O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, MISÓGINO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quarta-feira, 6 de março de 2013

Ao infinito Hugo Rafael Chávez Frías... Sou grato.






O amor incondicional nos liberta e extingue o escravagista.

Hugo Chávez sabe isso. Nos mostrou e mostra isso. Pensemos nisso. Já não somos mais os mesmos que vivíamos como nossos pais. Muitas novas fronteiras e visões deste e de outros infinitos mundos nos esperam. O jogo de crenças e escolhas novas segue cada vez mais emocionante e emocionado. Cada segundo desperto é uma gota de possibilidades para o nosso bem e o bem de todos. Infinitamente.

Hasta la victoria! Siempre! 

Só depende de nós. Onde quer que estejamos neste universo veloz, o nosso paraíso é amor, gratidão, paz e luz aqui e agora. Sou grato Hugo. Um forte amoroso infinito abraço azul ao infinito Hugo Chávez e todos com a gratidão anabólica da ressonante PAZ perdoadora do amor incondicional. Você está ser humano, força no treinamento infinito, estamos aqui para isso. A vida real é uma consciente infinita festa feliz plena de músicas suaves e gargalhadas de crianças amorosas.

O jogo segue... Cuide bem de você e ajude alguém mais...



3 comentários:

Anônimo disse...

Amigo Aldo, parabéns pelo texto de hoje.
Aqui em Brasília eu e um amigo fomos à embaixada da Venezuela manifestar nosso pesar e ao mesmo nosso agradecimento. Entregamos uma flor ao embaixador, que nos recebeu bem. Ali estavam reunidos outros manifestantes, MST e CUT.
O mais interessante é que entramos na embaixada sem ser revistados. Não havia seguranças desconfiados, não havia distância entre as pessoas. O embaixador, os diplomatas venezualanos e os funcionários da embaixada se relacionavam entre si e conosco de maneira horizontal e humana e fiquei impressionado com a tristeza estampada em seus rostos. Era uma emoção legítima, verdadeira, de quem perdeu alguém muito amado. Não era um pesar fabricado para atender às expectativas e à situação.
Mas eu acho que é isso que acontece quando humanos se relacionam com humanos.

Já conhece esse vídeo? O comandante sutilmente denuncia a presençã de não humanos (escamosos) entre nós:

http://www.youtube.com/watch?v=Zfs_Y16q6lw

abraço

Eduardo

Anônimo disse...

Caro Aldo, você tem que ver esse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=jtVH5YuEMIU&feature=player_embedded

George Galloway acaba com os argumentos de um universitário bastante desinformatizadamente emburrecido pela mídia corporativa sobre a Venezuela.

Aldo Luiz Fonseca disse...

Toda minha gratidão aos comentaristas. Toda PAZ.

Related Posts with Thumbnails