O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

segunda-feira, 25 de junho de 2012

PARAGUAI / ENTENDENDO O QUE ACONTECE (2)



AHMADINEJAD – “ATACAM E INVADEM OUTROS TERRITÓRIOS PARA ESCRAVIZAR OS POVOS”

Laerte Braga

“Os norte-americanos e sionistas têm bombas de todas as espécies e as usam contra as pessoas”. A afirmação é do presidente do Irã Mahamoud Ahmadinejad em entrevista que concedeu num hotel do Rio, um dia depois de discursar na RIO+20 defendendo uma nova ordem mundial “baseada na paz e no respeito entre os povos”.

Sem citar uma única vez o nome da presidente Dilma Roussef, mas classificando de “definitivo” o documento firmado entre os governos do Brasil, da Turquia e do seu país sobre a questão nuclear, Ahmadinejad lembrou Lula, à época desse acordo o presidente da República.

Lúcido e seguro em sua análise o presidente iraniano não teve dúvidas em falar da guerra midiática, uma das frentes do complexo terrorista ISRAEL/EUA TERRORISMO “HUMANITÁRIO” S/A. “Mostram nosso povo como pobre e atrasado. Somos a décima sétima economia do mundo, breve seremos a décima quinta e temos posição de ponta nas questões que envolvem biotecnologia”.

Distorcem para criar uma realidade que não existe, mas agrade aos seus interesses.

“Querem as nossas riquezas naturais, explorar nossos povos”.

Mahamoud Ahmadinejad fez alusão ao regime anterior à revolução islâmica, que definiu como de submisso aos interesses dos EUA. “Tínhamos uma população de 35 milhões de iranianos e 90% vivia na pobreza”. Hoje somos bem mais e a realidade é diferente daquela”. Enfatizou que quatro milhões de iranianos são judeus e muitos “foram tentar a vida em Israel após a revolução, mas voltaram, pois não conseguiram viver naquele país”.

Um estado islâmico não significa necessariamente restrição de liberdade religiosa. A Noruega, por exemplo, não é um estado laico e isso está escrito em sua constituição.

O presidente do Irã reuniu-se com intelectuais brasileiros e representantes dos movimentos sociais destacando a história de luta pela democracia, da qual todos foram partes.

Denunciou mais uma vez que a ONU faz o jogo dos EUA, através do controle do Conselho de Segurança. Com isso, países que dispõem de arsenais nucleares não são punidos com sanções, caso de Israel, com mais de 300 artefatos, enquanto o Irã que usa energia atômica para fins pacíficos sofre sanções severas e constantes ameaças.

“Temos sete mil anos de história e não nos submetemos nunca. Querem nos escravizar, voltar à ordem antiga, do regime antigo e assim explorar nossas riquezas. Por isso nos satanizam. Transformar o povo em escravo”.

“Os que querem o monopólio da energia nuclear são os que têm bombas e já usaram em tempos passados, na Segunda Guerra, contra seres humanos. Energia nuclear para todos, bombas para ninguém. São os mesmos desse passado”.

“Seis milhões de barris de petróleo dia os Estados Unidos tiravam do Irã no regime antigo e nosso povo estava na miséria”, disse Ahmadinejad. “É o que querem fazer de novo”.

O presidente lembrou a guerra Iraque e Irã. “Armaram Saddam contra nós, inclusive com armas químicas e biológicas, numa guerra que custou milhares de vidas e depois destruíram o Iraque para ficar com o petróleo”. “Não têm respeito pelos seres humanos”.

Citou o fato dos EUA apoiarem ditaduras no Oriente Médio como forma de assegurar o controle da região, de ignorar o arsenal nuclear de Israel e permitir a opressão contra o povo e o território palestinos.

Sobre a questão síria o presidente declarou que “tem que ser resolvida entre os sírios, pelo povo sírio e não com intervenção de outros países”.

“Não existem pessoas, seres humanos para os norte-americanos e sionistas, só interesses. Querem dominar para explorar”

Ahmadinejad deixou claro que só uma nova ordem mundial poderá assegurar a todos os povos “paz e respeito” e isso passa por contrariar os negócios das grandes potenciais mundiais, de Israel e dos Estados Unidos.

Citou a fome na África, as guerras do Afeganistão e travadas mundo afora pelos “colonizadores”, inclusive na América Latina, onde lembrou a exploração das riquezas pelos países que colonizaram a região e agora, pelos interesses norte-americanos diante das dificuldades com vários governos contrários a essa exploração.

“É uma luta de todos os povos oprimidos a nova ordem”.

A entrevista do presidente Ahamadinejad, ao contrário das normalmente concedidas por chefes de governo e estados, não registrou nenhuma paranóia típica de agentes norte-americanos e israelenses. Foi descontraída, a segurança limitou-se aos procedimentos normais e nenhum deles constrangedores. Nem o hotel onde estava hospedado e nem as ruas nas imediações foram fechadas, nada de franco atiradores. E pela primeira vez jornalistas das mídias alternativa e virtual lado a lado com os da mídia de mercado, fato que, numa certa medida, inibe a costumeira mentira de GLOBO, VEJA, FOLHA DE SÃO PAULO, etc.

Foram poucos os comentários sobre a RIO + 20, levando em conta que seu discurso abrangeu bem mais que as questões que ali estavam sendo discutidas. Foi um documento de amplo teor político com diagnóstico da conjuntura atual e a posição de seu país, sob constante ameaça de ataques tanto por parte dos EUA, como de Israel.

Coincidência ou não, no dia seguinte, na sexta-feira, as avaliações de Ahmadinejad sobre a intervenção norte-americana em função de interesses políticos, econômicos e militares, se materializaram no Paraguai, no golpe que derrubou o presidente Fernando Lugo. Um dos objetivos dos norte-americanos é construir ali uma base militar que permita monitorar o Brasil e a posse do quinto maior aqüífero do mundo, o Guarani. A água hoje, segundo o presidente da Coca Cola, “vale mais que petróleo”. Afirmação que dá, mais uma vez, razão ao pensamento de Ahmadinejad.

A afirmação do presidente da Coca Cola foi feita na RIO + 20, num fórum restrito de empresários, quando defendeu a privatização plena e absoluta da água. Ou seja, o controle pelas grandes corporações e em função dos interesses que representam.

Ao contrário do “monstro” que a mídia de mercado (GLOBO, VEJA, FOLHA DE SÃO PAULO, RBS, ESTADO DE SÃO PAULO, ÉPOCA, etc) vende, o presidente do Irã se mostrou lúcido, sereno e correto em suas avaliações e análises.

Não é um fato que possamos ignorar levando em conta o que ocorre em todo o mundo hoje.

A percepção que a luta transcende ao chamado mundo institucional, controlado em sua maioria – no Brasil inclusive – por grupos ligados a interesses do imperialismo norte-americano, do capitalismo internacional.

A luta é nas ruas como aconteceu na Cúpula dos Povos, evento paralelo à RIO + 20.

O destaque no parágrafo foi do amanagé re
Mais sobre o aquífero guarani AQUI 
Mais pesquisa sobre o golpe no Paraguai AQUI



7 comentários:

  1. é ridiculo a postura que a ""ESQUERDA BURRA"", toma no impeto de atacar os EUA, se esquecem a quem estão apoiando e se esquecem do seu comprometimento com O POVO , com a DEMOCRÁCIA, e com a LIBERDADE, assim apoias as piores ditaduras os paises mais sanguinários e mais totalitarios apenas por que estes adotam posturas contrária aos EUA, se esquecem do seu povo que está sendo reprimido e subjugado pelo toque da BAIONETA destes típicos ditadores a moda látina, MÃO FAZ SENTIDO APOIAREM REGIMES DE KHADAFI, AHMADINEJAD E ASSAD, traem todo seus ideias em nome de picuinhas com aquele que julgam ser seu grande inimigo, quando na verdade o grande inimigo deveria ser TODO AQUELE QUE SUBJUGA O SEU POVO, assim pessoas com aldo luiz, artista plástico frustrado e bem do ruizinhos adotarem a máxima ''SE HÁ GOVERNO SOU CONTRA'' ......o que me alegra que você e estes lixos de dirigentes por mim citados se merecem......´e é claro se for para ser contra até apoio aos neo-nazistas tá valendo...............QUANTA IDIOTICE..............

    ResponderExcluir
  2. Tinha mesmo que ser como anonimo que um escravo cético e cego como você, pra APOIAR os senhores(mercantilistas)do mundo, se comportaria de maneira desprezível, se achando muito superior, pra dizer que comentários lúcidos e realistas são mera idiotice. Leia o discurso de Armadinejha na ONU e vera que Ele é muito mais pacifista que muitos que se dizem democratas e procure se informar sobre democracia representativa e vai descobrir que é um péssimo modelo. É por darmos esses CHEQUES EM BRANCO aos "NOSSOS" representantes que eles estão nos vendendo como escravos. Temos é que ACORDAR e assumir nossa responsabilidade, a culpa é nossa, SÓ nossa.
    E penso que se não gosta do que lê aqui, não frequente, muda o canal, fica aplaudindo a REDESGOTO e estará no seu meio.

    ResponderExcluir
  3. Caro senam, se vcs. não querem comentários anônimos que então retirem esta opção, bem como talvez vc. não tenha notado vosso perfil também esta indisponivel, ou seja não fale bobagem, da mesma forma temos que ser coerentes, ahmadinejad pacifista cheira a piada e de muito mal gosto, vc. é cego, ou não lê jornal?? não há nada de lúcido nos comentários postados , repito unica coisa que há é incoerência, repito se querem ESTAR DO LADO DO POVO SEJAM REALISTAS, e não apenas por serem de esquerda ou contrários aos EUA para serem bons, PARA MIM CEGOS E INCOERENTES SÃO OS QUE DEFENDEM ESTA CORJA DE DITADORZINHOS DE QUINTA CATEGORIA...........vergonha isto é pouco para tais posições e postagens...................

    ResponderExcluir
  4. SENAM

    Deixa o anônimo novato em paz. Se ele chegou até esse blog, existe um propósito que não está ao alcance de nosso conhecimento. Os comentários dele só dão força ao que o Aldo tem postado até agora. E provavelmente esse anônimo ter escolhido ficar do "lado negro da força", deve ser que algo vai beneficiar essa escolha dele, não acha?

    Esse anônimo esquece que tudo gira em torno do "dinheiro": Política, Religião, etc. A questão não é esquerda e também é a direita, é o "aul is dhe munay".
    Existe uma agenda da Casa Grande. Quem não segue os interesses dos escravistas se ferra, é descartado.

    Há muitos cegos que querem ver. O anônimo é alguém que teve a oportunidade de enxergar, mas prefere ter uma venda sobre os olhos. Fazer o quê? Tá sendo bom pra ele... Que ele continue na "dualidade" imposta pelos donos dele. Se ele precisa acreditar em um inimigo criado pelos Capatazes, fazer o quê?

    É uma pena que o anônimo em seus preconceitos, não conseguiu absorver e refletir sobre o pequeno pedaço de pão que o Aldo compartilhou conosco.

    E atacar a pessoa do Aldo, só desmerece a "pouca força" (ou que sobrou dela) do argumento dele. Rótulos são ilusões. Jamais definirão quem a pessoa é de verdade.

    Paz da 3scravidão voluntária.

    ResponderExcluir
  5. Ninguém tá querendo transformar o Armadinejha em um santo ou figura exemplar. Vejam essa matéria: http://juliosevero.blogspot.com.br/2012/06/silas-malafaia-organiza-protesto-contra.html

    Claro que há hipocrisia nessa matéria (é só as vidas que professam a mesma fé que são importantes né? O resto pode se f*d*r a vontade... ¬¬) e alguém que quer atrair os holofotes para si, não acha? Sem falar que a matéria é tendenciosa e não expõe o outro lado da história (sou contra pena de morte, só pra esclarecer)...

    E como diria o Aldo: "E assim segue o jogo".

    Amor incondicional é a resposta que precisamos dar as pessoas que vivem nesse mundo. Ninguém vai nos salvar, pois essa é uma responsabilidade exclusiva de cada um. Liberte sua mente, e assim você estará pronto para dar inicio ao processo para se libertar da escravidão oculta.

    ResponderExcluir
  6. Amigos, procuro treinar o amor incondicional, seriamente. É um treinamento pois, a reptilianidade encobre esta faculdade. E a coerência entre coração e mente também precisa ser treinada, faz parte do "pacote" salvador. Então lembrei do Che e seus ensinamentos amorosos; "Ou somos capazes de derrotar com
    argumentação as idéias contrárias,
    ou temos que deixar expressá-las.
    Não é possível derrotar as idéias
    com a força, porque isto bloqueia o
    livre desenvolvimento da inteligência."
    Que a paz esteja conosco agora, sempre e infinitamente. Vos amo e sou grato pela participação e palavras. Lembremos sempre que nossas escolhas estão determinadas por nossas crenças. Sinto muito, sou grato, segue o jogo. Cada um só pode dar o que tem.

    ResponderExcluir
  7. O que se questiona é o impedimento do exercício da soberania territorial e política imposta pelos imperialistas. Cada povo deve viver segundo suas diretrizes políticas e econômicas. O que está sendo alimentado é uma intervenção direta dos americanos em quase todas as bases mundiais. Quem defende americano deve pesquisar o que eles fizeram e ainda fazem no Iraque e Afeganistão por motívos puramente econômicos, petróleo. Resumo em uma palavra somente, petroleo. Quando a água estiver escassa, a bola da vez será o Brasil, aí Sr anônomo, reze, reze muito. Sou grato.

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails