O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

MAIS UM MOTIVO PARA LARGAR O OI / VELOX


mais um motivo pra largar a oi/velox
Oi/Velox rastreará percursos de seus clientes na rede
A Folha de S.Paulo traz, hoje, um artigo intrigante da Elio Gaspari. Trata-se de uma “novidade” dos serviços Oi/Velox: um um programa, chamado “navegador”, que rastrea e registra os percursos que seus clientes fazem na internet. Segundo Gaspari, a empresa garante que a identidade do cliente será mantida em sigilo, já que o programa “Navegador” mapeia o computador do usuário utilizando um algoritmo de 24 dígitos que não pode ser decifrado.
A isso, Sinhá Boça diria: “Acredite, por favor!”
Talvez fosse mais honesto dizer que “é difícil decifrar”. Mas dizer que “não pode” soa como uma sinistra traquinagem. Pra completar, essa coisa chamada “Navegador” está sendo ativada sem o conhecimento e consentimento prévio dos clientes Oi/Velox. Ou seja, a coisa surge para o usuário numa caixinha informando que já está ativa, perguntando se a pessoa quer ou não desativar o “serviço”.
Será legítimo ser obrigado a desativar algo que não foi sequer solicitado? Ainda mais num País onde se acha que tudo que vir a mais é lucro, e se idolatra o tal do “brinde”, que faz o brasileiro ter mania de comprar, por exemplo, uma revista para ganhar uma xícara ou um prato, jurando que está se dando bem.
Pode até se dar bem com o brinde, mas caiu direitinho na artimanha da revista, que muitas vezes nem sequer é aberta pelo consumidor. Invertendo e parodiando o dito popular: compra-se lebre por gato.
E tem mais. A Oi/Velox, neste “serviço”, está associada com uma empresa conhecida internacionalmente por fazer vigilantismo dos conteúdos que circulam na internet, a Phorm (leiam sobre essa empresa clicando aqui). Pra finalizar o “pacotão da generosidade”, associaram-se à Oi/Velox e à Phorm, portais brasileiros como o Uol (controlado pelo Grupo Folha), IG, Terra e O Estado de S.Paulo.
Leiam o texto do Elio Gaspari, logo abaixo.
“A trapaça do rastreador da Oi no Velox”
por Elio Gaspari
da Folha de S.Paulo

Com uma linguagem empolada e uma pegadinha, a operadora quer reciclar sua freguesia
A OPERADORA Oi anunciou na semana passada o lançamento de uma ferramenta para a internet chamada “Navegador”. Trata-se de um rastreador dos caminhos percorridos na rede pelo cliente de seu serviço Velox. A novidade é apresentada aos consumidores de maneira trapaceada, deselegante. (A operação já começou, pequena e felizmente sujeita a correções, no Rio.)
O mimo é oferecido como uma “facilidade”, omitindo que é um rastreador. Quando o “Navegador” entra num computador que usa o serviço Velox, os endereços por onde o cliente passa são registrados pelo programa. A Oi garante que o rastreador passa longe de alguns sítios, inclusive dos que pedem senhas. Além disso, assegura que a identidade do cliente será preservada, pois o “Navegador” atribui ao computador rastreado um algoritmo de 24 dígitos que não pode ser decifrado.
O rastreamento interessa à Oi e aos seus parceiros porque permite a segmentação de público para o mercado publicitário. Assim, uma empresa de turismo pode anunciar só para pessoas que pesquisaram preços de pousadas, e todos ganham com isso. É o que faz o Google. Quando uma pessoa entra nas suas páginas, seus interesses são registrados e, a partir daí, selecionam-se os anúncios que lhe serão oferecidos na barra lateral da tela.
Há uma diferença entre o Google e o “Navegador” Oi/Velox. No Google, o sujeito entra se quiser, quando quiser, para usar ferramentas que lhe são oferecidas de graça. Velox e Oi são fornecedoras de um serviço remunerado e vendem o acesso à banda larga a 4,5 milhões de clientes.
A Oi trapaceia na maneira como oferece o “Navegador”. O sujeito liga a máquina, aciona o Velox e vê uma tela que lhe apresenta a “facilidade” (em relação a quê?). A lisura recomendaria que a empresa mencionasse, de saída, a função rastreadora do “Navegador”.
Até aí, manipulam a comunicação. No lance seguinte, recorrem a uma pegadinha para capturar clientes. Quando a tela do “Navegador” aparece, o mimo é oferecido com o aviso de que ele “já está ativo”. A tela do “Navegador” permite que o consumidor desative a ferramenta, mas não é assim que se faz. Uma pessoa não pode ser obrigada a desativar algo que não solicitou.
Pouco custaria à Oi informar, com clareza que o “Navegador” rastreará o freguês, garantido-lhe a privacidade. Em seguida, como fazem as boas casas do ramo, ofereceria duas caixinhas: “Quero” e “Não quero”. O freguês escolhe e não há mais o que discutir.
A relação entre um consumidor e sua operadora de internet baseia-se em algum tipo de confiança. Se a “facilidade” manipula o idioma e recorre a uma pegadinha, arrisca-se a estimular a suspeita de que, algum dia, não respeitará sua privacidade.
Nesse lance a Oi está associada à empresa Phorm que, em 2008, meteu-se num escândalo na Inglaterra quando se descobriu que rastreava os clientes da British Telecom sem que eles tivessem sido avisados. Teve que fechar a barraca.
Na empreitada do “Navegador” juntaram-se à Oi e à Phorm alguns dos principais portais de comunicação do país. Lá estão o UOL (empresa do Grupo Folha), o iG, o Terra e “O Estado de S. Paulo”. Todos deveriam rastrear melhor a maneira como usam suas marcas.
fonte 

Vejam mais


Os documentos mostram estreita relação do Brasil com a inteligência americana, e uma grande preocupação por parte do governo americano sobre a falta de legislação anti-terrorista no Brasil. (fonte)
 

Governo americano começa a tirar sites libertários do ar
"Só na semana passada foram retirados do ar nada menos que 75 websites. E mais: mandados de busca e apreensão foram expedidos, de forma que não somente os sites saíram do ar, mas também seus proprietários tiveram seus servidores e dados confiscados pelo governo. 



 Simbologia Illuminati Explícita em Lançamento de Satélite Espião Americano

Um enorme foguete não-tripulado carregando um novo satélite espião americano foi lançado neste domingo (21 de novembro), colocando em órbita o que um oficial chamou de "o maior satélite do mundo". (fonte)

4 comentários:

  1. Aloha,

    vamos divulgar mais esta violação da privacidade.

    Vos amo, sou grato!

    F.A.

    ResponderExcluir
  2. Parabens pela postagem. Vou já repassar para meus contatos. Grato.

    ResponderExcluir
  3. Caro Aldo,

    O google já nos rastreia há muito tempo. Infelizmente, quem busca privacidade (privaticidade) não navegue na rede. Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Caro Guilherme, se há uma coisa que não existe mais é a privacidade. Veja isso, http://www.spaceflightnow.com/delta/d351/preview.html

    Grande abraço.

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails