O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

ETs desde sempre estão por aí CONECTANDO...


"O artigo da sociedade científica britânica afirma que a humanidade deveria se precaver contra um encontro que poderia ser violento."
Serão eles os nossos milenares escravagistas exploradores?


A Igreja está pronta para dar boas-vindas e abençoar o contato com esses nossos "irmãos" extraterrestres. Pelo que ando pesquisando nesta bendita Internet, ele estão aqui há muito tempo e agora se revelarão ao mundo; ainda neste 2011. 


E por que será tão perigoso o contato com ETs? Serão eles inveterados antropófagos e comedores de indefesas criancinhas?


Talvez aqui esteja a resposta para muitas perguntas
Vatican Secrets 2010 FULL VERSION._Vatican Secrets EXPOSED! Jordan Maxwell_26_12_2010.mp4 
Legendado em português.




Notícias » Ciência e Meio Ambiente » Ciência e Meio Ambiente Sociedade científica reabre debate sobre vida fora da Terra 22 de janeiro de 2011 • 09h20 • atualizado às 09h38


O artigo da sociedade científica britânica afirma que a humanidade deveria se precaver contra um encontro que poderia ser violento.
A comunidade científica foi surpreendida este mês pela reivindicação da inglesa Royal Society de que a Organização das Nações Unidas (ONU) elabore um plano de defesa contra extraterrestres. Publicado na revista Philosophical Transactions, o artigo da sociedade científica britânica afirma que a humanidade deveria se precaver contra um encontro que poderia ser violento, e dividiu opiniões na comunidade científica brasileira. Para os ufólogos - os pesquisadores de discos voadores - foi uma vitória. "Foi uma coisa sem precedentes. (A Royal Society) é uma das instituições cientificas mais sérias do planeta terra. Eles estão se abrindo, lentamente", diz Ademar Gevaerd, pesquisador e editor da revista UFO. O professor e pesquisador em Astronomia e Astrofísica Kepler de Souza Oliveira Filho pondera que a possibilidade de que uma vida externa seja agressiva sempre existe, mas o astrônomo não acredita em contatos agressivos entre civilizações, "simplesmente porque as distâncias entre as estrelas são tão grandes que não há possibilidade de viagens entre elas".
Crenças e evidências à parte, o diretor do Observatório Astronômico da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Basílio Santiago, vê utilidade na reflexão sobre a natureza dos ETs. "É útil na medida em que nos faz refletir sobre a civilização na Terra. Ao avaliarmos os riscos de civilizações extraterrestres, reforçamos em nós todos a noção de uma civilização humana. Isso é fundamental para os desafios de governabilidade mundial", explica. "A comunidade científica, que por muito tempo ficou completamente fora dessa discussão por puro preconceito e ignorância, hoje começa a se abrir", comemora Gevaerd. No entanto, o ufólogo acredita que o estágio da discussão pública ainda é "primitivo". "Estão falando em micróbios e processos biológicos que podem levar uma vida. Mas reservadamente, a informação de que nós estamos sendo visitados por outras espécies cósmicas já é seriamente considerada pelas diretorias de muitas instituições", aposta.
Basílio Santiago não acredita que a reivindicação da Royal Society indique uma total mudança de posição da instituição. "Não há ainda evidência de contatos com extraterrestres. O que há são relatos isolados que carecem de confirmação e validação", observa. Conceito de vida extraterrestre não é consenso Oliveira Filho lembra que a procura de vida fora da Terra é muito difícil. "Primeiro, porque é preciso definir o que é vida, e não há consenso sobre a definição. Segundo, porque quando fazemos uma procura na Lua ou em Marte, ou em outros planetas e satélites aonde conseguimos enviar sondas, precisamos ter certeza de que não estamos contaminando o meio pesquisado. Terceiro, sabemos que, nestes planetas e satélites perto de nós, não há condições físicas de haver vida desenvolvida, só microorganismos, por falta de água e calor. E os planetas fora do Sistema Solar estão tão distantes, que não temos condição de enviar sondas".
Resta, segundo o professor, estudar os sinais de rádio emitidos em outros sistemas e procurar por vida inteligente através de um sinal com informação. São grandes radiotelescópios, como o de Arecibo, em Porto Rico, que buscam estes sinais de inteligência extraterrestre. "Mas há também a busca por planetas nas zonas de habitabilidade em torno de estrelas. Futuramente, será possível identificar as chamadas bioassinaturas nesses planetas, ou seja, substâncias associadas à vida", projeta Basílio Santiago.
"Conseqüências devastadoras" Em abril de 2010, o astrofísico Stephen Hawking declarou em entrevista ao Discovery Channel que os humanos deveriam "evitar qualquer contato com ETs", porque as conseqüências poderiam ser "devastadoras". Em setembro do mesmo ano, uma reunião de militares da reserva americana aconteceu em Washington e contou com a presença de representantes da força aérea, exército e marinha. A conferência, transmitida ao vivo pela rede CNN, teve a presença de Robert Salas , oficial de lançamentos de mísseis entre 1964 a 1971, que relatou diversos incidentes onde radares teriam detectado objetos voadores não identificados.
Segundo seus relatos, os discos voadores teriam sobrevoado as ogivas em baixas altitudes, fazendo os mísseis pararem de funcionar, encerrando a comunicação deles com os instrumentos de lançamento. Também foi declarado que, durante testes militares de lançamento de foguetes com ogivas desarmadas, mísseis foram destruídos em pleno ar por discos voadores.
Pesquisa no Brasil
O Brasil teve as primeiras comissões de pesquisa sobre o tema no mundo, contando inclusive com centros de pesquisas ufológicas dentro da força aérea brasileira. Fundado em 1969 e hoje extinto, o Sistema de Investigação de Objetos Aéreos não Identificados (Sioani) era um órgão oficial da aeronáutica dentro do 4º Comando Aéreo Regional, em São Paulo. Desde 2007, o governo brasileiro já liberou cerca de 5 mil páginas de documentos classificados como "confidenciais" envolvendo incidentes com discos voadores em todo o território nacional, inclusive relatando perseguições de jatos da força aérea. Os documentos estão disponíveis para pesquisa pública no Arquivo Nacional, em Brasília.
Uma portaria assinada pelo comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, também determina que todas as ocorrências com possíveis ovnis no País, especialmente as relatadas por pilotos, devem não somente ser transferidas para o Arquivo Nacional, mas também relatadas à autoridade competente, no caso ao Comando de Operações Aéreas (Comgar), o braço armado da Força Aérea Brasileira.


5 comentários:

  1. Amado professor!!!

    Essas figuras que se mostram como et's nada mais são que demônios...recomento que leia o livro (apócrifo) de Enoque. Você vai ver que no início dos tempos estes Anjos caídos tiveram relações com humanas de onde descenderam os Nephilins.
    Se pesquisar vai confirmar o que lhe digo....Et's....apenas uma forma de continuar nos enganando para levar a cabo os planos para a famigerada Ordem Mundial!!!! Tô firme na PALAVRA e apocalipse nunca foi tão atual....como diz Caio Fábio...Sodoma e Gomorra, perto do que estamos vivendo hoje, é fichinha!!!
    Me linka, ai!!

    ResponderExcluir
  2. Fico de cara que tenha gente que ainda adota esse discurso de creditar tudo que é desconhecido aos "demônios".
    O vírus do Cristianismo, que nunca deveria ter saído do Oriente Médio (veja hoje a situação em que se encontra essa parte do mundo) e que trazido para as Américas a ferro e fogo e enfiado goela abaixo nas populações nativas (as quais já tinham contatos com outras civilizações e nem por isso lhes atribuiam paranóica e psicopatológicamente o caráter de "demónios", "inimigos").
    Quer dizer então que nações como Japão, como Coréia do Sul, como Tailândia - onde, apesar das explosões neocolonialistas da europa, o vírus do cristianismo não penetrou com profundidade, seriam desprivilegiados? Pelo contrário, acredito que eles tem é sorte.
    É muito, muito complicado esse negócio de demonizar o desconhecido. Na Idade Média demonizavam as mulheres, depois qualquer um que fugisse da norma, depois até os índios e negros, hoje em dia são os homossexuais. Enfim, tudo que foge da norma, que é diferente ou desconhecido, com certeza não é digno de confiança e está aparentado com os demônios. E essa a mentalidade medieval que queremos levar para a era de Aquário?
    Depois quando as pessoas desprezam os vírus do Cristianismo e das suas irmãs gêmeas (Islamismo e Judaísmo), ainda tem gente que se espanta.

    ResponderExcluir
  3. Check this out:

    http://www.rense.com/Datapages/fulfdat.htm

    ResponderExcluir
  4. Estamos na hora da verdade. Eu não sabia que os ETs irão se revelar esse ano. De onde procede essa informação ?

    ResponderExcluir
  5. Meu caro anônimo, é uma dedução natural para quem vem acompanhando este assunto. A partir de que Obama daria esta informação o ano passado em outubro. Isso foi publicado (via Internet) nos principais portais da midiocracia mundial. Não deu. ADIARAM. A Igreja abertamente já admite a existência dos ETs e já diz que os "abençoará", "esses nossos irmãos do espaço"; "os cientistas e especialistas" se apresentam aos montes para confirmar informações, "previsões" e pedir oficialmente a REVELAÇÃO. Os ufólogos se apressam a intensificar a necessidade da "revelação do óbvio". "Hollywood" seu ninho midiocrático não se cansa de fazer os filmes preparatórios há anos... A velocidade do tempo está aumentando e dá para perceber se não ficarmos desconectados de nós mesmos e da fonte. Ano que vem JÁ É o 2012, etc, etc, é só aguardar... http://rodrigoenok.blogspot.com/2009/06/as-provas-da-existencia-dos-ufos.html?spref=bl ELES agora estão com pressa...
    O resto... Desejo longa vida com saúde, paz e prosperidade para todos nós.

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails