O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Policial aponta arma contra professora, no Centro do Rio


Cabral quer se eleger jogando PM sobre professores?
setembro 8th, 2009 às 18:49

Policial aponta arma contra professora, no Centro do Rio

Eu disse aqui, outro dia, que o Governador Cabral tinha de mudar para pretender ser candidato de uma aliança progressista no Rio. O que acaba de acontecer no Centro da cidade, hoje, é sinal de que Cabral não quer mudar, a não ser para tornar isso impossível. Mandar a o Batalhão de Choque da PM para cima de milhares de pessoas , lançando bombas, atirando balas de borracha e dando cassetetadas em professores não pode ter qualquer justificativa. Isso é totalmente inaceitável. Não houve qualquer ato dos professores que pudesse ser razão para uma ação brutal da polícia.

Uma coisa é discutir a política salarial, outra é mandar a polícia bater. Qualquer dificuldade que o Governo do Estado tenha em atender as reivindicações da categoria tem de começar pelo reconhecimento da injustiça a que eles estão submetidos. Não há outra maneira de enfrentar uma situação em que há professores ganhando pouco mais de R$ 800.

Há 11 pessoas feridas, seis delas hopitalizadas.

Governador Cabral, pare de achar que as vaias são armação do PDT e do PT. Pergunte a seu correligionário Wellington Moreira Franco o resultado eleitoral de mandar a polícia para cima dos professores.

NOVA ORDEM MUNDIAL AVANÇA SUA AGENDA MUNDO A FORA.
SINTO MUITO ME PERDOE TE AMO SOU GRATO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos, estamos aqui para compartilhar experiências que nos iluminem, mas, por força de impertinentes baixas vibrações planetárias sou obrigado a moderar os comentários. Para bons comentadores este pingo é letra. Sintam-se em casa. E muito grato pela lúcida carinhosa presença. Venham sempre que lembrarem, se gostarem divulguem, compartilhemos nossas descobertas.Sinto muito, me perdoe, vos amo, sou grato. A faxina é infinita.

Related Posts with Thumbnails