O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

AS PROVAS DE UMA CONSPIRAÇÃO

Um dos 117 ritos maçônicos vigentes hoje em todo o mundo é o dos Iluminados da Baviera, ou Illuminati. Os rumores sustentam que a Fraternidade tem influenciado ao longo da história, controle sobre o curso dos acontecimentos mundiais. Há também autores que afirmam que os Illuminati colocaram Hitler no poder e, hoje dominam as orientações empresariais, políticas e cientificas. Fundada por Adam Weishaupt, um obscuro professor de Direito da Universidade de Ingosladt, na Bavária, Alemanha, a sociedade secreta Antigos Visionários Iluminados da Bavária se baseava nas fontes que seu fundador bebera. Era uma mistura de preceitos maçons, sufismo – o misticismo islâmico – e como Weishaupt tinha sido originariamente Jesuíta, usava de disciplina mental de Santo Inácio de Loyola. Em seu Proofs of a Conspiracy – Against All the Religions and Goverments of Europe, Carried on The Secret Meetings of Freemasons, Illuminati and Reading Societies(Provas de uma conspiração Contra Todas as Religiões e Governos da Europa, Planejadas durante as Reuniões Secretas das Sociedades dos Maçons, Illuminati, Leitora), publicado em 1798, John Robinson afirma que os Illuminati juraram ódio ao altar e ao trono, bem como esmagar os Deus dos cristãos e destruir todos os reis da Terra, em outras palavras, os membros desse rito maçônico estariam buscando controlar o mundo. De fato, muitos autores afirmam que Hitler teve relação com os Illuminati. Há duas teorias principais sobre o tema. Uma das teses é que o Fuhrer foi uma simples marionete nas mãos da organização. Em sua escalada ao poder, foi apoiado nos âmbitos político e financeiro pela Fraternidade. Depois foi aconselhado a agir como agiu, desencadeando a Segunda Guerra Mundial. Em seguida os Illuminati o fizeram cair. A outra versão sustenta que os Illuminati teriam apoiado Hitler até ele chegar a Chancelaria, mas quando conquistou essa posição, o Fuhrer decidiu seguir o seu próprio caminho. Para tanto se protegeu com sua própria organização armada, a SS, dirigida por Heinrich Himmler. Não podendo se vingar pessoalmente, os Illuminati teriam optado por satanizar sua imagem pública. Dessa maneira, a Ordem advertia a todos os futuros colaboradores de seus planos sobre o destino que os aguardava se um dia também lhes ocorresse traí-los. Os Illuminati se infiltraram no próprio Vaticano, a Opus Dei é controlada pela organização. Antes da canonização do fundador da Opus Dei, José Maria Escrivã, a associação Católicos pelo Direito de Decidir publicou nota afirmando que “ a evidencia atual é que o Opus tem uma influencia cada vez maior. Com sua filiação à Obra(Opus Dei), um crescente número de intelectuais, médicos, parlamentares, juizes e jornalistas dão ao Vaticano uma força poderosa e oculta que pretende impor seu código moral não somente ao católicos, mas através das leis e da política.
Adam Weishaupt foi educado em um colégio de jesuítas e acabou obtendo o título de professor dos cônegos. No decorrer dos anos os conceitos do catolicismo acabaram não lhe agradando mais. Isso o levou a tornar-se aluno particular do filósofo judeu Mendelsohn, que o converteu ao gnosticismo.
Em 1770, Weishaupt provavelmente foi procurado pelos sócios-capitalistas da casa Rothschild, que se haviam reunido antes, para que ele fundasse em Ingolstadt, a “Ordem Secreta dos Iluminados da Baviera”. (...)

... "Eis aí um solo fértil que a “Sociedade Thule” só tinha que utilizar, servindo-se da ferramenta de que ela dispunha na pessoa de Adolf Hitler.
Após o crash em 1931, a indústria alemã quase foi a bancarrota. Fritz Thyssen aderiu oficialmente ao partido nazista e sustentou Adolf Hitler. A maior parte de sua fortuna escoou através do Bank voor Handel, que por sua vez controlava o Union-Bank.
O Union-Bank era uma aliança de Thyssen e Harriman. Lancemos uma olhadela sobre a lista dos diretores: quatro entre oito eram membros da Skull & Bones, e dois eram nazistas. Harriman financiava, ao mesmo tempo, os soviéticos e os nazistas por intermédio do Brown Bros. Harriman Bank.
Um dos mais próximos colaboradores foi Prescott Bush, pai de George Bush, ex-presidente dos Estados Unidos. Prescott e George Bush são, ambos, membros da Skull & Bones.
Até 1936, mais de 100 firmas americanas estavam implicadas na construção da máquina de guerra alemã. Entre outras, a General Motors, Ford, Internacional Harvester e Du Pont. Os investidores, em todo o caso não visavam a nada de negócios no curto prazo pois o contrato entre essas firmas e o governo alemão estipulava que estas não tinham o direito de tirar um Pfennig da Alemanha.
Os lucros só apareceriam cinco anos mais tarde, quando os Japoneses atacaram Pearl Harbour arrastando, com isso, os Estados Unidos para a guerra. Com toda evidência, isso tudo já havia sido preparado nos mínimos detalhes. Entretanto, só os iniciados estavam a par dos fatos. (...)

(...) "A instauração do regime de marionetes sob Lloyd George em Londres provocou uma reviravolta na política oficial contra o sionismo. Isso repercutiu fortemente quando o novo ministro das relações exteriores, Arthur Balfour, escreveu a seguinte carta, em 2 de novembro de 1917, a Lionel Rothschild:

Caro barão Rothschild,

Tenho o prazer de transmitir-vos em nome do governo de Sua Majestade sua nota de simpatia pelas aspirações judias sionistas apresentadas ao assentimento do gabinete que as aprovou.
O governo de Sua Majestade considera favoravelmente o estabelecimento na Palestina de uma pátria nacional para o povo judeu e empregará todos os seus esforços para facilitar a realização desse objetivo, ficando entendido que nada será feito que possa prejudicar os direitos civis e religiosos das comunidades não-judias na Palestina, assim como com os direitos e o estatuto político dos quais os judeus poderiam usufruir em qualquer outro país.
Ser-vos-ei reconhecido por fazer chegar esta declaração ao conhecimento da organização sionista.

Com minhas sinceras saudações,

Arthur James Balfour

É interessante saber que no momento em que a carta foi escrita, a Palestina era ainda um território turco. Eis aí uma nação que promete um país que é propriedade de uma segunda nação a uma terceira nação.
 

Alguns anos mais tarde, os turcos foram vencidos e a Inglaterra obteve o controle sobre o Egito e a Palestina, a França sobre o Líbano e a Síria.
Rothschild tomou parte ativa nessa transação: ele serviu-se de sua influência nos Estados Unidos para implicar este último, ao lado dos Aliados, na Primeira Guerra Mundial, e isso numa época na qual os Aliados não se encontravam numa posição de força em relação à Alemanha e à Turquia.

Leia todo o texto em
AS PROVAS DE UMA CONSPIRAÇÃO 

Veja também 
http://www.youtube.com/view_play_list?p=5FD88417544DA79B&annotation_id=annotation_460264&feature=iv

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails