O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Os "mineradores" do FBI: A ressurreição dos programas "Total Information Awareness"


por Tom Burghardt 

Tal como um vampiro que se levanta da sua tumba a cada noite para alimentar-se com os direitos dos americanos, o Federal Bureau of Investigations avança com programas que drenam o sangue vital das nossas liberdades constitucionais.

Desde a utilização generalizada de informantes e provocadores para reprimir a discordância política até o hacking Wi-Fi até a espionagem viral (viral spyware) (data-mining) de informação pessoal numa indústria em crescimento. Neste processo, eles estão a construir o estado vigiado há muito sonhado pelos securocratas americanos.

Um assustador novo relatório do jornalista de investigação Ryan Singel apresenta espantosos pormenores de como o National Security Branch Analysis Center (NSAC) do FBI está silenciosamente a transmutar-se no sistema do Conhecimento da informação total (Total Information Awareness, TIA) do criminoso condenado do caso Irão-Contra, o almirante John M. Poindexter. De acordo com documentos obtidos pela revista Wired: de computadores para rastrear todos os movimentos, o FBI transformou uma maciça coleta de dados


O sistema em crescimento rápido de data-mining do FBI, apregoado como uma ferramenta para caçar terroristas, está a ser utilizado em investigações de hackers e criminalidade interna. Actualmente contém dezenas de milhares de registos de bases de dados corporativas privadas, incluindo companhias de aluguer de carros, grandes cadeias de hotel e pelo menos uma loja nacional de departamentos. (Ryan Singel, "FBI's Data-Mining System Sifts Airline, Hotel, Car-Rental Records," Wired, September 23, 2009)
Dentre as mais recentes revelações quanto ao alarmante estado secreto fora de controle, a Wired revelou que pormenores pessoais sobre clientes foram fornecidos ao FBI pela cadeia hoteleira Wyndham Worldwide, "a qual inclui Ramada Inn, Days Inn, Super 8, Howard Johnson e Hawthorn Suites". Registros adicionais foram obtidos da companhia de aluguel de carros Avis bem como das lojas de departamentos Sears.

Singel informa que o Bureau está planejando uma expansão maciça do NSAC, a qual ampliaria o âmbito e a missão, da Foreign Terrorist Tracking Task Force (FTTTF) e do Investigative Data Warehouse (IDW), sistema de análise maciça de arquivos (file-crunching) que elimina  a privacidade.

"Dentre os ítens da sua lista de desejos", escreve Singel, "está a base de dados da Airlines Reporting Corporation (ARC) – uma companhia que efetua um sistema de backend para agência de viagem e companhias de aviação". 


Se metesse o nariz para obter os dados do ARC, o FBI teria acesso ilimitado a "milhares de milhões de itinerários americanos, bem como à informação que dão a agências de viagem tais como data de nascimento, números de cartão de crédito, nomes de amigos e família, endereços email, preferências alimentares e informação de saúde". 
Os destaques são do NFINITOALDOLUIZ leia toda a matéria aqui.


Sinto muito me perdoe te amo sou grato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails