"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
“Todos os que me ouvem ousariam concordar comigo, se o medo não lhes fechasse a boca”.


Caros amigos,
este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante faxina espiritual.
2012 continua no 2013, 14, 15, ...; acabando-se sem ter recomeçado...
Nosso mundo é o que supomos conhecer. O que você não sabe não existe.
Todo este debate ressoante (por enquanto) só é possível graças a esta Bendita Internet.
A terceira guerra mundial vai acelerada...
Retiremos os antolhos. Ninguém virá nos salvar... Estamos todos vigiados, não há segredos.
Pensar é, desde sempre, conspiração.

Perceber, compreender e faxinar o programa "jogos de memórias escravagistas" que está milenarmente sabotando nossas existências é a nossa única saída...
TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFÁGICO & CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO DIABÓLICOS.
Nada, religião alguma, lei alguma, substituirá a responsabilidade 100% dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós.
Nunca desliguemos nossos detectores de mentiras. Mestre não é o que ensina, é o que não perde a capacidade de compreender...
Estão nos empurrando para a genocida aterradora Guantánamo planetária.
Preparemo-nos para o INIMAGINÁVEL...
O Divino em todos nós é o amor incondicional, não julga nem pune, é o perdão, não guarda mágoas, é a paz, ama incondicionalmente.
Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao amor incondicional.
Você não tem, você É, uma alma. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal e intransferível.
Mantenhamo-nos na vibração do amor, todos os espíritos, corações e mentes estão interconectados.
"Você não pode ensinar a um homem qualquer coisa, você só pode ajudá-lo a descobri-la em si mesmo." - Galileo Galilei.

TODOS SÃO BEM-VINDOS.


Compartilhemos

Share |

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Mais reflexão para o último final de semana.


De repente, me dei conta que o mês acaba amanhã e Nibiru continua vindo aí.
E tudo que começa tem um fim... Ou recomeço em outras arrumações com outras tintas e as mesmas cores e tons, mas, sempre de outro modo, em outras telas. Nada se repete. É assim também com o universo inteiro. Disse Camões que tudo é, na vida, feito de mudanças tomando sempre novas qualidades... Verdade iconoclasta.

Fiquei fã de George Carlin lá pelo ano de 2006, graças esta BENDITA INTERNET. Curto e grosso, direto e reto, de cara me choquei com a franqueza. Nem havia ainda vídeos legendados em português, e foi bom, virou um treino para apurar meu ouvido em ingles.

É que ele vai dizendo verdades ao modo americano de fazer engraçado o sério. E tem muita gente que não acha nenhuma graça, detestam. Mas, também não é para isso, já que o conteúdo é sempre muito sério e o cara corta a cabeça do programa/memória escravagista como um samurai com sua catana.

Quase tudo que vi dele eu gostei muito. Digo mesmo que ele me ajudou a abrir os olhos para esta manipulação toda que está aí. Depois veio David Icke, Jordan Maxwell e um montão de outros caras estranhos com idéias estranhas que me abriram ainda mais a cabeça para esta conspiração escravagista descarada.

Sem mais papo, deixo aqui umas verdades bem legendadas para algum riso e uma séria reflexão sobre os donos e o "fim do mundo", plásticos, ambientalistas, políticos, religiosos, nosso papel neste palco iluminado e a arrogância dos terráqueos manipulados pela casa grande e suas doutrinações para o terrorismo em permanente uso e fruição do escravismo.

Um ótimo fim de semana e mês para todos. Como ele, penso que fazemos parte de uma sabedoria maior que nunca entenderemos. Segue o jogo, sou grato. Até julho!

quinta-feira, 28 de junho de 2012

DA ESCRAVIDÃO ESCONDIDA (3)

Da escravidão escondida.
Reflexões. (3)

Quatro citações, ou mais...

"Livrar-se do tempo é livrar-se da necessidade psicológica tanto do passado quanto do futuro. Isso representa a mais profunda transformação de consciência que você possa imaginar. em casos muito raros, essa mudança na consciência acontece de forma drástica e radical, de uma vez por todas. Quando isso acontece, normalmente é através de uma completa rendição, em meio a um sofrimento intenso. Muitas pessoas, entretanto, têm de trabalhar para obtê-la."
Eckhart Tolle em O PODER DO AGORA.

"Nesse livro, meu pai sublinhara a lápis vermelho uma longa frase que nunca mais esqueci: 
Mesmo as épocas de opressão são dignas de respeito, pois são a obra, não dos homens, mas da humanidade, e portanto da natureza criadora, que pode ser dura, mas nunca é absurda. Se a época que vivemos é dura, temos o dever de a amar ainda mais, de a penetrar com o nosso amor, até que tenhamos afastado as enormes montanhas que dissimulam a luz que há para além delas.
Mesmo as épocas de opressão... Meu pai morreu em 1948 sem jamais deixar de crer na natureza criadora, sem jamais deixar de amar e de penetrar com o seu amor o mundo sofredor em que vivia, sem jamais perder a esperança de ver brilhar a luz para além das enormes montanhas. Ele pertencia à geração dos socialistas românticos, que tinham como ídolos Vítor Hugo, Romain Rolland, Jean Jaurès, usavam grandes chapéus e conservavam a pequena flor azul da sentimentalidade entre as pregas da bandeira vermelha. Na fronteira da mística pura e da ação social, o meu pai, preso à sua banca de alfaiate mais de catorze horas por dia - e nós vivíamos à beira da miséria - conciliava um ardente sindicalismo e uma busca de libertação interior. Nos gestos muito limitados e humildes do seu ofício introduzira um método de concentração e de purificação do espírito a respeito do qual deixou centenas de páginas. Enquanto fazia casas, ou passava a ferro as fazendas, tinha uma presença resplandecente. À quintafeira e ao domingo, os meus camaradas reuniam-se à volta da sua banca, para o escutar e sentir aquela presença vigorosa, e a maior parte deles alteraram as suas vidas devido à sua influência."
Louis Pauwels e Jacques Bergier em O DESPERTAR DOS MÁGICOS.


"Entre nesse instante no Agora onde quer que você esteja. Caminhe com a sua verdade dentro de suas escolhas. Assuma as conseqüências de ser quem você é. Viva a plenitude dentro da sua jornada de vida. Que tipo de negociação você pode fazer dentro da consciência? Não podemos atalhar o caminho, não podemos negociar ou driblar a consciência, ela é o olho, o oráculo da verdade e se manifesta independendo das suas vontades. Se eu puder resumir o que é o caminho vermelho, escolho dizer assim: É o caminho que leva a mente ao coração."

O caminho vermelho- Xamanismo Nativo


 "Muitos são os caminhos... Amai-vos uns aos outros como eu vos amei."
 Jesus

Miseravelmente apegados ao lixo que o sistema cultiva para nos alimentar a escravidão, estamos virtualmente mortos. Zumbis vagando no prisional labirinto do nada que construíram para nos controlar. Estamos condicionados para sermos limitados e policiarmos uns aos outros e acusar os que queiram se libertar deste confinamento.
Cavalos de Tróia ancestrais galopam em nosso subconsciente. Alimentamos inconscientemente manadas de ancestrais cavalos de Tróia fratricidas.
Quem sou eu? Esta é a pergunta que não deve calar. Quem está odiando, condenando, julgando... Quem?
Já parou para pensar que todos estes sentimentos não passam de programas? Memórias/programas infelicitantes de escravismo e sofrimento? Nós "aceitamos" representar este papel.
Onde não há memória não há sofrimento. 

Se eu me amo, me aceito, me perdoo, fico em paz. Reflito estes sentimentos para o meu exterior. Tudo a minha volta se acalma e pacifica.

Se eu sou humano, todo o bem e todo o mal está em mim como está igualmente na humanidade.

Mas, se tudo e todos somos divinos e perfeitos, de onde vem tanta imperfeição capaz de tanto sofrimento? O sofrimento de um não é melhor nem pior que o sofrimento do outro. E no entanto, estamos sempre nos julgando melhores ou piores que os outros. Essas comparações são o mesmo que julgar o outro impunemente enquanto pensamos que o outro não nos julga. São programas e memórias fratricidas que compartilhamos na escuridão deste prisional labirinto escravista do desamor incondicional.

Se todos temos a possibilidade dos mesmos sentimentos, idéias de alegria, tristeza, dor, e todos os bons e maus, bens e males que compartilhamos (ressonância) em todos os programas e memórias, como posso ser melhor ou pior que o outro?

"Odeio" o que no outro aponta em mim programas e memórias de julgamento e reprovação que nos espelham. "Odeio" quando dizem que somos um. Este "odeio" é mais um julgamento programa/memória de escravismo e fratricídio.

Mas quem está julgando? O observador ou os programas e memórias de julgamento no observador?

Pára o jogo!

Parando o jogo, fico em silêncio e me perdoo por reconhecer não poder nem dever julgar o que não conheço. Não guardar mágoas faz com que desapareçam as razões do conflito que me fazem julgar e sofrer por uma razão inexistente onde não posso reconhecer nem a virtude nem a maldade. É o que liberta.

https://2609a7c8-a-62cb3a1a-s-sites.googlegroups.com/site/ocaminhovermelho/o-caminho-vermelho/as-quatro-direcoes-sagradas/direcao-leste/pdtl-103289001.jpg?attachauth=ANoY7cr4weSqSLu6OBFX-1DFUPIQzzKSJE_pt_5vt10E-LaYl2F-NmfBbEeSx4htCRWYMtZCJsvFotIrqCse7SdaOIvlMCiwLIbGZ34XqPAqx-ip3bQIMXQZ451hEZcD0lv_Bmxs28KE32klaf5edTb5Pi8BLm5_0DgJ29UrVkGxdxeFCnilo9sCII59REMGzPSQW4Hb4G3XxGcrDDrXdHN8jRSoWuiZ_zyd_lkgv2u0eba1kOIZouBTik4OUVJwt8bEo2Bt0KDngsz_6ktnQwgse9eCy_lnJAXZjlr7St25DMiTOs3DO-WFZrt5Xlj_JLuAoANpUKGg&attredirects=0

O primeiro é o LESTE que é o Sol, a energia do dia, a energia masculina, cujo elemento é o fogo que força ao espírito. O animal é a águia, condor, gavião, falcão, a coruja branca. A águia é a clareza, a visão, o objetivo e o foco. Ela voa e, antes de se envolver em qualquer situação, temos que olhar bem, ter certeza absoluta de que é aquilo que queremos. A águia escolhe sua presa e faz um mergulho seguro. Ela nos ensina uma lição: primeiro se afaste da situação para visualizá-la.

Não é possível reconhecer o que não conheço. Suposições e expectativas são também programas/memórias. Julgamentos e condenações são sempre programas/memórias ancestrais escravistas de fratricídio.
Para a dominação o escravagista precisa do conflito, do sofrimento permanente na escravidão pelo julgamento de uns pelos outros. Assim divididos, sempre conflituosos, estamos impossibilitados de ver o sistema que nos oprime e escraviza, estamos ocupadíssimos rodando na caótica mente subconsciente os programas de aceitação da nossa própria escravização.
O sistema é o conflito, o caos, sua essência é o conflito fratricida, a corrupção é o permanente dividir para governar. O desamor é sua energia, assim como a escassez, medo, tortura e sofrimento são seus alimentos.
Como é possível não vermos que aquela televisão ligada 24 horas por dia não deixa que se faça silêncio interior para ouvirmos as divinas inspirações? É a ausência do silencio, com toda certeza, uma das formas de droga coletiva anestesiando (momentaneamente) os efeitos da sistemática escravatura.
Mal tratadas, milhões de células trabalham em silêncio a nossa vida inteira, amorosa e anonimamente, e nós só nos lembramos delas quando o câncer nos pega. Então, outra vez crenças e escolhas. Qual caminho?

https://2609a7c8-a-62cb3a1a-s-sites.googlegroups.com/site/ocaminhovermelho/o-caminho-vermelho/as-quatro-direcoes-sagradas/direcao-sul/imageH7I.jpg?attachauth=ANoY7cp2u0eY5ruc5WLLQ37kVlfor35cmxfD1xg-GfCRW7NUQXcqMaq3u869eNCJFviohA0BzAF0j8pfKTeSLw7DW89KxWbV0F0oQIP-Aq0GwyqmvfCVk35fOOn-W6-nWvHfmzZdRQxN6VdQ_guNiqF_H2iT_JISEUwCjewdq_B_tOyg8y8eYPu9ioxAtxLbBYDoIDG21Km6fh6kbxkBTNvoPm6cgv9XiKCdc1vl5OopOj-N7L-NpbQtZAD9nqy90I5ENuP76aYpSehhJHpWpu4VDTx8zCeaHMkweMH-2zid5GUQLdjDXCI%3D&attredirects=0
Direção SUL, onde se  localiza a energia da criança. O elemento é a água que dá força ao coração, ao plano emocional. Os animais são o lobo, o coiote, a lontra, o golfinho - animais brincalhões. É onde  se vai descobrir o nosso potencial, o que se precisa fazer para assumir sem medo. É o momento de quebrar rótulos, romper paradigmas. O que se quer ser?  Se é resultado do pensamento dos amigos,  dos pais,  da sociedade, dos outros, ou se quer ser  resultado do seu próprio mental? O Sul é o lugar onde se joga uma pedra no espelho e se vê as várias fases que de somos feitos para, no meio delas, descobrir  a nossa face essencial. Qual delas é o EU SOU?  Temos acesso, portanto,  à autenticidade, ao nosso potencial. Assume-se, no Sul, aquilo de que se gosta, aquilo que se quer pra si mesmo: nossos verdadeiros talentos.

Cuide bem se seus sentimentos/pensamentos, queira e peça ao divino em você que limpe este nosso mar interior poluído por incontáveis programas/memórias escravagistas, cuide do que sai de sua boca e entra pelos ouvidos de quem ouve, muitas vezes sem ter pedido para ouvir. Se você tem filhos saiba que as crianças imitam os adultos, elas veem elas fazem. Educar é uma questão de vibração e ressonância. Eduquemo-nos.
Crescimento sustentável é isto, cuidar bem de si, de sua divina perfeição para poder cuidar bem também do outro que é um espelho nosso. Nós é que ficamos adoecidos pelo escravagismo enquanto o planeta sofre as consequencias.
https://2609a7c8-a-62cb3a1a-s-sites.googlegroups.com/site/ocaminhovermelho/o-caminho-vermelho/as-quatro-direcoes-sagradas/direcao-oeste/bear.jpg?attachauth=ANoY7cpku5nNPgMFRI_CyoEThmgv8PMWOCZdSIS72K9X87mNYJtS2mlF8DBBs99-GtUPQL4y24cixrQjIBTM8ayOp4w3GIemZItzxIk583dbLkI8KFj8euqANSnpqgWY0fbOaGXKLD4UlKiIgu3x1yPB9h1H_MinwQaK6G1SelTbUUSDJdXklZRs71H-hmGiUE0DUfJog3-yWgsv_iMmHwZBbeiAt0y74QIRynqRc8FK_K-KrV6hkq4z2TDvI16AtkAibqUpigiKIRkipEagv_O0OUCzPxM4D-YKrYPnCwBr9ncvhEiqFsQ%3D&attredirects=0
Direção oeste Sua lição: mostrar a necessidade de se preparar para seguir um caminho, enfrentar os medos traumas, limitações, tudo que o  está impedindo no seu processo. Enfrentamos nossos demônios, nossas sombras, nossos padrões e aprendemos a enxergar isso. Há animais que circulam de LESTE a OESTE, como o lagarto.
Para curarmos o mundo é preciso interrompermos, em nós, o fluxo da energia gerada pela aceitação dos programas/memórias escravagistas.

No agora não há passado nem futuro, não há conflito, julgamento ou condenação. Tudo está por ser criado. Estes sentimentos conflitantes só aparecem quando rodam na mente subconsciente os programas e as memórias de escravização em lugar das inspirações divinas. Recordações ancestrais doutrinadas pelo escravagismo são o sustentáculo deste sistema vigente, escondido nas sombras do pseudo democrático.

Sem esses programas e memórias corruptores rodando no subconsciente, o agora infinito é pura libertação e liberdade. Por isso é preciso começar pelo perdão. O perdão não guarda mágoas, rancor, julgamentos ou sofrimentos. O perdão é onde começa a libertação de programas/memórias escravistas compartilhados com todos os humanos. E esta libertação começa em cada um de nós individualmente, começa comigo mesmo, conscientemente. Se eu não me perdoo como posso perdoar alguém ou a humanidade. Se eu não me amo não tenho respeito por mim mesmo, não estou sendo o verdadeiro eu, como posso afirmar honestamente meu amor pelo mundo ou por alguém? Se eu não me corrijo, me conserto, como posso querer julgar e condenar para modificar alguém?

Por eu não me perdoar, não perdoo nada nem ninguém, e assim alimento e cultuo a causa de todas as mazelas, o que há de pior em mim mesmo, perpetuo dentro e fora de mim o sistema escravista em programas/memórias que nos oprimem a todos, sem excessão, milenarmente. A energia do perdão é curativa.
https://2609a7c8-a-62cb3a1a-s-sites.googlegroups.com/site/ocaminhovermelho/o-caminho-vermelho/as-quatro-direcoes-sagradas/direcao-norte/pdtl-900729.jpg?attachauth=ANoY7co3NRkaIRAZLKGXYx-Qygg8AZs2WjD-_G3thgQBVCLnZ3i9fBmUjQAGJD-x-b1ccj7c9IbeBCCR3YKzKr-zKetGFLe0KXG5dWfloIsGca-goQPMQuIpueTBr-DrMjY3wSxPiN6o8KRVNZ_GGmmkOdKDqdThGwLPG9E1sk5_vqXzadTdw0KA7jctZE3mMA7x1n0DdgZLFVSI5GZQaNhxDAu7ZsychE9gP-FS9gF_XsnEOOmY9yf12y9FjCa0SkRxf4-UZfqhif_IyM36XKS5OMjzCKZA_tZ_M0nEFzqmzrmdCatQW-Ok9eJjrGXqxqnWlba0AiLy&attredirects=0
O quarto movimento é o do NORTE, a energia do sábio/velho. O elemento é a terra que dá força ao físico/corpo. Os animais são o alce, o búfalo, o cavalo, o gamo “animais que caminham fixo nas quatro patas”. É onde se aprende a ser seguro, andar em segurança. É o momento onde se sabe o que se quer, sabe-se quem se é, se está pronto para dar o mergulho da águia, atingir o nosso objetivo. Aí, circula-se e aprende-se com os professores - com várias características sutis: um gesto, um amigo, um erro, um acerto, uma planta, um pássaro,um mestre.
Sabe-se o que se quer e aprende-se a se preparar para o mergulho da águia - ir para o leste e depois circular. Estar sempre aprendendo com essas direções. 
Ninguém precisa ficar doente de nada. Guardar mágoas é o oposto ao perfeito projeto divino de amor incondicional. Perdoar-se é começar a fluência de energia represada, é o início do treinamento para o resgate da consciência viva de nossa infinita e eterna divina perfeição. Ao fazer fluir a energia do perdão fazemos fluir a energia do amor, estamos a caminho da cura de todos os males que é o amor incondicional.

A morte não existe. Perdoar-se é reconhecer-se vivo no outro, é libertar-se da escravidão do ego que não reconhece no outro o espelho de si mesmo. Nossa cura é a cura do mundo. Enquanto houver um único escravizado, todos continuaremos escravos. Nós criamos as doenças com nossos pensamentos e atos adoecidos pela crença nas doutrinações escravistas, e aceitamos a idéia de morte como um fim, pela mesma razão.
Se o pior cego é o que não quer ver, o melhor escravo é o que se julga liberto neste indecoroso sistema escravista sugador de nossa incrível luminosa energia e abusando de nossa ignorada divina perfeição.
Então, nunca desliguemos nossos detectores de mentiras. Ninguém virá nos salvar... Nada, religião alguma, lei alguma, substituirá a responsabilidade 100% das escolhas e decisões de cada um de nós.
O Divino em todos nós é o amor incondicional, não julga nem pune, é o perdão, não guarda mágoas, é a paz, ama incondicionalmente.
Mantenhamo-nos na vibração ressonante do amor, todos os espíritos, corações e mentes estão interconectados.

Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao amor incondicional. A verdadeira maravilhosa revolução pode e deve começar agora, já, é intrapessoal e intransferível. Faça a sua parte, e seja um mestre.
O mestre não é aquele que ensina, é aquele que não perde a capacidade de aprender.
Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. Segue o jogo...

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Da escravidão escondida (2)

Da escravidão escondida.
Reflexões. (2)
 "BLOOD AND GORE VIOLENCE" - Sangue e ferimentos com violência. "Maduro", experiente, aperfeiçoado, são alguns sinônimos para MATURE.

O diabo,   
(Dicionário Aurélio- Século XXI - [Do gr. diábolos, pelo lat. ecles. diabolu.]
S. m.
 1.     V. demônio (2 a 7).
 2.     Restr. O chefe dos demônios, ger. representado, na tradição popular, como um ser meio homem e meio cabra, de orelhas pontudas, chifres, asas, braços, e com a ponta da cauda e as patas bifurcadas; Demônio, Satanás, Satã, Lúcifer, anjo rebelde, belzebu, bruxo do inferno, dragão, espírito das trevas, espírito maligno, gênio das trevas, gênio do mal, pai da mentira, pai do mal, príncipe da treva, príncipe das trevas, príncipe do ar, príncipe dos demônios, serpente infernal, serpente maldita. [anhangá, anhangüera, anjo mau, arrenegado, atentado, azucrim, beiçudo, bicho, bicho-preto, bode-preto, bute, cafuçu, cafute, caneco, canheta, canhim, canhoto, cão, cão-miúdo, cão-tinhoso, capa-verde, capeta, capete, capirocho, capiroto, careca, carocho, cifé, coisa, coisa-à-toa, coisa-má, coisa-ruim, contra, coxo, cujo, debo, decho (este, ant. e pop.), demo, diá, diabro, diacho, diale, dialho, diangas, dianho, diogo, droga, dubá, ele (ê), excomungado, exu, feio, figura, fute, futrico, galhardo, gato-preto, grão-tinhoso)
-
Corrompeu o significado de BIZARRO e anuncia sangue, ferimento e violência para interação online...

"O diabo" (representação alegórica dos reptilianos escravagistas) com seu (milenar) sistema, usa toda sua permanente aperfeiçoada tecnologia, não para o bem da humanidade mas, tudo pela manutenção do seu lucrativo escravagismo. 

Escraviza a arte e seus virtuosos artistas a serviço do mal.

Aplica seus investimentos e seus lucros em tudo o que possa neutralizar e abusar do natural amor incondicional dos humanos.

Corrupção e escravagismo são intrínsecos, e seus alvos principais são sempre a infância e a juventude. 

Eis aí um entre muitos exemplos de como treinam e viciam os cérebros infantilizados no profuso tecnológico labirinto do culto ao ódio criado por todas as escravistas doutrinações reptilianas.

Sob o disfarce de "maravilhosos divertidos" JOGOS, absolutamente desprovidos de empatia, afeto e amor, embutidos ou explícitos em todas as mídias, avançam, sempre em endeusamento AO DIABO, sua diabólica agenda reptiliana para a dominação e tirânica escravização definitiva da humanidade. É a velhíssima nova ordem para um só governo diabólico mundial.

 
Vão, desse modo, sorrateiramente corrompendo corações e mentes nas relações afetivas e amorosas da famílias, da escolas, e em todos os lugares onde houver conhecimentos pacíficos acumulados pela humanidade, para o bem da humanidade, em amoroso livre arbítrio.

O demoníaco sistema, segue prezando e cultivando a barbárie como seu terreno de máxima fertilidade para semeadura de seus perpétuos objetivos escravistas. Infernizar a humanidade enquanto se alimenta dela. Esse é o plano sistematicamente aperfeiçoado e diabolicamente invisibilizado pela sua midiocracia e propaganda.

São os Diabos I, II, III, IV, V, diabos ao infinito, sugando a divina energia e zumbificando cérebros inutilizados pela difusão e propaganda sistemática contra o amor incondicional.

Nada a esperar desses escravos que cultuam as competições fratricidas, a violência e a barbárie enquanto chipados por seus infinitos cartões de crédito consumindo viciosos alienantes "ingênuos" jogos de treinamento e divulgação da escravização e barbárie.


Não pode haver escolha correta em favor da restauração da nossa humanidade em nós, se não apagarmos completa e definitivamente todos os programas de doutrinações escravistas que nos induzem a repetir indefinidamente crenças e escolhas escravizadoras.

Que os vagantes perdidos possam encontrar a porta de saída deste prisional escravista labirinto do nada. Sempre é tempo, só é preciso querer. 
Sinto muito, sou grato. 

terça-feira, 26 de junho de 2012

A importante iminente revolução global contra a elite começou - junho 2012.

  
Ela já começou... A importante iminente revolução global contra a elite começou - junho 2012. (Atualize-se AQUI)

Não pode haver escolha correta em favor da restauração da nossa humanidade em nós, se não apagarmos completa e definitivamente todos os programas de doutrinações escravistas que nos induzem a repetir indefinidamente crenças e escolhas escravizadoras.
Tudo e todas as escolhas, no presente infinito, estão em movimento criativo.
Permanentemente a escolha é sempre nossa. 
Sejamos responsáveis para que sejamos livres.
Todas as bênçãos ou as desgraças do mundo começam e acabam dentro de cada um de nós. 
As alegrias e tristezas dos outros não são diferentes das nossas.
Permanentemente só há duas hipóteses nesta alternativa: só podemos escolher entre o escravagista medo catabólico ou a gratidão anabólica ao amor incondicional. 
A principal e verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal e intransferível, comece já.
Quantidade determina qualidade. Escolha o amor e a liberdade. 
Humanos, acordemos.
 IMPORTANT IMMINENT REVOLUTION AGAINST THE ELITE
- JUNE 2012 (Global) 革命 针对 精英
 MAIS PESQUISAS AQUI

Da escravidão escondida.

Da escravidão escondida.
Reflexões. (1)

 Uma citação instigante...

 Terrence Aym

O Triângulo das Bermudas: misterioso, irreal, às vezes mortal. Por décadas intrépidos pesquisadores investigaram o labirinto de profundos mistérios ocultos dentro deste lugar, o mais enigmático na Terra.
Alguns especulam que as bizarras anomalias do tempo, desaparecimentos e estranhos fenômenos podem ser explicados por ocorrências naturais. Outros são insistentes em que relíquias de uma cultura avançada, desconhecida deixou para trás fantástica tecnologia... Máquinas de grande energia que literalmente deformam o espaço-tempo e abrem portais para outras realidades.
Exploradores americanos e franceses fizeram uma descoberta monumental: uma pirâmide parcialmente translúcida, de cristal, subindo do fundo do Mar do Caribe — sua origem, a idade e a finalidade são completamente desconhecidas.
Uma estrutura gigantesca, talvez maior do que a grande pirâmide de Quéops, no Egito. e inicialmente identificada por um médico na década de 1960, foi verificada independentemente por equipes de mergulhadores da França e dos EUA
A descoberta abalou os cientistas ao redor do mundo. Correrão eles para investigar? Não, eles estão mais propensos a cuidadosamente ignorar. Se pressionados, vão se posicionar oficialmente como altamente céticos — especialmente tendo em conta as potencialidades de possíveis ramificações.
A pirâmide poderia confirmar uma disputa na qual as pirâmides foram originalmente criados como maciças fontes de poder, ou vão apoiar a alegação de que a antiga cidade-estado da Atlântida existiu, ou mesmo fornecer respostas para os acontecimentos misteriosos que têm sido registrados desde o século XIX na região do Atlântico conhecida como triângulo das Bermudas.
Continue lendo tudo sobre isto, AQUI.


Na infantilidade de nossas programações escravistas, implantadas pelos reptilianos que nos oprimem e abusam, bens materiais consumistas são brinquedos da mente com que nos mantém artificialmente ocupados e satisfeitos com nossa
milenar ignorada permanente escravização .

A alma humana e todas as outras se alimentam de amor, amor incondicional. O reptiliano é tão absurdamente desprovido de empatia e afeto, que não se reconhece no amor incondicional do qual também faz parte e de onde foi gerado.
Odeiam e escarnecem os seres humanos que invejam e escravizam
O controle através da escassez planejada de tudo pela casa grande, determina que qualquer pessoa receberá menos do que precisa para precisar, sempre, do crédito bancário (leia-se juros sem fim). Para o básico necessário.
Há algumas semanas soube que o salário mínimo correto, hoje, deveria ser R$ 2.329,35 em abril, a fim de suprir as necessidades básicas da população e de sua família, como constata a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, divulgada hoje pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).
Bastar-nos-a o essencial, suficiente para o conforto do corpo e o fundamental virtuoso silêncio para ouvirmos e compreendermos as inspirações que emanam do universo em sua infinita abundância, de tudo o que é bom e bem para cada um e todos, sem exceções e eternamente. Cadê?

Escolhas dentro do sistema, são o resultado de implantados programas de crenças na mente doutrinada. Bem nutridos cavalos de Tróia escravistas com a missão de viciar as escolhas em pseudo livre arbítrio. O escravagista implanta programas que sistematicamente são indutores de erro, isto nos condiciona aceitarmos fazer o que eles querem.
O amor incondicional não dá lucro ao sistema, expõe e acusa sua reptilianidade escravista.
É através da indústria da violência e crueldade que o reptiliano sistema mantém a necessária religiosa estrutura de ignorância e estupidez para a manutenção e o controle de suas intermináveis senzalas.
Toda e qualquer luta fratricida é programa atualizado com que o sistema garante o "replantio das sementes" de escravização em permanente colheita de dominação e controle.
Por baixo de toda competição, por mais ingênua que nos pareça, germina a semente da hollywoodiana "natural" aceitação do  escravagismo. Dão a vida, por mais miserável que seja, em defesa do próprio escravismo.

O sistema não visa à humanidade, visa a si próprio na permanente escravização dos humanos e outras espécies. É a perpetuação de poder sobre a senzala arrogante, ignorante, crédula, resignada em sua inexistente liberdade.

A escravidão é uma realidade milenar invisibilizada pelas propagandas e doutrinações que o sistema impõe em todas as épocas.

O sistema é inumano, por isto, é alienígena, psicopático, escravista e zelante da corrupção, é sua natureza.
Corrupção e escravagismo são intrínsecos.
Não pode haver escolha correta em favor da restauração da humanidade em nós, se não apagarmos completa e definitivamente todos os programas de doutrinações escravistas que nos induzem a repetir indefinidamente crenças e escolhas escravistas.
Tudo e todas as escolhas, no presente infinito, estão em movimento criativo.
A escolha é sempre nossa.
Todas as bençãos ou as desgraças do mundo começam e acabam dentro de cada um de nós.
Permanentemente só há duas hipóteses nesta alternativa: só podemos escolher entre o escravagista medo catabólico ou a gratidão anabólica ao amor incondicional. 
A principal e verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal e intransferível.
Quantidade determina qualidade.
O sistema é um cassino onde a banca nunca perde.
Sinto muito, sou grato, segue o jogo...

segunda-feira, 25 de junho de 2012

PARAGUAI / ENTENDENDO O QUE ACONTECE (2)



AHMADINEJAD – “ATACAM E INVADEM OUTROS TERRITÓRIOS PARA ESCRAVIZAR OS POVOS”

Laerte Braga

“Os norte-americanos e sionistas têm bombas de todas as espécies e as usam contra as pessoas”. A afirmação é do presidente do Irã Mahamoud Ahmadinejad em entrevista que concedeu num hotel do Rio, um dia depois de discursar na RIO+20 defendendo uma nova ordem mundial “baseada na paz e no respeito entre os povos”.

Sem citar uma única vez o nome da presidente Dilma Roussef, mas classificando de “definitivo” o documento firmado entre os governos do Brasil, da Turquia e do seu país sobre a questão nuclear, Ahmadinejad lembrou Lula, à época desse acordo o presidente da República.

Lúcido e seguro em sua análise o presidente iraniano não teve dúvidas em falar da guerra midiática, uma das frentes do complexo terrorista ISRAEL/EUA TERRORISMO “HUMANITÁRIO” S/A. “Mostram nosso povo como pobre e atrasado. Somos a décima sétima economia do mundo, breve seremos a décima quinta e temos posição de ponta nas questões que envolvem biotecnologia”.

Distorcem para criar uma realidade que não existe, mas agrade aos seus interesses.

“Querem as nossas riquezas naturais, explorar nossos povos”.

Mahamoud Ahmadinejad fez alusão ao regime anterior à revolução islâmica, que definiu como de submisso aos interesses dos EUA. “Tínhamos uma população de 35 milhões de iranianos e 90% vivia na pobreza”. Hoje somos bem mais e a realidade é diferente daquela”. Enfatizou que quatro milhões de iranianos são judeus e muitos “foram tentar a vida em Israel após a revolução, mas voltaram, pois não conseguiram viver naquele país”.

Um estado islâmico não significa necessariamente restrição de liberdade religiosa. A Noruega, por exemplo, não é um estado laico e isso está escrito em sua constituição.

O presidente do Irã reuniu-se com intelectuais brasileiros e representantes dos movimentos sociais destacando a história de luta pela democracia, da qual todos foram partes.

Denunciou mais uma vez que a ONU faz o jogo dos EUA, através do controle do Conselho de Segurança. Com isso, países que dispõem de arsenais nucleares não são punidos com sanções, caso de Israel, com mais de 300 artefatos, enquanto o Irã que usa energia atômica para fins pacíficos sofre sanções severas e constantes ameaças.

“Temos sete mil anos de história e não nos submetemos nunca. Querem nos escravizar, voltar à ordem antiga, do regime antigo e assim explorar nossas riquezas. Por isso nos satanizam. Transformar o povo em escravo”.

“Os que querem o monopólio da energia nuclear são os que têm bombas e já usaram em tempos passados, na Segunda Guerra, contra seres humanos. Energia nuclear para todos, bombas para ninguém. São os mesmos desse passado”.

“Seis milhões de barris de petróleo dia os Estados Unidos tiravam do Irã no regime antigo e nosso povo estava na miséria”, disse Ahmadinejad. “É o que querem fazer de novo”.

O presidente lembrou a guerra Iraque e Irã. “Armaram Saddam contra nós, inclusive com armas químicas e biológicas, numa guerra que custou milhares de vidas e depois destruíram o Iraque para ficar com o petróleo”. “Não têm respeito pelos seres humanos”.

Citou o fato dos EUA apoiarem ditaduras no Oriente Médio como forma de assegurar o controle da região, de ignorar o arsenal nuclear de Israel e permitir a opressão contra o povo e o território palestinos.

Sobre a questão síria o presidente declarou que “tem que ser resolvida entre os sírios, pelo povo sírio e não com intervenção de outros países”.

“Não existem pessoas, seres humanos para os norte-americanos e sionistas, só interesses. Querem dominar para explorar”

Ahmadinejad deixou claro que só uma nova ordem mundial poderá assegurar a todos os povos “paz e respeito” e isso passa por contrariar os negócios das grandes potenciais mundiais, de Israel e dos Estados Unidos.

Citou a fome na África, as guerras do Afeganistão e travadas mundo afora pelos “colonizadores”, inclusive na América Latina, onde lembrou a exploração das riquezas pelos países que colonizaram a região e agora, pelos interesses norte-americanos diante das dificuldades com vários governos contrários a essa exploração.

“É uma luta de todos os povos oprimidos a nova ordem”.

A entrevista do presidente Ahamadinejad, ao contrário das normalmente concedidas por chefes de governo e estados, não registrou nenhuma paranóia típica de agentes norte-americanos e israelenses. Foi descontraída, a segurança limitou-se aos procedimentos normais e nenhum deles constrangedores. Nem o hotel onde estava hospedado e nem as ruas nas imediações foram fechadas, nada de franco atiradores. E pela primeira vez jornalistas das mídias alternativa e virtual lado a lado com os da mídia de mercado, fato que, numa certa medida, inibe a costumeira mentira de GLOBO, VEJA, FOLHA DE SÃO PAULO, etc.

Foram poucos os comentários sobre a RIO + 20, levando em conta que seu discurso abrangeu bem mais que as questões que ali estavam sendo discutidas. Foi um documento de amplo teor político com diagnóstico da conjuntura atual e a posição de seu país, sob constante ameaça de ataques tanto por parte dos EUA, como de Israel.

Coincidência ou não, no dia seguinte, na sexta-feira, as avaliações de Ahmadinejad sobre a intervenção norte-americana em função de interesses políticos, econômicos e militares, se materializaram no Paraguai, no golpe que derrubou o presidente Fernando Lugo. Um dos objetivos dos norte-americanos é construir ali uma base militar que permita monitorar o Brasil e a posse do quinto maior aqüífero do mundo, o Guarani. A água hoje, segundo o presidente da Coca Cola, “vale mais que petróleo”. Afirmação que dá, mais uma vez, razão ao pensamento de Ahmadinejad.

A afirmação do presidente da Coca Cola foi feita na RIO + 20, num fórum restrito de empresários, quando defendeu a privatização plena e absoluta da água. Ou seja, o controle pelas grandes corporações e em função dos interesses que representam.

Ao contrário do “monstro” que a mídia de mercado (GLOBO, VEJA, FOLHA DE SÃO PAULO, RBS, ESTADO DE SÃO PAULO, ÉPOCA, etc) vende, o presidente do Irã se mostrou lúcido, sereno e correto em suas avaliações e análises.

Não é um fato que possamos ignorar levando em conta o que ocorre em todo o mundo hoje.

A percepção que a luta transcende ao chamado mundo institucional, controlado em sua maioria – no Brasil inclusive – por grupos ligados a interesses do imperialismo norte-americano, do capitalismo internacional.

A luta é nas ruas como aconteceu na Cúpula dos Povos, evento paralelo à RIO + 20.

O destaque no parágrafo foi do amanagé re
Mais sobre o aquífero guarani AQUI 
Mais pesquisa sobre o golpe no Paraguai AQUI



domingo, 24 de junho de 2012

PARAGUAI / ENTENDENDO O QUE ACONTECE


PARAGUAI

Laerte Braga

No dia anterior ao golpe branco contra o presidente Fernando Lugo – Paraguai – um outro presidente, o do Irã, Mahamoud Ahmadinejad, em entrevista coletiva que incluiu a mídia alternativa e virtual e num hotel no Rio de Janeiro, diagnosticou com precisão o que ocorre hoje no mundo. A ordem política, econômica e militar imposta pelos EUA, ao sabor das conveniências de Israel e seus aliados e que se estende tanto aos países do Oriente Médio, como aos da África, da Ásia e América Latina, sempre contra a liberdade, os seres humanos e com claro caráter colonizador.

Em 2008 o governo de Álvaro Uribe, a partir de orientação e dados do governo de Washington, determinou o bombardeio de um acampamento no território do Equador, onde estava o chanceler das FARCs-EP (Forças Armadas Revolucionárias Colombianas – Exército Popular), Raul Reyes. Havia participado de um encontro de forças populares naquele país e se preparava para retornar aos quartéis da guerrilha. Foram assassinados, além de Reyes, dezenas de estudantes de vários países latino-americanos que lá estavam e participaram também do encontro.

A cumplicidade dos militares equatorianos ficou evidente. Se manifestou na passividade com que assistiram ao bombardeio feito pela força aérea colombiana. Evidenciou o caráter da maior parte das forças armadas dos países da América Latina. Não têm compromissos com seus países, mas são subordinadas aos norte-americanos. A esmagadora maioria dos militares brasileiros não é diferente.

Em 2009 o presidente de Honduras, Manuel Zelaya, foi deposto num golpe “constitucional”, dado pela madrugada e com cumplicidade do congresso e da corte suprema de seu país, organizado pelo senador John McCain, republicano. Foi o adversário de Obama nas eleições presidenciais de 2008.

Em todos esses momentos, o golpe contra Lugo, o bombardeio colombiano e o golpe contra Zelaya, o governo dos EUA, de imediato, reconheceu e deu “legitimidade” a essas ações.

Em 2002, semelhante tentativa foi feita na Venezuela contra o presidente Hugo Chávez. Preso numa quinta-feira retornou ao poder no domingo diante de milhões de venezuelanos que, nas ruas de Caracas e de todo o país, exigiam a sua volta. Um referendo popular, em agosto daquele ano, legitimou por maioria absoluta o governo de Chávez e Jimmy Carter, ex-presidente dos EUA e enviado da ONU como observador para o referendo foi obrigado a reconhecer a legitimidade do presidente.

No dia da prisão de Chávez a tevê norte-americana (e a GLOBO aqui, Bonner por pouco não teve um orgasmo no ar) anunciaram que “o povo exigiu a saída de Chávez.

A Colômbia hoje é presidida por Manoel Santos que foi ministro da Defesa de Uribe, é ligado ao narcotráfico (como Uribe). A denúncia foi feita pelo Departamento anti-drogas dos EUA. As forças armadas desse país são inteiramente subordinadas aos norte-americanos e seus “conselheiros”, na prática, a Colômbia é uma colônia, faz parte de um plano de controle da América do Sul denominado Grande Colômbia. Já integra o antigo projeto SIVAM – SISTEMA DE MONITORAMENTO DA AMAZÔNIA -, antes restrito ao Brasil e aos EUA, controlado por empresas privadas e forças militares brasileiras e norte-americanas. O nível de subordinação aos interesses norte-americanos é total. O alvo é a Amazônia em toda a sua extensão.

As vitórias eleitorais de presidentes considerados hostis pelos EUA deflagraram um processo de retomada da América Latina como quintal daquele país. Se já detinham o controle do México e do Canadá (chamam o Canadá de “México melhorado”) essa ordem neoliberal, globalizada por ações políticas, econômicas e militares, se faz presente em quase todo o mundo.

Os pretextos são sempre os mesmos desde tempos passados. Democracia, direitos humanos, etc, etc.

Com o desaparecimento da União Soviética os norte-americanos escancararam seus objetivos. A paz anunciada não veio, pelo contrário, a escalada militar ganhou dimensões de barbárie, a guerra foi privatizada por Bush, a violência é a palavra de ordem dos interesses nazi/sionistas comandados por Israel e com os EUA desintegrados e transformados numa grande corporação terrorista comandada por bancos e grandes empresas, principalmente a indústria armamentista e a do petróleo, vivemos o terror de Estado, o terror capitalista.

A democracia e os direitos humanos foram para o brejo em situações como as guerras do Iraque (destruído), do Afeganistão, da Líbia (mais de cinco mil ações de bombardeios aéreos e um país esfacelado), países como o Paquistão se transformando numa espécie de geléia de interesses de generais com instinto primitivo de barbárie e as chamadas potências emergentes, caso do Brasil, em políticas de equilibrismo e alianças complicadas no padrão dá e toma, ou uma vela a Deus e outra ao diabo. O precário equilíbrio, por exemplo, de democracias montadas sob a tutela e o temor de ações golpistas de militares comprometidos com os EUA, como aconteceu em 1964.

Essa boçalidade se materializa no uso de armas químicas no Iraque, no Afeganistão, na Líbia, em todos os cantos onde se faz necessário (muitos veteranos de guerra padecem de doenças provocadas pelo uso de tais armas), nas pressões econômicas, no campo de concentração de Guantánamo, no massacre constante de palestinos, na tentativa de destruir a revolução islâmica no Irã com denúncias falsas como sempre fazem e fizeram, principalmente, no controle das nações da União Européia, outro grande conglomerado de bancos e corporações.

Para países como Paraguai, o Brasil e outros, se associam a primatas conhecidos como latifundiários. Os donos da terra, hoje no chamado agronegócio.

O mundo privatizado.

Aqui, esse caráter ganhou dimensões plenas no governo do funcionário do Departamento de Estado e da Fundação Ford Fernando Henrique Cardoso. Uma espécie de “sargento Anselmo”, o célebre cabo da Marinha que infiltrado dedurou todos os companheiros. FHC chegou a sargento. Fulgêncio Batista também era sargento (felizmente muitos sargentos lutam a luta popular dentro e fora das forças armadas).

O golpe contra Fernando Lugo está dentro desse contexto. Uma das acusações contra o presidente foi a de “humilhar as forças armadas”. Lugo ficou ao lado de trabalhadores sem terra vítimas de militares e pistoleiros do latifúndio num conflito agrário, no qual latifundiários brasileiros estão envolvidos (são os donos do Paraguai), junto com empresas como a MONSANTO e a DOW CHEMICAL – o agrotóxico nosso de cada dia.

É impossível humilhar o que não existe. Forças armadas paraguaias? Onde? Bando de generais controlados à distância pelos senhores do mundo, abertos a qualquer grande negócio no mundo do contrabando, do tráfico de drogas, de toda a sorte de estupidez e crime possíveis em função de interesses, aí, pessoais.

Uma elite medieval. Não difere muito do latifúndio brasileiro. Uns grunhem outros nem isso.

O Plano Grande Colômbia, especificamente voltado para a América do Sul tem objetivos imediatos. Derrubar os governos da Venezuela, do Equador e da Bolívia, o controle das reservas de petróleo e gás desses países, isolar o Brasil e impedir que o País consiga avanços efetivos e consolide o processo democrático (mantê-lo sempre na corda esticada, no fio da navalha). Volta do curso tucano das “coisas”, mesmo com o caráter de “capitalismo a brasileira” inventado por Lula e o domínio de tecnologias essenciais longe do alcance dos brasileiros.

Em toda a América Latina, por fim à revolução cubana, derrubar Daniel Ortega na Nicarágua e impedir que governos considerados hostis aos interesses da corporação terrorista, ISRAEL/EUA TERRORISMO “HUMANITÁRIO” S/A sejam eleitos.

A fórmula encontrada para derrubar Zelaya se manifestou agora no Paraguai.

E ainda, no Brasil, temos um chanceler de sobrenome Patriota, que vem a ser um dos mais terríveis mísseis norte-americanos. Não é o caso do chanceler, é apenas um funcionário obediente da corporação terrorista num governo de puro equilibrismo. E nem deve saber direito o que acontece, ou o que é, tamanha sua dimensão anã como diplomata.

Em relação ao golpe paraguaio, só foi possível com a debilidade de nossa política externa e a falta de informações precisas e corretas do governo. Se a proposta da presidente Dilma de expulsar o país do MERCOSUL e adotar sanções severas for real, ótimo. Caso contrário, breve circulando pelas ruas da cidade de Eduardo Paes os novos modelos de diligências da Wells Fargo, com espetáculos de clones/drones de Búfalo Bil em todas as paradas.

Como afirma com correção a professora Nezah Cerveira, é a “Operação Condor IV” em curso.

Há uma guerra total em curso afirma o presidente do Equador Rafael Corrêa. A resistência não será nos gabinetes fechados, via de regra cúmplices diretos ou por omissão dessa selvageria. Será nas ruas, na organização popular.

Ou, todos aprendendo inglês e treinando para carregar malas dos colonizadores. O velho “bwana” dos tempos de Tarzã.

 MAIS INFORMAÇÕES AQUI E AQUI

sábado, 23 de junho de 2012

2012 e o Fim desse Mundo... (2)




"He who sees everything in relation to the Supreme Lord, who sees all living entities as His living parts and parcels, and who sees the Supreme Lord within everything never hates anything or any being."
"Aquele que vê tudo relacionado ao Supremo Criador, aquele que vê todas as entidades como partes de si e vê o Supremo Senhor em tudo, nunca odeia coisa alguma ou qualquer criatura."
File:Flash gordon movie poster.jpg

Uma transcendente transformação velozmente se aproxima.
Dá para ouvir o som dos estampidos das armas de fogo, os coturnos e as turbinas arrebentando a barreira do som, mas, ninguém está presente, ninguém está se importando muito, nem querendo mesmo prestar atenção.
A Terra treme, uiva, nos sacode. O sol se descabela e nos ameaça. Os planetas e o sistema se alinham com a galáxia e o universo pleno de mistérios parece nos cobrar alguma atitude consciente.

Nibiru está vindo aí?
Quem?
Aonde?
Plano B?
O que?
Onde?
Mais uma vez; crenças e escolhas. Programadas ou não. As programadas pelos escravistas há milênios no poder, juntamente com as que escaparam à programação, determinarão neste eterno agora. Este lugar em movimento onde tudo é criado, sem excessão, por todos, neste amoroso orgônico divino campo quantico de infinitas possibilidades para o nosso bem e o bem de todos.
Pense muito bem sobre isto; o Criador é amor incondicional, não julga nem pune.
Então, você decide/escolhe, o que acredita querer criar para o "seu mundo", que é o nosso. Este é o famoso e verdadeiro livre arbítrio.
Mas, lembre-se; é preciso conhecer para reconhecer e escolher. Quantidade determina qualidade.
Aqui é o onde, há muito, entrou em cena o fascinante Evil Emperor Ming the Merciless. Ming, o diabólico imperador sem misericórdia...
Deu para entender agora quem são os caras e o plano deles? Ainda não?
Eles há muito fizeram as deles e as suas escolhas. Ou seja; vão continuar zelando (sempre agora, now) a ferro e fogo por suas casas grandes e suas senzalas para mais mil anos.
Para isso foi que programaram as nossas escolhas, ninguém percebeu. Terror e medo  nos induzem ao erro de escolhas. O medo de tudo nos fez robotizados "rodando  programas" escravagistas implantados pela casa grande em nossas mentes.
Ajoelhados, aceitamos tudo "alegremente" estupefatos.
Faz tempo estão se preparando, cartucho por cartucho, para este momento assustador que se aproxima enquanto nos aprisionam às televisões, outras macaquices alienantes e outros "maravilhosos" brinquedos vindo dos contos do esquecido inesquecível defensor do planeta Terra, Flash Gordon.
Flash Gordon é um filme, ANGLO AMERICANO, de 1980, baseado na história em quadrinhos de Alex Raymond.
Defenders of the Earth.
Defensores da Terra?
Aquecimento global, HAARP, CHEMTRAIL, e desenvolvimento (in)sustentável? Verde para tudo e todos os gostos e desgostos. Podemos pastar à vontade.
Cuide bem de suas escolhas, agora, já, neste exato momento.
Neste agora infinito, cuide bem de você; de seu corpo, de seus pensamentos para poder cuidar melhor ainda de sua eterna e infinita querida "alma", esta incompreendida energia criada indestrutível pela Fonte de onde tudo vem e para onde tudo vai.
O resto é distração programada para uma inoportuna e trágica irresponsabilidade. Pergunte a Grécia.
Vejamos os vídeos

ENQUANTO ISSO... Vão ELES bem adiantados à nossa frente preparando a nossa cama de gato...
Para suas pesquisas aqui estão sugestões:
http://gilsonsampaio.blogspot.com.br/2012/06/rafael-correa-estamos-diante-de-uma.html

Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato.
Boa pesquisa, boas conclusões, e boa sorte.
O Jogo segue. Segue o jogo.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

DISCURSO DE RAÚL CASTRO RUZ NA RIO + 20



DISCURSO PROFERIDO PELO PRESIDENTE DOS CONSELHOS DE ESTADO E DE MINISTROS DA REPÚBLICA DE CUBA RAÚL CASTRO RUZ NA CÚPULA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Sra. Presidenta do Brasil, Dilma Rousseff:

Sr. Secretário Geral das Nações Unidas, Ban-Ki Moon:

Excelências:

Há 20 anos, a 12 de junho de 1992, neste mesmo local, o líder histórico da Revolução cubana Fidel Castro Ruz expressou e cito: “Uma importante espécie biológica está em risco de desaparecer pelo rápido e progressivo acabamento das suas condições naturais de vida: o homem”. Fim da citação.

O que pôde ter sido considerado como alarmista, hoje é uma realidade irrefutável. A incapacidade de transformar modelos de produção e consumo insustentáveis atenta contra os equilíbrios e a regeneração dos mecanismos naturais que sustentam as formas de vida no planeta.

Os efeitos não podem ser ocultados. As espécies desaparecem a uma velocidade cem vezes mais rápida do que as indicadas nos registros fósseis; mais de cinco milhões de hectares de florestas perdem-se cada ano e cerca de 60 por cento dos ecossistemas estão degradados.

A pesar do que representou a Convenção da Nações Unidas sobre a Mudança Climática, as emissões de dióxido de carbono aumentaram 38 por cento entre 1990 e 2009. Agora vamos para um aumento da temperatura global que vai por em risco, em primeiro lugar, a integridade e a existência física de numerosos Estados insulares em desenvolvimento e produzirá graves conseqüências em Países da África, Ásia e América Latina.


Um profundo e detalhado estudo realizado nos últimos anos por nossas instituições científicas, coincide no fundamental com os relatórios do Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática e confirma que no presente século, de se manter as atuais tendências, produzir-se-á uma paulatina e considerável elevação do nível médio do mar no arquipélago cubano. A referida previsão inclui a intensificação dos eventos meteorológicos extremos, como os ciclones tropicais e o aumento da salinização das águas subterrâneas. Todo isto terá sérias conseqüências especialmente nas nossas costas, pelo que já iniciamos a adoção das medidas correspondentes.

Este fenômeno teria, igualmente, fortes implicações geográficas, demográficas e econômicas para as ilhas do Caribe, que também devem encarar as iniqüidades dum sistema econômico internacional que exclui aos pequenos e mais vulneráveis.

A paralisação das negociações e a falta de um acordo que permita parar a mudança climática global são um nítido reflexo da falta de vontade política e a incapacidade dos países desenvolvidos para atuarem conforme as obrigações derivadas da sua responsabilidade histórica e sua posição atual.

Aumenta a pobreza, cresce a fome e a desnutrição e aumenta a desigualdade, agravada nas últimas décadas como conseqüência do neoliberalismo.

Durante estes vinte anos lançaram-se guerras de novo tipo,concentradas na conquista de fontes energéticas como a acontecida no 2003 com o pretexto das armas de exterminação maciça que nunca existiram, e a que recentemente se produziu no norte da África. Às agressões que agora se vislumbram continuar contra países do Oriente Médio somar-se-ão outras, com o objetivo de controlar o acesso à água e a outros recursos em vias de esgotamento.Deve se denunciar que tentar uma nova partilha do mundo, vai desencadear uma espiral de conflitos de incalculáveis conseqüências para um planeta já gravemente inseguro.

A despesa militar cresceu nestas duas décadas à astronômica cifra de 1,74 milhões de dólares, quase o dobro que em 1992, o que arrasta à corrida aos armamentos a outros estados que se sentem ameaçados. A dois decênios do fim da Guerra Fria, contra quem usarão estas armas?.

Deixemos as justificações e egoísmos e busquemos soluções .Esta vez, todos, absolutamente todos, pagaremos as conseqüências da mudança climática. Os governos dos países industrializados que atuam desta forma não deveriam cometer o grave erro de achar que poderão sobreviver um pouco mais às custas de nós. Seriam imparáveis as vagas de milhões de pessoas famintas e desesperadas do Sul para o Norte bem como a revolta dos povos perante tanta indolência e injustiça.

Nenhum hegemonismo então será possível. Que pare a pilhagem, que pare a guerra, avancemos para o desarmamento e destruamos os arsenais nucleares.

Temos a urgência duma mudança transcendental. A única alternativa é construir sociedades mais justas, estabelecer uma ordem internacional mais eqüitativa, baseada no respeito ao direito a todos; garantir o desenvolvimento sustentável às nações, especialmente do Sul, e colocar os avanços da ciência e a tecnologia ao serviço da salvação do planeta e da dignidade humana.

Cuba aspira a que se imponham a sensatez e a inteligência humana sobre a irracionalidade e a barbárie.

Muito Obrigado

quinta-feira, 21 de junho de 2012

11 MINUTOS

11 minutos maravilhosos de beleza e reflexão.
Reflexão que pode fazer a diferença em nossas vidas.
Desde quando você não fica em silêncio e medita?
Não lembra?
Pois é, não consegue se sentir em paz?
É o poder da milenar escravista casa grande subvertendo a ordem natural de nossa pacífica existência.
"Poder" que eles não têm mas, nós não sabemos.
Preferimos acreditar neles, os que nos escravizam.
Os que abusam e seviciam enquanto nos afagam... 
E, assim, ditando e dirigindo nossos sentimentos, vão alterando a programação do nosso pensamento/comportamento e destino.
Sente-se cansado? Doente?
Eles são o vírus, não nós...
Somos divinos e perfeitos.
Nem nirvana nem sansara...
Não sejamos revoltosos, sejamos revolucionários.
Isto é apenas um outro pesadelo.
Delegamos o nosso poder ao desamor.
Precisamos acordar com urgência.
A grande e maior revolução começa silenciosamente dentro de cada um de nós.
Se não nos modificarmos o mundo não se modificará.
Eles sabem disso, e fazem de tudo para que não saibamos, e continuemos sem saber...

Sinto muito, sou grato.
Segue o jogo...

A NOVA VELHÍSSIMA ORDEM MUNDIAL ESCRAVAGISTA COMEÇOU A CENSURA E NINGUÉM ESTÁ PRESTANDO ATENÇÃO

O GOVERNO MANDA O You Tube CENSURAR VÍDEOS DE PROTESTO

Um exemplo assustador de como o estado está apertando o cerco em torno da Internet livre. Verificou-se que o You Tube está cumprindo com milhares de solicitações por parte dos governos para censurar e remover os vídeos que mostram os protestos e outros exemplos de cidadãos que simplesmente fazem valer seus direitos, enquanto também vão excluindo termos de busca por mandato governamental.

http://worldtruth.tv/wp-content/uploads/2011/09/youtubezensur.jpg Eddie | 27 de maio de 2012 , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , e e e e e e , , , , e e e e e e e e , , , , , , , , , , e e e e e e e e e e e , , , , e , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 9 Comentários

Government Orders YouTube To Censor Protest Videos

http://worldtruth.tv/wp-content/uploads/2011/09/200511top.jpgEddie | 27 May 2012 | BLOG, Home, News | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 9 Comments   

COISA QUE NINGUÉM QUER NOS FALAR
 

A reptiliana terrorista nova ordem mundial escravista, "matemáticamente" administra muito bem isto tudo que nós senzalados desconhecemos ou não damos importância.
 

Somos, por ela, milenarmente cativos, mantidos na ignorância e estupidez.

As escolas, (todas e em todos os níveis), religiosamente não ensinam o que interessa para a amorosa autonomia do indivíduo/pensamento, psicopatas, doutrinam as mentes com a crueldade de programas fratricidas de invisibilidade egoísta para a aceitação e manutenção da ideologia escravagista.
 

Ocupam-nos com nossa planejada massiva miséria intelectual consumista, escassez de tudo, menos de aceitação de guerras e infindáveis quinquilharias.
 

Chamam a escolha deste lixo de liberdade de escolha, livre arbítrio.

Crédulos e chipados, mantemo-nos inutilmente endividados e preocupados com o que comer, celulares, planos de saúde, cartões de créditos, contas por saldar.
 

Crediários de sobrevivência no labirinto do nada, coisa muito necessária apenas aos intocáveis banqueiros que milenarmente nada produzem a não ser a miséria prisional de muitos para riqueza de alguns poucos.
 

Em suas casas grandes guarnecidos por  modernos mercenários capatazes e capitães do mato, demônios robóticos uniformizados armados até os dentes e treinados para matar impunemente.
    

A midiocracia a serviço canino dessa plutocracia mundial, agora eufemisticamente chamada de nova ordem mundial, com seus intocáveis banqueiros administrando a escassez planejada de tudo, com excessão das sempre lucrativas guerras, se incumbe de nos demenciar alienando mortalmente.

    E nós financiamos tudo isso.


São muitas as maneiras solertes para seus fins inconfessos de exploração e escravização permanente do restante da massa humana que agora querem exterminar/reduzir para manutenção e controle das senzalas.
 

É o poder da milenar casa grande que eles não tem (mas, nós não sabemos), ditando a programação do nosso pensamento e destino.

Pense nisso; não seja um revoltoso, seja um revolucionário. 

A grande e maior revolução começa silenciosamente dentro de cada um de nós. Se não nos modificarmos o mundo não se modificará; eles sabem disso...

    Sinto muito, sou grato. Segue o jogo...
Related Posts with Thumbnails