O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Déjà vu do fim dos tempos


O tempo não pára e a novela não muda... Nos dias de hoje, meio século depois, é bom que se proteja. Não fale do medo que temos da vida e nem ponha o dedo na nossa ferida.

Dé jà vu?
Ou a evidência dolorosa dos corredores sem fim do labirinto do nada das "eternas" reptilianas casas grandes e as senzalas onde nos aprisionam e abusam?

Ou enfim, finalmente, chegamos de fato ao déjà vu do fim dos tempos? 

Ivan Lins
Cartomante


Nos dias de hoje é bom que se proteja
Ofereça a face pra quem quer que seja
Nos dias de hoje esteja tranqüilo
Haja o que houver pense nos seus filhos
 

Não ande nos bares, esqueça os amigos
Não pare nas praças, não corra perigo
Não fale do medo que temos da vida
Não ponha o dedo na nossa ferida
 

Nos dias de hoje não lhes dê motivo
Porque na verdade eu te quero vivo
Tenha paciência, Deus está contigo
Deus está conosco até o pescoço
 

Já está escrito, já está previsto
Por todas as videntes, pelas cartomantes
Tá tudo nas cartas, em todas as estrelas
No jogo dos búzios e nas profecias
 

Cai o rei de Espadas
Cai o rei de Ouros
Cai o rei de Paus 

Que jogo duro hein?

2 comentários:

  1. Ah! Aldo, fico pensando o que há na cabeça das pessoas!!!
    Vi uma notícia que me deixou...Não sei se triste ou furiosa, e logo lembrei do: Me perdoe, sou grato...
    Uma garotinha de 11 anos precisando de um transplante de alguns orgãos, tinha um sonho o qual, a família realizou, sabe qual???? Matar um urso, e aparece ela lindamente e feliz ao lado do bichim morto, o que há com as pessoas??????

    Que bom seria se caísse todos os Reis
    Beijos querido

    ResponderExcluir
  2. O Rita, minha amiga, eu vi esta história e não acreditei ser verdade. Amar incondicionalmente é difícil para caralho com todas as letras em desespero pois, a loucura destes reis que nem sei se cairão com o fim deste mundo é prá lá de qualquer imaginação fértil de loucuras e desatinos. É a cultura da reptilianidade devorando a humanidade elevada ao extremo. Confesso que quanto mais vivo mais estarrecido fico diante dessa escravidão que é pra lá de física. As almas foram e estão sendo sequestradas, torturadas e abusadas.
    Que bom que você lembrou do sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato. É a única salvação, perdão e amor custe o que custar. A salvação é definitivamente individual. Cuide bem de você, incondicionalmente, de sua alma, de seus pensamentos, de seu amor. Vos amo, sou grato, um beijo muito carinhoso. Adoro quando você vem.

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails