O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Acordar ou continuar dormindo?


"Pílulas de sabedoria". Vermelhas ou azuis?  Era um desses almanaques que foram extintos com o advento da bendita Internet. Ampliamos nossas pílulas e nossa sabedoria com este caos informativo em que nos afogam os donos desse universo infinito de sofrimento em expansão. Saber não pré estabelece conhecer a VERDADE. 

A DÚVIDA INTELIGENTE É ILUMINAÇÃO.

Daí, vem a necessária, incessante faxinação consciente destes cavalos de Troia e worms ancestralmente alimentados a cada segundo de nossas vidas aqui, embarcados, neste "wonderful world". Infinitos? Unidades prisionais. Naves mães. Mundos imundos há. As Terras são azuis? Os amores são lindos? Seres ou não seres? Qual o cardápio? Carne de vitela, humana? (Significado de Vitela s.f. Denominação que geralmente se dá à vaca com menos de um ano. No entanto, mesmo entre os criadores de gado essa denominação não é precisa. Assim, alguns consideram como sendo carne de vitela, a carne de bezerros com menos de três meses de idade. Para outros, carne de vitela é a carne de novilho, isto é, a cria com menos de um ano de idade. A carne de vitela é mais macia que a de boi e tem uma porcentagem mais baixa de gordura.)

Crenças e escolhas infinitamente... Devo ou não devo? O cobrador bate à porta. A dúvida burra é o medo travestido em luxuriosa subserviência aos baphométicos antropofágicos escravagistas ruminantes saberes.

Cada um com seu cada qual deve tomar suas decisões ao colocar os pés fora e ou dentro da cama...  A acordar ou continuar dormindo? Comer ou não comer? E tem outro jeito? Na dúvida não ultrapasse? Ser ou não ser?

Ou nos guiamos pelas Inspirações, divinas e perfeitas vindas da Fonte de onde tudo vem para onde tudo vai  infinitamente, ou nos guiamos pelas memórias escravagistas que nos mantém súcubos prisioneiros abusados no labirinto do nada. Somos Almas (aliens, alienígenas), ressonantes frequências transcendentais sutilíssimas embarcados em unidades prisionais densas e pesadas. Ignorantes do que de fato se passa. Escravizados. Os chips são para rastrear-nos nesta Guantánamo planetária "sem grades" aparentes aos cinco sentidos. Algemas invisíveis. Servem para contabilidade e controle dos estoques. Leia-se; banqueiros administrando a escassez planejada DE TUDO, inclusive dos "vivos" e dos "mortos". Alienígenas?

 Há ou não há muito mais entre o Céu e essa Terra?



Sai já não que o cachorro tá sorto. Toma um cafezim?

8 comentários:

  1. Oi querido Alldo, Mago da palavra!! :)

    O cachorro tá sorto?! também não duvido nada... coisa brava deve estar para acontecer por aí... por aqui... e tinha de ser em Brasília a descobrir isso?! Curioso! Quantas colinas tem Brasília? Sabe?

    Entretanto aguardemos, sem medo do cachorro... animal tão querido. Tenho 3 cachorras... infelizmente uma delas foi-se, eram quatro....

    Que é isso Aldo????? Dúvidas, dúvidas, dúvidas... enfim

    Eu te abraço eternamente envolta em arco-íris e às suas fadas também. Rosas, muitas rosas, muitas muiiiiiiitas ROSAS. Te Amo Sou grata! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha Fada queridíssima; que das certezas não fossem as dúvidas? Hein? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Rosas, muitas rosas, muitas muiiiiiiitas ROSAS. Te Amo Sou grato! :)

      Excluir
  2. Querido amigo Pajé, querida Fada e toda pessoa que vier...

    Hoje, ou melhor, ontem, como em muitos outros dias, levantar da cama foi um pesado exercício de rolamento como aqueles realizados com os soldados na lama obscura das florestas. Depois de rolar, enrolar e desenrolar, de súbito, levantei e, não sei por que cargas d’água, veio-me à mente o seguinte: Por que é tão difícil falar de assuntos sérios nas redes sociais?

    Mais veloz do que a pergunta, a resposta surgiu como um raio cortante: Impossível partilhar a verdade na rede da mentira! Coisa de doido isso?! Coisa de mente bombardeada por ondas eletromagnéticas de baixíssima frequência, ouvindo ruídos absurdos durante o dia e mais ainda à noite? Revelação? Sei lá, não sei… O fato é que realmente em meio a essa gigantesca onda de informações com que somos sistemática e diariamente bombardeados, corremos o risco de naufragar ou de continuar nadando para morrer na praia. Sim, é uma das estratégias dos senhores escravagistas, com seus programas e métodos escravagistas num planeta de mentes e corações escravizados.

    Caminhamos, em nossa maioria, ignorantes cercados, aprisionados e adormecidos, a tatear inutilmente por uma saída, um portal, uma porta, no entanto parece que só existem buracos, pois, quando olho para o céu, o que há é o reflexo brutal do lugar que estamos a pisar, a viver e a morrer todos os dias. Como os tempos de outrora, assim é o porvir: o que era, que é e há de vir.
    Embriagados de tanta aparente novidade, de tantas vozes e ideias; conectados por tantos fios, antenas e aparelhos, estamos em risco permanente. Assim, em vez de sermos possuidores da informação, somos por ela possuídos, derivando daí não apenas a egocêntrica vaidade - mãe de todas as quimeras -, mas também a fraqueza da acomodação e ainda a falácia de a pessoa se colocar ou ser colocada no lugar de condutor da multidão: Se estacionar vira discípulo!

    Imersos no turbilhão e por ele levados, imaginamos poder encontrar a Verdade na enxurrada de informações, sistemas estabelecidos e fórmulas prontas a que se tem acesso – um engodo e um grande risco.

    Sem dúvida, o maior risco a que estamos expostos é a perda do discernimento. Sim, de todos os riscos, o maior é a perda do discernimento, posto que desconectados da Fonte Divina e Perfeita que tão-somente se manifesta através do Ser, do silêncio, do mergulho na essência, deixamos de olhar/ver/enxergar com os olhos da alma e voltamos a cair na visão cega do condutor escravista.

    As pílulas de sabedoria são todas do Senhor da escravaria, pois, mesmo que não as tenha criado nem lhe pertençam, passam ao seu domínio, apropriando-se de todos os viventes que se contentam com aquilo que ele oferece ou permite ser oferecido. O Maior Segredo ainda reluz no interior!

    Abraços e flores frescas e vivas no jardim da Alma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Ana e querido Aldo,

      Eu apesar de tudo o que nos faz ver e apesar de em tudo ou quase concordar, tenho que dizer o que diz o Aldo: Bendita Internet!

      Sem ela eu não vos teria encontrado. Sem ela eu não teria visto o vídeo que o Aldo me enviou por email e sem ela, eu não teria me apercebido de tanta, mas tanta coisa que se está a passar... estaria completamente a leste... e embora quando eu cheguei aqui a este mundo virtual, não tivesse os amigos que tenho, continuarei grata até ao fim dos meus dias pela contribuição que deram para a minha percepção. Falo por mim. Falo pela relação que estabeleci com o Voz, que conheci pessoalmente, leitores que vieram aqui a casa conhecer-me, partilhar ideias comigo e deixei de ser uma ilha abandonada no nada, embora adore a solidão, a verdadeira, não o isolamento. Virei a conhecer pessoalmente o Burgos, que adoro e o Tibiriçá que tanto me abriu também os olhos, mais tarde ou mais cedo é questão de tempo. Espero sinceramente, minha querida e doce Ana, ter proporcinado ese acordar a outras pessoas, porque sei o quanto me ajudou a sentir-me responsável por este mundo, mundo que sou.

      Te adoro, sou grata e te amo... e é claro que ao Aldo também. :) Continuo muito FELIZ! por vos conhecer!! :)

      Aceitem uma braçada de rosas do tamanho do mundo

      Excluir
  3. A resposta à vocês está em http://infinitoaldoluiz.blogspot.com.br/2014/04/um-domingo-de-resposta-em-abracos.html

    ResponderExcluir
  4. Fada, Fada, Fada... Amada e doce Fada... Querido amigo Pajé... e quem mais vier!

    Como vos amo, sou infinitamente grata e também repito em coro este refrão: Bendita Internet.

    Bendita Internet que, assim como você, posso afirmar: "sem ela, eu não teria me apercebido de tanta, mas tanta coisa que se está a passar..." também a mim me trouxe confirmações de coisas de que suspeitava, mostrando-me que não, eu não estava equivocada como muitos diziam; que me abriu os olhos de outras para as quais eu dormia em berço nada esplêndido, que me trouxe amigos, novos amigos, velhos amigos, todos (re)conhecidos. Sim, bendita Internet.

    Tudo isso se deve também à nossa busca, ao desejo de cada um de nós, que, a tatear, em comunhão com outros, fomos por aí, aqui, ali, acolá, mais além, conseguindo fazer dessa poderosa ferramenta criada para as estratégias das guerras deles, uma ferramenta de revelação: Transcendência! Essa é uma das faces da transcendência.

    Muito dessas informações foram e são fundamentais para despertarmos. No entanto, muitos se esqueceram de que não basta ter a informação, como disse o Aldo: "Saber não pré estabelece conhecer a VERDADE." Daí entra o nosso discernimento pessoal, aquilo a que chamei de o Segredo que reluz no Interior: a Consciência, a Essência, a Flor do Ser.

    Tenho a plena certeza de que grande parte de todos os que a você, e a cada um de nós, chegou e se achegou, ou daqueles a quem chegamos ou nos achegamos, colheu mais do que as informações, trocou mais do que conhecimentos, levou mais do que formulações, realizou o grande abraço na conexão que nos leva diretamente ao mais esssencial em nós.

    De mãos dadas e abraçados estamos, embora cada um no seu momento do caminho que nos leva ao Um.

    Infinitamente grata sou por tê-la e tê-los em mim, no meu viver!

    Sintam-se beijados e cobertos de pétalas.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Ana... as suas palavras são realmente tão transcendentais que me deixaram muda... não estou à sua altura para poder responder.
      De qualquer forma a net não é só de quem a criou, algo mais se está a passar...
      Se ainda não viram, vale a pena ver este documentário e ao minuto 1.26.00 fala da internet!!!

      http://filosofiaimortal.blogspot.pt/2014/01/sirius-documentario-completo.html

      De mãos dadas e abraçados estamos, embora cada um no seu momento do caminho que nos leva ao Um. Isso mesmo!

      Vos amo, sou grata e estou muiiiito FELIZ!!!... e tenho um Guardião de Respeito! :)

      Oceanos de rosas e de carinho para todos quantos aqui vêm!

      Excluir
  5. Fada!

    Querida Fada, não há tamanhos nem medidas para o Ser! Somos e somos.

    Sim, a net não é só de quem a criou e, mesmo que eles a tenham criado para os seus mais nefastos propósitos, creio que existe sempre um permissão maior, divina, para que tudo se manifeste, embora os meios e os procedimentos sejam, na maioria das vezes tão incompreensíveis, pelo menos para mim.

    Já conhecia o vídeo, logo quando foi lançado, baixei e assisti. Confesso que estou a redimensionar essa informação bem como tantas outras processadas durante um bom tempo. A princípio, tudo isso me chegou como uma luz no fundo do túnel, no entanto, indagações surgiram e muitas mais continuam a surgir e, aquilo que parecia uma luz foi ficando tão tênue, tão tênue que já nem chega para uma velha lamparina rsrsrsr...

    O que ainda vale?! O que continua a valer? O mesmo de sempre: O Amor Incondicional, a consciência, o discernimento.

    Beijos, abraços, flores, cheiros e cores... em Paz!

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails