segue...

Sou grato a todos os que por aqui passam, mesmo aos que, por qualquer razão, não se agradam das minhas visões do mundo em que estamos. Somos todos espelhos do Tudo. Enquanto o Tudo nos espelha...

"O líder da guerrilha mexicana Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN), o misterioso subcomandante Marcos, anunciou neste domingo que deixa a liderança do movimento armado devido a "mudanças internas".
Marcos disse que a decisão não se deve a um problema de saúde, como chegou a ser avançado por alguns jornais mexicanos. "A substituição no comando não se dá por doença, ou morte, nem por disputa, ou 'purga'", disse o comandante, citado pela AFP. "Deve-se "às mudanças internas que o EZLN tem estado a fazer e ainda está". 
O Exército Zapatista foi criado em 1994 no estado de Chiapas - um dos mais pobres do México - com o objectivo de defender os direitos da população indígena. 
A última vez que o líder histórico do EZLN foi visto em público, diz o jornal mexicano El Universal, foi na homenagem a José Luis Solís 
López, conhecido por "Galeano", morto no dia 2 de Maio em La Realidad, Chiapas, durante um confronto com homens da Central Independiente de Obreros Agrícolas y Campesinos, uma organização de defesa dos direitos dos camponeses.
Há cinco anos que não era visto, desde que apareceu numas festas populares em San Cristóbal de Las Casas, em 2009. Estava acompanhado pelo sub-comandante Moisés, outro chefe militar do Exército Zapatista. (Fonte)

 Caprichemos nas faxinantes pesquisas conscientes e
sejamos sempre gratos a tudo, inclusive, e, principalmente, 
à esta bendita Internet.


Inté!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails