O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

COMO ERA GOSTOSO O MEU FRANCÊS ou o CHARLIE HEBDO çà né marche pas infinito!



La Marseillaise 
"Allons enfants de la Patrie, 
Avante, filhos da Pátria,
Le jour de gloire est arrivé! 
O dia da Glória chegou!
Contre nous de la tyrannie, 
Contra nós da tirania,
L'étendard sanglant est levé, (bis)
 O estandarte ensanguentado se ergueu.(bis)
Entendez-vous dans les campagnes
 Ouvis nos campos
Mugir ces féroces soldats? 
Rugir esses ferozes soldados?
Ils viennent jusque dans vos bras 
Vêm eles até os vossos braços
Égorger vos fils, vos compagnes! 
Degolar vossos filhos, vossas mulheres!

Aux armes, citoyens, 
Às armas, cidadãos,
Formez vos bataillons, 
Formai vossos batalhões,
Marchons, marchons! 
Marchemos, marchemos!
Qu'un sang impur 
Que um sangue impuro
Abreuve nos sillons! 
Banhe o nosso solo!" 
(...)

Meu pai gostava e me ensinava o francês que aprendera na França aos seus onze anos. Gostávamos do som da língua. A francesa. A Madame (apelido), amiga de papai, era belga, carregava no batom, no salto alto, e no sotaque.

"Çà né marche pas!"

Bacana! Sou do pós 2ª guerra mundial e o maior atentado terrorista da História da (des)humanidade. Pensa Bem! Hiroshima e Nagasaki. O verdadeiro holocausto.

Dizem, os franceses, que se não exagerarmos não fica verdade.. A propaganda é a alma do negócio.

Então... Nada como o bom e eficiente MEDO como fio condutor de poderosíssima energia. A veia some, o indispensável sangue some das veias... O cara perde a consciência... Aceita qualquer oferta que "salve" sua "vida". Este programa atende pelo nome de  CORRUPÇÃO. 



O "encardido" tomou conta da boca, da banca e do jogo. negocia com unidades prisionais. Por isso mais de 800 campos de concentração só nos USA. Agora é a vez da aldeia gaulesa. Se cuida Asterix! A deusa Taligada! O resto da encenação é um enorme abrir e fechar de pernas, digo, válvulas. Administração de fluxo.

Austeridade nos negócios, tudo tem um preço. Valor de uso e valor de troca. O ócio sem dignidade é um dos mais caros. Coisa de gangsteres. Cartões de crédito e chips... Quem controla a informação controla o jogo. "Erguem e destroem coisas belas."  Manda quem tem as armas...

Tudo é energia. Movimento. Transcendência. O Universo é infinito e está em expansão. Dinheiro é mercadoria, energia, poder, e "tudo é coisa", brinquedos. Jogos. Abundancia. Energia. Manipulação. Viciosa. Manipula a ação. Enérgica/mente. Relho no lombo.

Dor. Terror. Tortura. Horror... A guerra é um enorme excelente ótimo negócio. Nojento! Só precisa saber administrar. A energia criativa... O Deus... Os Deuses... Escravagistas. "Camorras" extraterrestres e todas as mafiosidades. Lixos do luxo. Desde antes de Sodoma e Gomorra, desde antes de Adão e Eva. Agora e sempre em nova embalagem

O mais do alienígena cada vez mais do mesmo. Animais. Tudo é coisa. Inumanos. Especialistas em escravagismo. Desumanos. Profissionais. A alma do grande bom negócio. Semi deuses. É como contratar veterinário e geneticista para melhorar o plantel.


Já pensaram que fantástica capacidade de escravização desses, sempre "em nova embalagem", quinhentos milhões que sobrarem?


"Çà né marche pas!?"

O jogo segue feroz. Salvem nossas almas! Sauver nos âmes! Assim não vai, mermo! Ou será que já foi? Ou será que sempre foi e só agora é que tomamos consciência? Mas quem se importa? A fila tem que andar. Bendita Internet. Pensa comigo se não é vital faxinarmos estas, essas e aquelas memórias que nos impedem viver no presente.

A implantação da "Guantánamo" planetária segue incólume com sua "nova"ordem mundial. O 4º Reich do Imperador Ming e ninguém quer brincar de Flash Gordon. Rastros químicos, haarps, gripres, vírus, tudo geneticamente modificados como são também os "alimentos" que adoecem e as pessoas que estupidificam e matam lentamente. 


Escravidão é a perda imediata do seu livre arbítrio.

Ou vice versa.

  Poparaprapensá. Tempressa não; nóis inspera ocês... 

Vous pouvez penser, je l'espère...


Uma espécie de juros sobre juros sobre a tal de "mais valia". Manipulação. Genética. Milenar. Velho como religiosidade e religião. Como vocês acham que foram feitos, digo, programados? 

Escravizados como burros de moinho tornou-se universal. Aceitamos como verdade tudo que vem pela onisciente TV, o oráculo da deusa Taligada. A men, amém, amem, A  mãe, A mulher,  o feminino de deus, o feminino do deus. Dos deuses...

Todas as televisões deste mundo estão oni-presentemente ligadas. 


Quem controla a informação controla o jogo. 


Desde o ninho dos dragões, do leões, do ursos, lagartos ou da serpentes. Um zoológico. Só de aliens são mais de sessenta. O universo é infinito e se expande. Inter. "Inner". Dentro. De dans, À l'intérieur. A "aldeia global" é a teia global. A pegajosa globalização Dr Zrkov já com quatro safenas e dois transplantes não ouve nem escuta ninguém, mas, garante que ignorância, "matar matar""papel pega moscas" funciona e é, são, o grande e ótimo negócio.

Nero's fields forever... 
Champs de Neros pour toujours

E assim, vejamos bem, desde Nero e muito antes, ELES, os forever secrets, né grande sambista Dom Mussum? Ô Antônio Carlos!  Os das "forevis" casas grandes, vão nos engabelando "forevis and ever" enquanto nos robotizam, abusam, torturam e então nos devoram. Desprezam os senzalados que escravizam. Nojo lato senso e estrito senso sem a licença dos Caetanos Velosos. 

Onzes de setembros trans. O joio transgênico sendo separado do trigo transgênico e todas as bombas pertencem as casas grandes. Aos senhores, de escravos e das guerras para controle das senzalas. Espiritualidade genocida. Disputam os territórios do próximo império. O tal, o de mil anos. Guerras nas estrelas. Briga de cachorros grandes. Casa grande e senzala. Eugenias,  extermínios, depopulações, genocídios. Cheiro de carne podre. Gostam do cheiro das carnes queimadas. Holocaustos. Um chiqueiro infernal.

A nave mãe segue seu destino trans... "Os tempos chegaram." É a nova ordem escravagista mundial limpando o casco e os porões da velha, agora em nova embalagem, Arca de Noé.
"Quand ça ne marche pas, nous essayons de discuter,de jouer le rôle d'un médiateur ou d'un arbitre, ou encore de négocier afin de régler le problème."
« Je n'ai pas décidé quoi que ce soit », a-t-il déclaré. "Ce conflit ou quelle qu'elle soit, a l'issue de la bataille entre mes deux esprits. Chacun d'entre nous, les humains, a deux esprits. L'un d'eux est entièrement notre et nous parle d'une voix qui murmure et qui nous apporte toujours commander, intégrité, but. L'autre est une installation alien. Elle apporte nous, conflit de prétentions égoïstes, le doute, le désespoir ". 
Don Juan.

Como burros de moinhos. O que eu e vocês não conhecemos não existe. 
CHARLIE HEBDO, uma revista... Um pasquim. É chocante, né não!? E os olhos não vendo o coração não sente. Sabe o que é ou o que significa BAGA? Ou NIGÉRIA? Sabe se isto existe?

Só se vê bem com o coração? Feliz ano novo para todos agora e infinitamente, caprichem nas horas extras do faxinamento. O divino Universo, o quantum satis das quânticas memórias, o Deus, agradece. 

Sinto muito, me perdoem, os amo, sou grato. O jogo continua. Cabra cega!? Consciência! Segue o jogo... Não permitamos que elementos superficiais nos distraiam dos nossos verdadeiros objetivos. Concentremo-nos no agora infinito, sigamos adiante e perceberemos, no final das contas, que tínhamos, sempre tivemos e teremos, a faca e os queijos nas mãos.



Sempre grato pela visita. 
Todos.
Fiquem bem. 
Bem espertos. 
Inté!


Experimentem pesquisar mais - O jogo-- O jogo-2 - O jogo-3 - O jogo-4

3 comentários:

  1. Grande Aldo!
    Percebo que estás com a faxina avançada e de vento em popa!
    As vezes penso que não existe mais vida (cerebral) no mundo, mas eis que me aparece tu e seus textos para me lembrar que a faxina deve continuar ad infinitum. Bendita internet!!!
    Esse primeiro texto do suposto início de ano está duca!
    Com relação a La Marseillaise me espantou ver que é algo mais demente do que eu imaginava, mas o que esperar dos bastilhantes republicanos?
    A impressão que fica é que quem escreveu tal obra nasceu na praça pigalle de uma constipação uterina-intestina!
    Como diria Charles hebdo, digo, degaulle endossado pelo pierre trudeau da colônia francocanadense fundada por joão, John ou Zuan, todos cabotos e cabotinamente italiano,: ce pays n'est pas un pays sérieux
    O melhor é sair a francesa sem nem puxar a descarga, pois os lideres europeus nesse dia 11 declararam que chegou a hora de fechar as fronteiras e a internet!!
    A batata quente vai fritar como chips!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super Vapera.

      Prazer em rele-lo; também foi muito bom testar meu fôlego neste seu texto sobre psicopatas, bostonaros e cias... Camorras fiosas muito bem pagas ao o infinito desserviço sujo para o bem da escravidão da cretinizada humanidade. A casa grande segue as gargalhadas com esta estorinha de je suis crétin. Jesu is. Nous somme..
      "O melhor é sair a francesa sem nem puxar a descarga, pois os lideres europeus nesse dia 11 declararam que chegou a hora de fechar as fronteiras e a internet!!
      A batata quente vai fritar como chips!!"

      Esqueceram de avisar ao Charles que a beira é lisa, ou será que o gajo era tão estúpido assim?

      Excluir
  2. Grande Aldo,
    Nòs que sabemos que a borda é lisa, criamos ventosas como lagartixas e agradecemos às pererecas por elas também terem ventosas, que nos segurem amorosamente!! :-D
    "je suis crétin. Jesu is. Nous somme.." Gargalhemos com a casa grande!
    De chips em chips acabaremos decobrindo que quem inventou a batata frita era belga! :-D

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails