O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

domingo, 6 de abril de 2014

Um domingo de resposta em abraços.


Infinito Aldo Luiz


Gratidão e abraços.

No céu é sempre domingo. E a gente não tem outra coisa a fazer senão ouvir os chatos. E lá é ainda pior que aqui, pois se trata dos chatos de todas as épocas do mundo.
-- Mario Quintana

Outra dele

"A vida é arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida.

Caríssimas(os), Ana e Fada.

Os domingos (domingo- s.m. O primeiro dia da semana, consagrado pelo cristianismo ao descanso e à oração.) deviam ser dias não de missas e futebol e outras "crenças" criancices. Os domingos deviam ser dias de abraços, amorosos, curativos, perdoadores, transcendenta/dores, cheios de sol...

Domingos deviam ser todos os dias da semana. Deviam ser semanas de domingos abraços, beijos, carinhos e perdões inteligentes. E dos ignorantes domingos também, para que se transcendessem em inteligentes infinitos abraços em estelares domingos de expansão garantindo a eternidade do universo abraçado.

Reconhecer (-se) em cada um, um irmão de carinhoso abraçar por mais distante que fosse a estrela de onde viesse, seria transformar o universo num lugar sem sombras de dúvidas de qualquer espécie ou natureza.

Talvez, se isso for possível, chegaremos ao dia do luminoso abraço transcendental infinito em expansão, e talvez seja, a única possibilidade do Criador do tudo e todos dizer: "Agora posso ir descansar em paz, este meu projeto está terminado, vou pensar outra coisa inacreditável..."

Fada e Fadas, Helena e Helenas, Ana e Anas, Maras e Renatas Reginas, Maria e Marias, Angélica e Angélicas, todos os Magos e todos os Bruxos, Anjos, velhos Aldos e heroicos guerreiros Luizes, cada qual com seu admirável maravilhoso cada um, sou gratíssimo por reencontra-los nestes tantos caminhos e reconhece-los nesta minha encarnação vitoriosa. Sintam-se aldìssimamente reconhecidos, queridos e abraçados. Todas as divinas rosas, à vocês partes de mim, será sempre infinitamente pouco para expressar minha gratidão. Sinto muito, me perdoem, os amo, sou grato.

Muito grato mermo!



4 comentários:

  1. Querido amigo Pajé, querida Fada, querida pessoa que vier...

    O que dizer, amados?! Gratidão pelo Amor, pelo zelo e delicadeza do instante, da celebração, do encontro, de tantos encontros. E que esse amoroso desejo seja uma premonição:

    "Domingos deviam ser todos os dias da semana. Deviam ser semanas de domingos abraços, beijos, carinhos e perdões inteligentes. E dos ignorantes domingos também, para que se transcendessem em inteligentes infinitos abraços em estelares domingos de expansão garantindo a eternidade do universo abraçado."

    Fiquemos então com o encontro, com a beleza da canção, com a Poesia, a essência encantadora de todas as criaturas!

    Abraços, beijos e flores domingueiras colorindo até à eternidade.

    ResponderExcluir
  2. Querido Aldo, querida Ana e todos os ouros que vieram,

    A gratidão é da minha parte. Sinto-me muito prendada por tê-los como amigos... amigos infinitos que estão em perfeita ressonância com o Universo.
    Fiquemos então com o encontro, com a beleza da canção, com a Poesia, a essência encantadora de todas as criaturas!
    Aldo, foi muito bom ficar consigo em conversa directa, soube foi a pouco!...:) e espero que o mesmo venha a acontecer com a Ana para que possa ouvir também a sua doce voz.

    Um abraço do tamanho do Mundo.
    Sempre atenta, embora de quando em vez, atrasada.

    ResponderExcluir
  3. Queridas(os) amigas(os), Sintam-se aldìssimamente reconhecidos, queridos e abraçados. Todas as divinas rosas, à vocês partes de mim, será sempre infinitamente pouco para expressar minha gratidão. Sinto muito, me perdoem, os amo, sou grato.

    E, por pensar em "atrasada"... O Agora nunca é tarde morando à beira de um brejo que me dá muitas alegrias em sol, lua, ventos, pássaros, plantas e enorme variedade de "admiráveis" animais silvestres. Né Fantástico!?

    ResponderExcluir
  4. Querida Fada e querido Aldo
    A voz, ouvir a voz... ouvir a mente e o coração!
    Claro que sim! Encontrar é bom, reunir é bom, falar, ouvir, sentir... Tão bom!
    Aldo, você faz a ponte?! Aguardando e enquanto isso...
    https://www.youtube.com/watch?v=-tkSFVagWeA
    Beijos e flores nessa primavera que realmente começa a se fazer presente.

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails